dcsimg
 
Atualidades

Usina de Belo Monte: energia ou impacto ambiental?

Entenda a polêmica instalada em torno da maior usina hidrelétrica 100% brasileira!

Hidrelétrica

A usina hidrelétrica de Belo Monte já nasce com o título de quarta maior do mundo e a maior 100% brasileira (a usina de Itaipu é metade brasileira, metade paraguaia). Também ostenta o título de obra mais cara em andamento no País, com um orçamento que já supera os R$ 30 bilhões!

Instalada no interior do Pará, no rio Xingu, é um empreendimento gigantesco, capaz de gerar energia suficiente para abastecer, sozinha, 40% de todas as residências brasileiras!

Tudo isso está acontecendo debaixo de uma questão séria: o impacto ambiental e social causado pela construção da hidrelétrica, que pode comprometer uma das regiões com maior biodiversidade do Brasil.

A usina, programada para começar a operar no segundo semestre de 2015, ainda está parada, aguardando permissão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) para funcionar.

Enquanto isso, segue a guerra entre ambientalistas, governo e empresários sobre a usina.

Na luta entre o progresso e a preservação ambiental, o que você acha que deve ser feito? Quais as medidas cabíveis para fazer de Belo Monte um projeto mais sustentável? Quais políticas públicas poderiam ser criadas para evitar um desastre ambiental?

Entenda por que a Hidrelétrica de Belo Monte tem gerado tantas discussões e por que é tão importante conhecer esse tema para se dar no Vestibular e no Enem!

 

Entenda a polêmica em torno de Belo Monte

A Usina de Belo Monte é um projeto antigo, que começou a ser desenhado em 1975. Desde o planejamento inicial até a conclusão das obras, 40 anos depois, continua cercada de muita polêmica.

Nesse meio tempo, devido à pressão de ambientalistas e povos indígenas, o projeto foi refeito muitas vezes. O ideia original acabou sendo reduzida para tentar agradar a gregos e troianos.

Não deu muito resultado.

Junto com o início das obras, em 2011, veio uma grande comoção nacional. Artistas, personalidades, ambientalistas e organizações não governamentais uniram-se numa grande campanha contra a construção do empreendimento e reacenderam o debate sobre progresso versus preservação ambiental.

Entenda o ponto de vista de cada um dos lados:

Pontos contra a construção de Belo Monte:

  • A hidrelétrica vai comprometer o escoamento natural do rio, o que pode afetar gravemente a flora e a fauna local.
  • A obra pode destruir igarapés que cortam cidades importantes do interior do Pará, como Altamira e Ambé.
  • Áreas de agricultura de pequeno porte serão inundadas. Muitos produtores já perderam seu chão.
  • Também pode comprometer o transporte fluvial em algumas áreas e isolar totalmente centenas de comunidades ribeirinhas.
  • O alagamento permanente de áreas deverá destruir milhões de árvores e comprometer a vida de muitas espécies de peixes.
  • O projeto pode aumentar a pressão por desapropriação de terras indígenas, protegidas por lei.
  • Especialistas dizem que as outras usinas hidrelétricas do Brasil são subutilizadas e que a otimização das existentes poderia dispensar a construção de uma obra tão danosa ao meio ambiente.

Pontos a favor da usina de Belo Monte:

  • Com um potencial gerador de 11,2 mil MW, a usina pode fornecer energia suficiente para abastecer 60 milhões de pessoas e colocar o Brasil em uma privilegiada posição de segurança energética.
  • A energia hidrelétrica é considerada uma fonte limpa, ambientalmente correta.
  • A obra pode ajudar a desenvolver as cidades localizadas no entorno da usina e melhorar a vida dos moradores.
  • A usina atende à crescente necessidade de energia elétrica no País. Ou seja: é um projeto para o futuro, especialmente para os habitantes da região Norte.

 

O impacto social gerado por Belo Monte

Outra consequência importante da construção da usina de Belo Monte tem sido o impacto social causado nas cidades ao redor. Com a chegada de milhares de trabalhadores para atender à demanda de mão de obra para uma construção desse porte, as cidades mais próximas, como Altamira, viram sua população crescer mais de 50% em cinco anos!

O resultado disso foi um caos social sem precedentes: aumento no número de assassinatos e acidentes de trânsito, superlotação de hospitais, crise de moradia, aumento do custo de vida, etc.

Outra questão decorrente da obra é o deslocamento de populações inteiras que habitavam as áreas que seriam alagadas. Mais de 30 mil pessoas perderam suas casas – muitas das quais não foram indenizadas por isso.

É fato que, por outro lado, muitas famílias também melhoraram de vida. Foram retiradas de palafitas e lixões e reassentadas em casas de alvenaria entregues pelo consórcio que cuida da obra da usina, como parte do acordo com o Governo Federal.

A construção da usina envolve a mão de obra direta e indireta de 40 mil trabalhadores. Muitos deles deverão se dispensados conforme a construção vai chegando ao fim. O que será feito dessas pessoas? Para onde elas irão? Se a maioria resolver se estabelecer nas cidades próximas, sem emprego, isso pode agravar ainda mais o caos social. A empreiteira responsável promoverá cursos de readequação e capacitação, mas não se sabe se todos os trabalhadores dispensados encontrarão trabalho com facilidade.

 

Outras fontes

O Brasil tem potencial para explorar outras fontes de energia limpa além da hidrelétrica.

É o caso, por exemplo, da energia eólica e da biomassa do bagaço de cana. Saiba mais:

  • A energia eólica utiliza a forças dos ventos para gerar eletricidade. Cresceu muito nos últimos anos, mas ainda responde por apenas 3% do total gerado no País. É uma fonte interessante porque não depende das chuvas, como a hidrelétrica. Por isso, a região Nordeste – que historicamente vivencia períodos longos de seca – é campeã na produção desse tipo de energia.
  • O Brasil, por ser um grande produtor de cana-de-açúcar, poderia aproveitar melhor as capacidades energéticas desse produto. O bagaço, a palha e o caldo da cana são excelentes fontes de bioenergia e poderiam contribuir mais efetivamente para o potencial energético brasileiro.

 

Por que é importante saber de tudo isso?

A crise energética mundial – e a consequente busca por fontes alternativas – é um assunto importantíssimo, que se mantém firme e forte nas pautas de discussão dos principais vestibulares e processos seletivos do País.

Belo Monte é um tema sensível a pelo menos três pontos chave da política de desenvolvimento brasileira: o aspecto social, econômico e ambiental.

Ou seja: pode ser tema de redação, pode ser assunto de alguma questão objetiva ou discursiva. O importante é que você esteja bem informado e saiba apresentar fatos e argumentos (contra e a favor) sobre assuntos dessa relevância.

 

Veja também:

Redação do ENEM – Dicas Importantes para a Redação no ENEM

 

Qual sua impressão a respeito da usina de Belo Monte? Compartilhe nos comentários!

Sobre o Autor:
Autor
Atualmente é consultor independente de educação, focado em carreiras e mercado de trabalho e colaborador ativo no Guia da Carreira.
 

Artigos Relacionados ao Tema: Atualidades

Conheça as 5 profissões mais valorizadas atualmente

Conheça as 5 profissões mais valorizadas atualmente

Conheça as profissões que serão destaque no futuro. Veja também quais áreas pagam os salários mais altos e quais cursos mais geram empregos para técnicos e graduados!

Pré-Sal Brasileiro: A Riqueza que vem das Profundezas

Pré-Sal Brasileiro: A Riqueza que vem das Profundezas

Entenda como a nova fonte de petróleo do Pré-Sal vai trazer riqueza, tecnologia e novas oportunidades de emprego no Brasil!

Olimpíadas Rio 2016: a hora da virada

Olimpíadas Rio 2016: a hora da virada

Ensino de idiomas nas escolas, reforma de escolas, formação de atletas… entenda como as olimpíadas de 2016 podem ajudar a melhorar o nível da educação na cidade do Rio de Janeiro.

Conheça as 10 carreiras em alta em 2014

Conheça as 10 carreiras em alta em 2014

Confira quais são as carreiras mais procuradas em 2014 e saiba qual a função do profissional de cada uma dessas áreas!

 
 
 

Comentários:

  1. Caio

    Parem de defender ações do governo brasileiro! O que deve prevalecer é a vontade do povo!

    • Ana

      Que nada filho!Quem manda e o governo!!E fazemos o que quisermos!

      • sergio dutra

        Opinião conformista Sra Ana . O Governo faz o que quer por causa de pessoas com este tipo de pensamento

    • josé

      Cara isto é so para ficar-mos informados, e eles nao estao defendendo o governo!!

  2. thainá

    Muito bom isso.

  3. Jodacil

    Gostei do equilíbrio do artigo, que tenta fazer uma análise imparcial do projeto. Muitos grupos se opõem ao projeto por razões políticas, além de apresentarem argumentos falsos (como, por exemplo, o de que um lago de hidroelétrica seria um emissor de metano em grande escala, em uma região coberta de igarapés e rios).

    • Euclides deLima

      Concordo com você sobre o equilíbrio do artigo. Discordo, entretanto, com o exemplo que deu, dizendo que a produção de gás metano nas áreas alagadas é falso.É a mais pura realidade. Passados 5 anos de inundação, as raízes e folhas e toda a matéria orgânica de plantas rasteiras vão se decompor e liberarão o gás metano que é 21 vezes mais leve do que o gás carbono. Portanto, subirá para a atmosfera com maior velocidade e seu impacto na comada de ozônio é muito mais nefasto e veloz.Não há que se contar com a rede de igarapés e florestas adjacentes para suprimir os efeitos, pois, como já disse o metano sobe muito rápido em contato com o ar.

      • alessandra

        Na verdade, o risco é maior devido ao aumento de metano na atmosfera. Por ser um GEE (Gas de Efeito estufa), a sua concentraçao elevada retem muito mais o calor aqui na superficie da terra. O gas carbonico tb é um GEE, mas 1 unidade de metano corresponde a 21 unidades de CO2. Dai ele, o metano, ser potencialmente mais agressivo no aquecimento global.

  4. Maria Flavia

    Que horror! Um guia de carreira defendendo a Usina Belo Monte. O que isto tem a ver com carreiras? Voces perderam a credibilidade comigo.

  5. brenda

    nossa esse texto ele é muito bom para quem quer trabalhar com essas coisas fazer uma prova como eu to fazendo e etc
    essaas coisas todas a gente apende a economia das coisas preservar o meio ambiente e etc…..

  6. a

    A construção da usina é necessária pois duvido que conseguimos ficar 3 dias que seja sem energia elétrica. Sou a favor a construção da usina de belo monte.
    Ou o que preferem? 13 usinas nucleares que são caras perigosas ou 1 elétrica apenas?

    • Elissandra

      axo que essa usina de belo monte não vai dar certo, por que onde é que os indios irão ficar, nos queremos que a região norte seja valorizada, não mal falada. Pois tem muita gente ai de São Paulo, Rio de Janeiro, dizendo que essa usina não vai dar certo..

    • alline

      concordo plenamente, se o impedimento são os indios, é simples resolver: eu sei q o lugar la é grande entao construam um lar para os indios em outro local, afinal a usina nao vai ocupar o rio inteiro.Indios selvagens? simples, eduquem-os, assim como os outros. Uma usina de energia renovavel e q trará luz para mais de 20 milhoes de pessoas é fantastico. Falsos moralistas sao contra mas choram quando ficam sem ar condicionados, e computador!! Nao há desenvolvimento sem sofrimento!!

  7. valdinei

    caraca meu vai ser tao legal termos a usina de belo monte mas vejamos as desvantagens e vantagens dela o que vai nos prejudicar e o que não mas é o governo que manda!

  8. Dayenne

    Infelizmente, nada traz apenas um lado positivo, por mais que traga alguns problemas, a usina é essencial para o Brasil. Reclamamos tanto que nosso país é atrasado, não é desenvolvido, mas com desenvolvimento sempre vem algum problema que atinge ao meio ambiente. Antes uma usina hidreletrica que atinge menos ao meio ambiente, mais barata, do que outra que não teria a mesma capacidade, que sairia muito mais cara e além de tudo. seria muito mais prejudicial ao meio ambiente.

  9. erllon

    elissandra vai dar certo pois eles vão botar os indios para aldeias indigenas,populaçao para casas populares…mais meu maior medo e que vai acabar com um bom pedaço da amazonia

  10. lesci

    Mais cedo ou mais tarde, quase todos
    se perguntam qual é o objetivo da vida É trabalhar arduamente para melhorarmos nossas condições de vida, para sustentar a família, para morrer talvez depois de 70 ou 80 anos e então deixar de existir para sempre? Certo jovem que pensava assim disse que o único objetivo na vida é “viver, ter filhos, ser feliz e então morrer”. Mas é mesmo? E acaba realmente tudo na morte?

  11. lesci

    Muitos duvidam que a vida tenha um objetivo ao notarem que as condições de vida se tornaram mais difíceis. Em todo o mundo, mais de um bilhão de pessoas estão gravemente doentes ou desnutridas, resultando em que todo ano morrem cerca de dez milhões de crianças só na África. A população da Terra, que está chegando aos 6 bilhões, continua a aumentar em mais de 90 milhões por ano, mais de 90 por cento deste aumento em países em desenvolvimento

  12. Debora

    O desenvolvimento é uma faca de dois gumes, nós precisamos nos desenvolver mas será que tem alguma forma de não gerar perdas??? As vezes é preciso tirar para ter e não adianta nada reclamar do governo se na verdade o povo é omisso, Então eles fazem o que querem e o que lhes é permitido por nós mesmo, que na hora de votar não estuda, não pesquisa e coloca qualquer palhaço no governo.

  13. henrique seidel

    no teu mapa da represa tem entra da agua mas nâo tem saida.

  14. Sebastião Juarez da Silva

    Este país cresceu muito.E a obra se faz nescesário. embora cause tamanho impacto. Não podemos deixar de cobrar, que se cumpra todas etapas de minimizar o efeito devastador.

  15. Breno

    Sera que vale a pena ter esse impacto anbiental?

  16. CLEITON

    Olha eu não entendo esses tais “GOVERNANTES”…quando precisam de votos expressam um AMOR INCALCULÁVEL pelo Brasil, depois de eleitos rapidamente esse mesmo AMOR INCALCULÁVEL toma forma e vira CIFRÃO E NÚMEROS, então já não importa mais nada,nem ninguém.Vejam bem; o que ainda diferencia e chama a atenção no Brasil é a fauna e flora…GOVERNANTES DESSA NAÇÃO VOCÊS RECEBERAM A A HONRA DE CUIDAR DESSE PAÍS. NÃO DE VENDÊ-LO E DESTRUÍ-LO…

  17. Márcia Nunes

    Excelente texto, muito informativo.

  18. joandson

    as consequências socioeconomicas e ambientais serão mais fortes do que esperamos,e os principais prejudicados somos nós!

  19. MARCELA

    TUDO ISSO NÃO E BRINCADEIRA NÃO E NADA DE QUERER DEFENDER O AS AÇOES DO GOVERNO TALVEZ SEJA TALVEZ NÃO SEJA

  20. Marcelo Baptista

    Quanto Mi-Mi-Mi. A Construção da usina é essencial ao desenvolvimento do país e principalmente a região norte. Como Engenheiro, vejo esta usina como uma obra de arte. Impactos são inevitáveis, porém, minímos para a quantidade de benefícios que a usina trará a região e ao país. E VIVA BELO MONTE!

  21. joaobatistaleite

    sei que não pode haver progresso sem impacto ambiental,digamos que o tripe da sustentabilidadedeve caminhar sociedade e progresso ,mais que seja equiparado os danos ambientais

  22. bruno

    Daora so q devia colocar o texto q devemos colocarno texto do trabalho

  23. Cleber

    Queria que Deus me desse poder por um dia, deixaria bem claro os encinamento que aprendemos quando criança e que desobedecer terei prazer em extinguir da fase da terra (cambada de mercenarios, bandidos)

  24. Carlos Alberto

    Não há progresso sem energia. Com o PIB do jeito que está o Brasil vai regredir. O aumento do PIB se corre paralelo à oferta de energia, precisamos dela e temos o maior potencial do mundo, basta utilizá-los com a razão. Antes de colocar a emoção em suas opiniões levantem-se de suas cadeiras e visitem a cidade de Altamira, Vitória do Xingu e adjacências e poderão verificar o binômio pobreza-desenvolvimento e, com certeza, serão a favor deste empreendimento sustentável que mudou radicalmente a região para melhor sem esse drama de destruição que falam por aí. Visitei Belo Monte, conheço muito bem a transamazônica e toda a região por ter vivido lá por 3 anos. A obra é útil e necessária. Devemos cobrar dos nossos governantes ética na condução da política, lembrem-se que nem todos sção “vagabundos e oportunistas”, ainda temos gente muito boa nos representando, embora sejam poucos. Vamos agir com a razão e não com a emoção. Os peixes continuarão se reproduzindo, os índios continuarão em suas aldeias e com progresso. Visitem uma aldeia e vão entender. Tem índio com carro melhor que o meu. Selva!

  25. EMANUEL

    Carlos Alberto, a única coisa que está correta no seu comentário é “não há progresso sem energia” e acaba por aí. Você disse que visitou a região de Altamira, mas você tem conhecimento do conteúdo do Estudo de Impacto Ambiental de Belo Monte de mais de 20 mil páginas? Aposto que não. O exemplo que você deu de melhoras na região são impactos ambientais benéficos, no entanto os adversos infelizmente os ultrapassam com grande vantagem. A respeito do seu comentário de que “os peixes continuarão se reproduzindo” mostra que realmente você não entende nada de desenvolvimento sustentável. Estude um pouco mais sobre o empreendimento e verá que não passa de uma obra política , ultrapassada e que se vale de dados enganadores quanto ao fornecimento de enregia, pois não contemplam períodos de estiagem, nem tampouco perda de energia devido à distância dos centros consumidores. Total enganação!

  26. Angelo Augusto de Castro junior

    Brasil tem potencial de produzir energia eólica que supera umas 8 itaipus!

    Bora estocar vento

  27. aline

    Muito bom o texto. Tudo é uma questão de jogo político e muito dinheiro envolvido…triste ve a que ponto chegamos por causa da ganância política…kero ve eles gastarem esse dinheiro todo com educação e saúde. .pq sabem q nao vão ter um retorno financeiro desejado..cade as prioridades do país? Acoordaa Brasil…

Gostou desta Matéria? Receba as atualizações por Email!

Você também pode se cadastrar e receber todas as nossas atualizações no seu e-mail:

É o Guia da Carreira trabalhando para levar educação e informação de qualidade para ainda mais pessoas.


 

Deixe um Comentário:

Nome

 
Simulados Online
Simulado Fuvest 2008 - Guia da Carreira

Simulado da Fuvest

Faça o Simulado da Fuvest teste seus conhecimentos e prepare-se melhor para o Vestibular!

Fazer este Simulado...
 
Simulado Detran - Guia da Carreira

Simulado DETRAN

Teste seus conhecimentos e prepare-se melhor com o Simulado do Detran do Guia da Carreira!

Fazer este Simulado...
 
 
Guia no Twitter
-

Dicas e Notícias – Carreiras

Cadastre-se na nossa newsletter e receba dicas de educação, orientação profissional e muito mais!