dcsimg

Currículo para quem nunca trabalhou

Aprenda a preparar o seu CV para conquistar o primeiro emprego!

Currículo para quem nunca trabalhou

O currículo é a principal via de apresentação profissional, mesmo para quem procura conseguir sua primeira experiência no mercado de trabalho. É a forma mais rápida de “apresentar-se” ao empregador e convencê-lo de que você é a pessoa mais adequada a assumir aquela posição.

Buscar o primeiro emprego é um desafio e tanto. A boa notícia é que existem qualidades muito apreciadas no mercado que vão além de um currículo recheado de experiências profissionais. Ter feito um bom estágio, por exemplo, ou ter participado de muitas atividades extracurriculares podem ser um ótimo começo.

O segredo é saber expressar no papel todas as qualidades que sejam relevantes para o cargo e para o empregador. Tudo o que você precisa é construir um currículo objetivo, bem estruturado e que represente quem é você é, com o que gosta de trabalhar e quais seus talentos.

Com essas dicas você vai ver que montar o currículo ideal para quem nunca trabalhou é muito mais simples do que imagina. Confira!

O que você precisa saber antes de montar o currículo

1.    Escolha as informações mais relevantes

Antes de colocar a mão na massa, escolha as informações que você vai incluir no currículo. Veja abaixo algumas das principais qualidades apreciadas pelo mercado de trabalho e identifique quais delas se aplicam a você:

  • Participação em eventos acadêmicos diversos
  • Domínio de línguas estrangeiras
  • Participação em programas de voluntariado
  • Bolsas e atividades de pesquisa de iniciação científica
  • Qualificações técnicas relevantes para a vaga (domínio de softwares específicos, por exemplo)

 2.    Simplicidade é a melhor escolha

  • Jamais inclua informações falsas.
  • Conheça bem a empresa onde quer trabalhar e ajuste as informações de acordo com o perfil do lugar.
  • Não exagere no volume de informação. Para quem não tem experiência, um currículo de uma página é o suficiente.
  • O uso de elementos gráficos (fotos, bordas, efeitos em fontes) pode atrapalhar mais do que ajudar.
  • Preste bastante atenção aos erros de português (concordância, grafia). Eles podem causar má impressão.

Montando o currículo

Criar um bom currículo para quem nunca trabalhou não tem segredo. Basta estruturar o documento de acordo com os sete tópicos abaixo:

1.    Dados Pessoais

Esta deve ser a primeira informação do currículo. Coloque, em ordem, no cabeçalho da página:

  • Seu nome completo
  • Seu E-mail
  • Seus telefones de contato (fixo e celular)
  • Endereço do seu perfil em redes profissionais, como o LinkedIn (se tiver). Evite incluir perfis pessoais (Facebook, Twitter, Instagram, etc.)
  • Cidade onde mora
  • Idade (se preferir)

Não precisa informar nenhum número de documento (RG, CPF, Carteira de Trabalho, etc.).

2.    Área de atuação

A área de atuação deve comunicar, em duas ou três palavras, seu campo de interesse. Essa informação deve estar relacionada à vaga pretendida. Por exemplo, se você quer atuar na área de turismo, escreva apenas “Turismo e Hotelaria”. Não coloque mais de uma área de atuação no mesmo currículo.

3.    Habilidades e competências técnicas

Liste todas as suas habilidades que sejam úteis à vaga. Na dúvida, consulte novamente o item 1 em “O que você precisa saber antes de montar o currículo”, acima.

Resista à tentação de fazer uma lista muito grande, mesmo que os itens pareçam importantes.

Veja também: O que colocar no perfil profissional do currículo

4.    Experiência

Se você fez um estágio (ou mais de um), participou de algum programa de iniciação científica, programas extracurriculares, fez trabalhos como freelance ou ingressou em atividades de voluntariado, descreva-os em uma lista do mais recente para o mais antigo.

Os dados que devem aparecer são:

  • Nome da empresa onde estagiou ou órgão de pesquisa
  • Período em que estagiou nesta empresa (ou se ainda está nela)
  • O cargo ocupado, se for o caso
  • Descrição das suas atividades nesta empresa

Exemplo:

Operadora de Turismo S.A. (10/01 a 10/07/2015)

Cargo: Estagiário

Atividades: Apoio técnico em produção de eventos de Turismo e Hotelaria.

5.    Formação

Descreva seu curso de graduação usando os os seguintes dados:

  • Nome do Curso
  • Instituição
  • Local
  • Período do curso (se já está concluído ou ainda em conclusão).

Exemplo:

  • Graduação em Turismo – Universidade Estácio de Sá (São Paulo/SP) – 2011 a 2015.

6.    Línguas

Se você fala inglês ou alguma outra língua estrangeira, especifique no currículo junto com o nível (básico, intermediário, avançado, fluente) e as habilidades (fala, lê, escreve). E não custa lembrar: jamais “valorize” esse item, colocando um nível acima do que sabe, ou incluindo idiomas que você não fala. Em algum momento essa informação será checada e você pode se queimar na empresa e no mercado.

7.    Cursos e outras atividades

Inclua apenas os cursos extracurriculares, experiências no exterior, ou participação em eventos relevantes para a vaga. Basta colocar o título, a instituição, o local e a data. Exemplo:

  • Curso de Recepção Hoteleira, pelo Instituto Internacional de Hotéis. Fortaleza (CE), 2014.
  • Curso básico de gestão de empreendimentos turísticos, pela Associação Brasileira de Turismólogos. Florianópolis (SC), 2015.

Baixe aqui o modelo de currículo sugerido pelo Guia da Carreira.

Veja também:

Aprenda a escrever um currículo simples e eficiente

Está em dúvida sobre a melhor forma de montar o seu currículo? Compartilhe suas ideias conosco nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin