dcsimg
Engenharia Biomédica: curso, mercado e onde estudar

Engenharia Biomédica: curso, mercado e onde estudar

A Engenharia Biomédica surgiu como curso de graduação há poucos anos e  já assumiu um lugar de destaque dentre os cursos de Engenharia, tendo em vista a grande necessidade de utilizar a tecnologia em prol da Medicina, buscando soluções eficazes nos diagnósticos e na prevenção de problemas de saúde.

O curso é oferecido na modalidade de bacharelado e forma profissionais capacitados a analisar, propor, projetar e desenvolver equipamentos e programas de computador que auxiliem e deem mais segurança aos profissionais da área da saúde no diagnóstico e tratamento de doenças.

O Curso

O curso de Engenharia Biomédica possui uma grande interdisciplinaridade, possuindo matérias comuns à Engenharia como Matemática, Física e Química, além de Biologia e matérias relacionadas à Tecnologia da Informação (TI), como Desenvolvimento de Software e Eletrônica. As Ciências Médicas e Biológicas também estão presentes durante curso, com disciplinas como Anatomia, Fisiologia e Bioquímica, entre outras.

Para concluir o curso o aluno precisa realizar estágio supervisionado e desenvolver um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O prazo médio para a conclusão do curso é de 5 anos e ao egresso é concedido o título de Bacharel em Engenharia Biomédica.

Grade do curso

Veja algumas das disciplinas encontradas no  curso de Engenharia Biomédica:

  • Cálculos I, II e III
  • Físicas I, II e III
  • Geometria Analítica
  • Álgebra
  • Biologia
  • Anatomia
  • Eletrônica
  • Computação
  • Algoritmos e Estrutura de Dados
  • Programação

Melhores Faculdades

Existem 14 universidades públicas e privadas autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Engenharia Biomédica. São elas:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

A profissão

O profissional formado no curso de Engenharia Biomédica recebe o nome de Engenheiro Biomédico e pode atuar de diversas maneiras, unindo o conhecimento técnico da engenharia ao conhecimento na área da saúde no desenvolvimento e na estruturação de equipamentos para auxiliar no diagnóstico e na prevenção de doenças.

Atua também prestando consultoria em clínicas e centros de saúde. Podem ingressar ainda no setor de desenvolvimento de próteses e na área de Imagiologia médica como a Radiografia, Tomografia, Ultrassonografia, Ressonância Magnética, entre outros.

Utiliza-se de conhecimentos em eletrônica e informática no desenvolvimento de software para tornar os diagnósticos mais eficazes, auxiliando assim no tratamento em clínicas médicas, hospitais e consultórios. Pode atuar também em pesquisas científicas para propor soluções ainda melhores na utilização da tecnologia.

Mercado de Trabalho

A profissão de Engenharia Biomédica é regulamentada desde 2008 e para exercê-la é obrigatório possuir diploma de curso superior reconhecido pelo MEC e obter registro profissional no Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Os maiores empregadores de engenheiros biomédicos são:

  • Centros de Pesquisa
  • Empresas desenvolvedoras de tecnologias médicas
  • Hospitais
  • Universidades

Veja também:

O que faz um biomédico?

Você se interessa pela carreira em Engenharia Biomédica? Deixe um comentário!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin