dcsimg

Graduação Executiva e o Mercado de Trabalho

Novas estratégias para se recolocar no mercado. Entenda o papel fundamental da graduação executiva e as vantagens de ter um diploma de ensino superior!

A Graduação Executiva e o foco na entrada precoce no Mercado de Trabalho

Graduação Executiva e sonho da Graduação

Muitas pessoas sofrem deste fato, a entrada precoce no mercado de trabalho devido a necessidade financeira ou por falta de oportunidade nos estudos. Este é um grande problema para a sociedade, pois estes indivíduos aprendem na prática o que muitos levam anos na faculdade para ter apenas uma noção teórica do que realmente ocorre. E ainda pagam um preço alto, não possuem o mesmo reconhecimento, por não ter um diploma correspondente na área. Desta forma, estes profissionais que são na teoria “não qualificados”, possuem salários reduzidos, mesmo apresentando conhecimento na área, além de outras habilidades de gerência de trabalho.

Oportunidades de Estudo após emprego consolidado: A Graduação Executiva

Um grande lema, é a especialização desta mão-de-obra que já está no mercado de trabalho a algum tempo, esta que já tem seu emprego consolidado, e vislumbra a realização de seus estudos.

Com certeza, este é o caso de muitos, mas os problemas são diversos:

  1. Como conciliar os estudos e o emprego já consolidado?
  2. Como conciliar as despesas atuais, mais o investimento com os estudos?
  3. Como gerenciar o tempo corretamente?
  4. A área que atuo é a área que desejo cursar?
  5. Como me preparar corretamente para enfrentar um vestibular?

Como é possível perceber, estas são apenas alguns dos problemas que muitos enfrentam no dilema em dar continuidade nos estudos, desejando um posicionamento melhor no mercado de trabalho. Com certeza diversos outros empecilhos estão diretamente ligados, dificultando ainda mais a conclusão deste sonho. E que na maioria das vezes, não se concretiza, e os pais acabam focando na próxima geração a meta de cursar um ensino superior, realizando assim o sonho através de seus filhos.

Para tentar auxiliar todos que vivem neste dilema, apontamos algumas soluções:

Uma solução viável para quem já está inserido no mercado de trabalho, porém não teve oportunidade de efetuar um curso superior, e nem tem tanta flexibilidade de horário, há a possibilidade de efetuar uma Graduação Executiva.

Vale ressaltar que o PROUNI e o FIES também são alternativas viáveis para os alunos cursarem uma universidade particular regular, caso não se encaixem no perfil da graduação executiva. As universidade públicas também são uma ótima alternativa, porém possuem um grau de dificuldade mais elevado, devido também a grande procura por um ensino superior de qualidade e gratuito.

Graduação Executiva – A realocação estratégica no Mercado de Trabalho

Oportunidade Diploma Graduação Executiva

Mas o que é exatamente a Graduação Executiva? A graduação executiva é uma iniciativa muito interessante das instituições de ensino superior, que garantem cursos voltados aos profissionais que foram inseridos de forma precoce no mercado de trabalho, e querem ter um diploma, mas precisam de uma flexibilidade de horário maior, além de outros benefícios.

Desta forma, o foco dos cursos de graduação executiva é exatamente para as pessoas com idade por volta dos 24 anos de idade, ou mais. São as pessoas que já trabalham devido a diversos acontecimentos, e por desavenças do destino, não tiveram uma oportunidade adequada de iniciar e terminar seus estudos de graduação.

O interessante da proposta da graduação executiva, é que a mesma contorna principalmente os principais problemas enfrentados pelos profissionais que buscam um diploma de ensino superior:

  • Garante a conciliação dos horários de estudo com maior flexibilidade, com aulas em diversos turnos e horários.
  • Garante formas de pagamento direcionadas ao seu público alvo
  • Com o horário flexível de aulas, o aluno pode gerenciar melhor seu tempo, definindo o número de aulas por semana.
  • Possui cursos de bacharelado e tecnólogos em diversas áreas, para maior comodidade do aluno.
  • O processo seletivo é diferenciado, desta forma o aluno não precisa se preparar de forma desgastante como no vestibular convencional.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin