dcsimg

Como se sair bem em uma entrevista por telefone

Saiba o que fazer e o que evitar para ter sucesso em entrevistas por telefone

Você enviou seu currículo para aquela vaga dos sonhos e finalmente recebe um telefonema do RH da empresa ou da agência de recrutamento e seleção. Sentir ansiedade e empolgação é normal, mas não ajuda muito no momento da entrevista.

Para que serve a entrevista por telefone?

A entrevista por telefone pode ser feita em duas principais situações:

  • Triagem de candidatos: quando há muitos candidatos compatíveis com a mesma vaga, é comum que os entrevistadores façam uma triagem pelo telefone, uma “peneira” para selecionar alguns para uma entrevista mais aprofundada, que poderá ser pessoalmente ou por telefone. A entrevista de triagem costuma ser mais breve e a ligação normalmente acontece de surpresa.
  • Confirmação e coleta de informações: é uma entrevista um pouco mais longa e nela o entrevistador pode fazer algumas perguntas para confirmar os dados que você informou no currículo e saber mais sobre suas atividades e aptidões. Pode ser feita de surpresa, ou agendada por e-mail.

Em ambos os casos, vale a pena se preparar para causar a impressão correta e tentar passar para a fase seguinte do processo. Saiba como se preparar para responder as perguntas do entrevistador e o que evitar em entrevistas de emprego por telefone.

Dicas para uma boa entrevista pelo telefone

Esteja preparado

A menos que o entrevistador esteja ligando porque recebeu seu telefone por indicação de alguém, você pode começar a se preparar para a entrevista no momento em que se candidatou à vaga.

Imprima o CV enviado e marque os itens mais importantes para aquela vaga específica. Se você enviou uma carta de apresentação, imprima-a também. É provável que o entrevistador esteja olhando para esses dois documentos enquanto conversa com você.

Vale a pena também pesquisar sobre a empresa, seu ramo de atuação, principais produtos e serviços, realizações recentes, localização e estrutura.

Imprima também as características da vaga. Reflita sobre os motivos que o levaram a se candidatar e anote seus principais diferenciais para essa posição. Anote como sua experiência pode contribuir para a empresa. Mantenha todos esses documentos e anotações juntos em lugar de fácil acesso.

Se não puder falar, agende um horário

Uma ligação de surpresa, enquanto você está trabalhando, fazendo outra atividade ou em local barulhento, pode prejudicar seu desempenho.

Não há nada de errado em explicar brevemente a situação e tentar marcar um outro horário com o entrevistador. Agradeça o interesse, explique que não pode falar no momento e pergunte se é possível reagendar a conversa para um outro momento. Aproveite e pergunte ao entrevistador de quanto tempo ele precisará para esta conversa.

Seja claro, direto e cortês. Antes de desligar o telefone, agradeça novamente.

Prepare o ambiente para a entrevista

Dez minutos antes do horário marcado para a entrevista, comece a preparar o ambiente. Se estiver em casa, escolha um cômodo silencioso e sem distrações. Se estiver no trabalho, vá para uma sala de reunião.
Leve os documentos e anotações que preparou para a entrevista, papel e caneta, um relógio e um copo d’água.

Caso tenha marcado a entrevista por telefone fixo, desligue o celular. Respire fundo, releia seu material e procure manter o foco.

Cuide da postura e do tom de voz

Durante a entrevista, mantenha uma boa postura. Embora o entrevistador não possa vê-lo, a sua voz vai refletir a forma como está posicionado. Já percebeu como a voz da gente muda quando estamos curvados, jogados no sofá ou de cabeça baixa? Sente-se confortavelmente e mantenha a coluna ereta. Se preferir, fique de pé, caminhe pela sala e gesticule enquanto fala. Sorria e comporte-se como se estivesse em uma entrevista cara a cara, isso vai deixar a conversa mais natural.

Ouça com atenção, responda com calma e objetividade

A dica pode parecer óbvia, mas na hora da empolgação e da ansiedade, é comum esquecermos dela. Espere o entrevistador finalizar sua pergunta ou comentário, respire e só então responda. Procure ser objetivo e passar as informações que foram solicitadas de forma clara e concisa.

Na dúvida, pergunte

É melhor esclarecer a dúvida do que dar uma resposta inadequada ou fora de contexto. Se não entender alguma pergunta usada pelo entrevistador, peça para repetir. Caso não conheça alguma expressão ou termo técnico, não tenha vergonha de perguntar.

O que fazer quando perceber que você não se encaixa no perfil

Pode ser que a vaga seja para alguém com menos experiência que você, ou que você não tenha a qualificação necessária para desempenhar o papel. Em ambos os casos, o melhor é ser transparente.

Explique que tem a impressão de que o perfil que o entrevistador busca é de alguém mais/menos experiente do que você. Se a sua suspeita se confirmar e você não tiver mesmo interesse em continuar, agradeça o interesse e diga que está disponível para uma futura conversa caso apareça uma oportunidade mais adequada a sua experiência/qualificação/objetivo profissional.

Pergunte qual o próximo passo

A entrevista está chegando ao final e é possível que o entrevistador informe quais são as próximas etapas do processo seletivo. Caso ele não faça isso, pergunte quais os próximos passos e até quando pretendem concluir a contratação para essa posição.

Agradeça

Independentemente de seu desempenho, interesse ou sucesso na entrevista pelo telefone, sempre agradeça o entrevistador por seu tempo e disposição.

terno

O que evitar na entrevista por telefone

Tão importante quanto o que fazer na entrevista por telefone é o que você deve evitar! Confira, a seguir 7 erros que você não deve cometer quando receber o telefonema do entrevistador.

Atender em local ou momento inadequado para não perder a oportunidade

Entrevistadores sabem que, se ligarem de surpresa, pode ser que você esteja no trabalho, no trânsito, ou em algum outro momento inoportuno. Em vez de seguir com a entrevista sem estar preparado, responder com evasivas para disfarçar ou correr o risco de se distrair no volante, explique a situação e pergunte se é possível remarcar a conversa para outro momento.

Começar perguntando sobre salário e benefícios

É claro que o salário e os benefícios oferecidos pela empresa são um fator importante para você decidir se vai querer ou não aquela vaga, mas começar a conversa perguntando quanto vai ganhar pode causar a impressão de que é só isso que importa para você. Espere o momento adequado para fazer essa pergunta, normalmente depois de passar pela primeira triagem e ao final de uma entrevista mais aprofundada.

Ter pressa em falar tudo

Você está bem preparado, sabe que tem o perfil necessário e quer convencer o entrevistador de que é o melhor candidato para a vaga. Até aí, tudo bem. O problema é querer despejar toda a sua vida profissional de uma só vez, falando rápido para “mostrar serviço”.

Lembre-se de que o entrevistador não pode vê-lo e, pelo telefone, uma fala muito acelerada pode prejudicar o entendimento. Poupe o tempo dos dois (o seu e o do entrevistador) e procure falar em um ritmo mais pausado.

Reclamar

Outra dica que parece óbvia, mas muitas pessoas cometem esse erro e são eliminadas já no primeiro contato. Jamais reclame ou fale mal das condições de trabalho, salário, colegas e chefes atuais e antigos. O raciocínio do entrevistador é muito simples: se você falou mal de outros empregos, vai falar mal do próximo também.

Falar demais

Falar muito não significa ir bem na entrevista. Tenha o cuidado de responder o que foi pedido, sem entrar em detalhes desnecessários. Uma boa dica é ficar atento ao tempo em que está falando sozinho. A entrevista é um diálogo! Forneça as informações com calma e objetividade e dê espaço para que o entrevistador faça mais perguntas, caso queira saber mais sobre determinada atividade que você realizou.

Falar de menos

Se falar demais pode ser ruim, o outro extremo, falar de menos, também não é bom. Evite respostas monossilábicas (é, sim, não, aham). Elas devem ser usadas somente quando a pergunta exige, como por exemplo, se o entrevistador perguntar se você mora em tal cidade, ou se tem disponibilidade para viagens.

Usar gírias e expressões inadequadas

Pontuar suas frases com gírias, palavrões e expressões como “tipo”, “tipo assim” e suas variantes, deve ser evitado a qualquer custo. Mesmo que a vaga seja para uma empresa moderna e informal, usar essa linguagem transmite uma imagem de imaturidade e descaso. Fique atento e use uma linguagem mais profissional. Se achar difícil, treine antes.

E você, já foi entrevistado pelo telefone? Como se saiu? Quais foram suas principais dificuldades? Compartilhe!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin