dcsimg

Evolução do Trabalho: Home Office e o Trabalho Convencional

As vantagens econômicas e a crescente aceitação dos funcionários do Home Office tem incentivado a adoção de pequenas, médias e grandes empresas nesse novo modelo de trabalho.

A Evolução do Trabalho

Ao decorrer dos anos, a concepção de ambiente de trabalho vem se modificando. Aqueles que ainda acreditam que para trabalhar é necessário estar dentro de uma empresa fisicamente, realizando suas tarefas em contato direto com outros colaboradores e com supervisão direta de seu chefe podem estar desatualizados. Atualmente, o Home Office, conhecido como trabalho em casa ou escritório em casa, tem ganhado destaque no mercado e espaço dentro de diversas empresas.

As Oportunidades com o Home Office

O aumento da terceirização dos serviços, a globalização da economia, o surgimento de micro e pequenas empresas e a crescente evolução da Tecnologia fazem com que o Home Office se expanda por grande parte do país e se transforme, ao decorrer dos anos, em um modelo de trabalho amplamente utilizado.

Home Office é a transformação da residência do colaborador em seu ambiente de trabalho, onde ele possa executar totais ou parciais serviços que eram realizados somente no escritório da empresa. No caso dos autônomos, todas as atividades de trabalho que são realizadas por eles são executadas no ambiente doméstico.

O modelo de trabalho Home Office tem sido bastante aceito e adotado, pois as empresas acreditam que os colaboradores conseguem obter foco satisfatório no trabalho, além desta modalidade favorecer economicamente em diversos pontos. Outras vantagens estão ligadas a economia de tempo em trânsito, flexibilidade de horários, autonomia e qualidade de vida. A informalidade com o vestuário é outro fator que agrada os colaboradores, pois traz maior liberdade e conforto para exercer as atividades do dia a dia. O terno e o salto alto exigidos no ambiente empresarial favorecem na concepção de ambiente sério e formal, porém códigos de vestuário rígidos demandam também gastos extra dos funcionários.

Algumas empresas fornecem toda estrutura necessária para gerar um pequeno escritório na casa do colaborador, com mesas e cadeiras, computador e impressora, sem mencionar a ajuda de custo para despesas com materiais de escritório, energia elétrica e acesso a internet. Não adianta trabalhar em casa e não ter uma estrutura adequada para que o serviço seja realizado com qualidade e nenhum imprevisto impossibilite o cumprimento de prazos.

O contato com a empresa se mantém, podendo ser feito por e-mail, videoconferência, telefone e em alguns casos é fornecido um programa onde o colaborador efetua o registro do horário de início e término de trabalho, como se fosse o famoso “bater cartão ponto” ou “passar crachá”. A única diferença entre o trabalho convencional e o Home Office é o ambiente, mas as obrigações e o comprometimento profissional continuam os mesmos. Muitas empresas possuem sua própria política de Home Office, como treinamento prévio para adaptação e entendimento das obrigações. Usualmente, o funcionário faz visitas periódicas na sede da empresa para manter o contato pessoal com a equipe.

As micro e pequenas empresas tem optado pelo Home Office devido a economia gerada com aluguel de um local para montagem do escritório, gastos extras com contas de água, luz, transporte e alimentação. No início de qualquer negócio a busca por redução dos custos é essencial, mas se posteriormente a empresa tiver grande crescimento e necessitar expandir, um novo ambiente de trabalho será analisado.

O ambiente doméstico fornece alguns problemas que muitos colaboradores precisam enfrentar durante sua rotina de trabalho, como o fácil acesso a geladeira e TV, estagnação profissional, interrupção repentina do trabalho e presença de crianças.

Por isso, antes de optar pelo Home Office, é importante analisar o perfil do colaborador e de sua família. É essencial ter disciplina e força de vontade, além de executar uma atividade que possa ser realizada no ambiente doméstico, tanto em termos práticos quanto legais. A família do profissional deve ser colaborativa, se adaptando ao ambiente Home Office, para que os assuntos domésticos não tomem a parte do tempo reservado ao trabalho.

A Evolução Tecnológica e o Home Office

O Home Office tem ganhado prestigio devido à evolução Tecnológica que tornou o Home Office real e lucrativo. O fácil acesso à internet em grande parte do país, principalmente nos centros econômicos, permite uma ligação constante entre duas pessoas ou mais, mesmo que estejam em ambientes distintos. O uso de celulares e telefones incrementa e facilita este contato. Desta forma, as trocas de informações entre colaborador e empresa ou empresa e cliente, são rápidas e eficazes. Obviamente que esta modalidade também possui diversas desvantagens, sobretudo diante o contato pessoal. Com a evolução das tecnologias e dos meios de comunicação é possível verificar o aumento do contato virtual e a diminuição cada vez maior do contato pessoal.

A união das tecnologias com um bom profissional garante o sucesso do Home Office e expande para o Brasil e o mundo um novo modelo de trabalho que possui grandes vantagens ao modelo convencional. Este tipo de modelo ainda está em fase de adaptação e testes, porém está mostrando resultados para algumas modalidades empresariais, enquanto que para alguns setores este ainda não é indicado.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin