dcsimg

Saiba mais sobre a carreira diplomática no Brasil

Conheça melhor as atribuições desta profissão, a formação necessária e como funciona o Concurso de Admissão para se tornar Diplomata!

Business Handshake

O Diplomata é o funcionário público que representa o Brasil em outras nações, negocia acordos em nome do País, dá apoio aos brasileiros em viagem ou que vivem no exterior e obtém informações importantes para a política externa.

Diplomatas promovem os interesses brasileiros no cenário internacional, fortalecendo as relações de cooperação entre o País e seus parceiros externos.

Conheça melhor a carreira e saiba o que é necessário estudar para se tornar um Diplomata!

A Carreira Diplomática

Ao longo da carreira, o Diplomata precisa lidar com assuntos diversos, tais como: direitos humanos, temas sociais, meio ambiente, educação, energia, paz e segurança, promoção comercial, temas financeiros, cooperação para desenvolvimento, promoção da cultura brasileira e cooperação educacional, entre outros.

Além de negociar em nome do Brasil com todos os 194 países com os quais mantém relações, o Diplomata também poderá representar o País nas diversas organizações internacionais em que participa.

As funções do Diplomata

Dentre as atividades desenvolvidas por Diplomatas estão:

  • Representar o Brasil perante outros países e organizações internacionais.
  • Reunir informações para contribuir com a formulação da política externa brasileira.
  • Participar de reuniões internacionais e negociar em nome do Brasil.
  • Promover o comércio exterior brasileiro e atrair turismo e investimentos.
  • Promover a cultura e os valores do povo brasileiro.
  • Prestar assistência aos brasileiros no exterior.

Como se tornar Diplomata

Para ser Diplomata do Governo Brasileiro, o estudante precisa ser formado em algum curso de nível superior, de qualquer área, e ser aprovado no Concurso de Admissão do Instituto Rio Branco (IRBr),órgão ligado ao Ministério das Relações Exteriores. A prova costuma ser aplicada anualmente e a seleção é feita pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília – Cespe/UnB.

O Concurso é dividido em quatro fases:

  • 1a fase: composta por questões objetivas de: Português, História Mundial e do Brasil, Inglês, Geografia, Política Internacional, Direito e Economia.
  • 2a fase:  composta por questões de Língua Portuguesa, com exercícios de interpretação e uma redação.
  • 3a fase: provas discursivas sobre História do Brasil, Geografia, Política Internacional, Inglês, Noções de Direito e Direito Internacional e Economia.
  • 4a fase – provas de Francês e Espanhol.

Uma vez aprovado no Concurso, o aluno recebe imediatamente o título de Terceiro-Secretário e ingressa no Curso de Formação. O curso tem duração de dois anos e as aulas acontecem em período integral. Depois de concluir a formação, o Diplomata pode fazer outros cursos e evoluir na carreira, assumindo os seguintes cargos:

  • Segundo-Secretário
  • Primeiro-Secretário
  • Conselheiro
  • Ministro de Segunda-Classe
  • Ministro de Primeira-Classe, mais conhecido como Embaixador

A Carreira Diplomática no Brasil

A carreira diplomática no Brasil é regulamentada pelo Instituto Rio Branco (IRBr). O instituto leva este nome em homenagem à lendária figura do Embaixador Brasileiro Barão do Rio Branco, codinome do Diplomata José Maria da Silva Paranhos. O Barão do Rio Branco negociou tratados com vários países Latinos no século 19 e ajudou a consolidar as fronteiras que temos hoje no Brasil.

Os Embaixadores e todos os outros profissionais formados no Instituto Rio Branco trabalham no Ministério das Relações Exteriores do Brasil, conhecido como Itamaraty.

O Itamaraty

O Itamaraty concentra a missão de formular toda a política externa do Brasil. Sua sede fica em Brasília, no chamado Palácio dos Arcos ou Palácio do Itamaraty. Também é função do Itamaraty distribuir os Diplomatas do Brasil pelo mundo, definindo onde cada um deles vai morar e trabalhar.

Atualmente o Brasil possui Embaixadas em praticamente todos os países abertos (que não são ditaduras) do mundo. A maioria deles também possui representações no Brasil. A cidade que concentra a maior parte das Embaixadas Estrangeiras no Brasil é o Rio de Janeiro.

Veja também:

Relações Internacionais

Você se identificou com o perfil do Diplomata? Pensa em seguir esta carreira? Conte pra gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin