dcsimg

Entrevista de emprego após os 40 anos

Se você tem mais de 40 anos e quer voltar ao mercado de trabalho, confira as nossas dicas práticas e prepare-se melhor para a sua entrevista de emprego!

10 informações que você NÃO precisa colocar no currículo

No Brasil, 69,9% dos trabalhadores na faixa de 40 a 59 anos estão empregados. Eles formam o segundo maior contingente da população que trabalha, atrás apenas do grupo na faixa de 25 a 39 anos.

A busca por um emprego depois dos 40 anos pode ser motivada por diversas razões. Pode ser a chance de evoluir na carreira ou uma volta ao mercado de trabalho depois de algum tempo desempregado.

Dependendo do motivo, a pressão para conseguir a vaga vai ser diferente – e o desempenho na entrevista também.

Preparação

Com um mercado de trabalho concorrido, se você já conseguiu uma entrevista de emprego,  significa que superou uma etapa importante. Veja algumas recomendações que podem ajudar na preparação para essa conversa:

  • Estude a empresa: visite o site da empresa para conhecer sobre a história, cultura, valores e seu posicionamento no mercado. Consulte também notícias que saíram na imprensa.
  • Pesquise sobre a vaga que está disputando: estude as atribuições, as tendências mais recentes, o perfil típico de quem ocupa esta vaga e a faixa salarial praticada no mercado.
  • Atualização: qualquer profissional deve manter-se atualizado, com cursos, pós-graduações e aulas de idiomas. Veja como os assuntos que você tem estudado podem contribuir para a empresa. Leia também sobre notícias do setor, identificando os desafios e as áreas mais promissoras.
  • Redes sociais: analise como você participa de sites como Linkedin, Facebook, Twitter,   Instagram etc. As postagens podem mostrar que você está atento às mudanças na sua área. Aproveite para verificar se suas publicações podem ser vistas como inadequadas. Já é de praxe que as empresas pesquisem os perfis dos candidatos antes da entrevista para avaliar se eles têm o perfil desejado.

Como lidar com preconceitos

No livro “Encontrando emprego depois dos 40” (em inglês “Finding Work After 40”, sem tradução no Brasil), os autores Robin McKay Bell e Liam Mifsud alertam que o candidato mais velho deve se preparar para tudo, inclusive para o preconceito com a idade.

Os autores fazem algumas recomendações para lidar com os preconceitos mais comuns:

  • Pessoas mais velhas não trabalham para um chefe mais novo ou com uma equipe jovem. Primeiro, reflita sobre o que é mais importante para o cargo. Se for o perfil da equipe, a idade pode contar. Se forem os resultados e a capacidade técnica, a idade não deve ser problema. Se você já trabalhou em uma dessas situações, relate na entrevista as situações positivas.
  • Pessoas mais velhas são qualificadas demais para a vaga. Neste caso o receio do empregador é de que você fique na empresa até conseguir uma oportunidade melhor. A recomendação é destacar no currículo as experiências relevantes para a vaga, demonstrando que tem o perfil adequado. Na entrevista, reforce seu comprometimento.
  • Pessoas mais velhas têm menos energia. Os autores defendem que uma pessoa madura quase sempre irá atingir mais resultados que os jovens, por serem mais eficientes e focadas. Para convencer os entrevistadores, mostre entusiasmo pela vaga. Mencione suas práticas esportivas, se for o caso.
  • Pessoas mais velhas têm problemas de saúde. Existem leis em diversos países (inclusive no Brasil) que proíbem vários tipos de discriminação, e problemas de saúde é um deles. Mesmo assim, a recomendação é que o candidato invista em sua saúde e aparência, para demonstrar uma atitude positiva.
  • Pessoas mais velhas já têm dinheiro e não precisam do emprego. Durante a entrevista explique as razões pelas quais é o melhor candidato: enfoque no desejo de enfrentar novos desafios e na motivação para o sucesso, que pode incluir recompensa financeira.
  • Não são ágeis mentalmente. Este preconceito não encontra fundamento na ciência. Ao longo dos anos o ser humano aumenta seu repertório de informações, sua habilidade verbal e sua capacidade de fazer analogias. Para a entrevista, memorize fatos importantes sobre a empresa e seu setor.
  • Não conseguem lidar com a mudança. Embora exista este preconceito, o fato é que pessoas maduras se saem melhor ao lidar com mudança no trabalho, pois já tiveram que se adaptar a situações de todos os tipos. Relembre vários episódios em que você teve que mudar para atingir novos objetivos, e mencione-os durante a entrevista.

Perguntas esperadas

Para você se preparar melhor, reunimos algumas das perguntas mais comuns durante uma entrevista de emprego:

  • Conte algo sobre si mesmo.
  • O que fez você escolher a sua área?
  • Você tem alguma experiência neste campo? Se sim, por que você deixou o emprego anterior?
  • Quais são os motivos de você ter ficado um longo período fora do mercado de trabalho?
  • Se você já teve um negócio próprio, por que desistiu para conseguir um emprego?
  • Conte-me sobre uma situação que você tenha superado todas as expectativas de trabalho.
  • Como você planeja sua carreira para daqui a 10 anos?
  • Você pode trabalhar em turnos?
  • Se necessário, você pode trabalhar aos domingos?
  • Na sua opinião, o que é um funcionário ideal?
  • Você fica satisfeito em trabalhar em equipe ou prefere trabalhar individualmente? Por quê?

A recomendação é que você seja verdadeiro, amistoso, valorize suas características e ressalte seus pontos positivos.

A entrevista de emprego também é uma oportunidade para você conhecer mais sobre a empresa e demonstrar interesse. Por isso, faça perguntas sobre o cargo, o setor onde ela atua, relacionando com as informações que você pesquisou. No mais, tenha confiança, mostre sua disponibilidade, sua vontade de aprender e de fazer parte do time!

Veja também:

10 dicas para recolocação profissional

Você já passou por uma entrevista de emprego? Compartilhe com a gente sua experiência!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin