dcsimg

Como é o mercado de trabalho para Psicologia?

O campo de trabalho para psicólogos está cada vez mais amplo. Saiba tudo sobre o mercado de Psicologia e veja onde estudar!

thinking_home

O mercado de trabalho para Psicologia tem crescido bastante nos últimos tempos.  Além do tradicional atendimento clínico para tratar distúrbios do comportamento humano, as empresas têm contratado esses profissionais para atividades como recrutamento e seleção, aconselhamento de carreira, desenvolvimento de campanhas de marketing e administração hospitalar.

Para melhorar o cenário, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) listou a Psicologia como uma das áreas que tiveram o maior aumento salarial nos últimos anos.

Animado? Conheça a seguir o mercado de trabalho de Psicologia, quais áreas estão aquecidas e onde estudar para seguir esta carreira!

 

Mercado de trabalho para quem faz Psicologia

Foi-se o tempo em que o psicólogo atuava apenas em consultórios. Hoje, o mercado entendeu que essa é uma profissão-chave para modelar processos que envolvem pessoas, relacionamentos interpessoais e comunicação.

Isso significa que há empregos para psicólogos em áreas que antes poderiam ser consideradas distantes da profissão, como:

  • Análise de comportamento de consumidor
  • Recrutamento e Seleção
  • Marketing e Comunicação
  • Orientação Profissional
  • Metodologia Organizacional e do Trabalho
  • Desenvolvimento Tecnológico
  • Design, Ergonomia, Desenvolvimento de Interfaces
  • Consultoria

Você deve estar se perguntando o que um psicólogo faz em uma empresa de tecnologia. Pois este profissional pode atuar em equipes multidisciplinares que analisam dados sobre o comportamento dos consumidores, ajudam a criar novos produtos, desenvolvem sistemas operacionais com interface humanizada e aprimoram a comunicação junto aos atendentes de call-centers, dentre tantas outras possibilidades.

O psicólogo é valioso para essas empresas por ser um bom entendedor da “alma humana”. Este é um insumo de importância estratégica para aqueles que trabalham diretamente com serviços ao consumidor.

No entanto, os caminhos tradicionais da profissão permanecem abertos. A Psicologia clínica ganhou um bom impulso nos últimos anos depois que uma resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)  obrigou os planos de saúde a ampliarem a cobertura de atendimentos psicológicos.

Outro aditivo para o bom desempenho da Psicologia Clínica é a popularização dos tratamentos de médio e longo prazo – para fins de autoconhecimento (terapia), superação de traumas ou ajustes de comportamento.

No terreno clássico, o psicólogo pode atuar com:

  • Psicologia Clínica
  • Psicologia Educacional
  • Psicologia Hospitalar
  • Psicologia do Trânsito
  • Psicologia Esportiva
  • Psicologia Jurídica
  • Psicologia Social
  • Psicopedagogia

Tradicionalmente, os tipos de empresa que mais contratam psicólogos são instituições de saúde e agências de recrutamento de profissionais.  Veja os mais populares:

  • Clínicas
  • Hospitais
  • Escolas e Universidades
  • Clubes Esportivos
  • Centros de Reabilitação
  • Agências de Comunicação
  • Agências de Seleção Profissional
  • Grandes Empresas (departamento de Recursos Humanos)
  • Instituições de Ensino Superior

Os salários variam  bastante em função da qualificação, do local de trabalho e do modelo de atuação escolhido (empregado em uma empresa ou atuando por conta própria).

A boa notícia é que, de acordo com um levantamento do site de recrutamento Catho, a Psicologia está entre as carreiras que registram o maior alta de remuneração nos últimos anos. O dado é reforçado por uma pesquisa recente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que incluiu os psicólogos no rol dos profissionais com as maiores elevações salariais no mesmo período.

Outra possibilidade de carreira é atuar como servidor público. Os concursos para Psicologia acontecem com frequência em todas as esferas públicas (federal, municipal, estadual). Grande parte dos cargos é para atuar em centros de assistência, como presídios, unidades de detenção de menores e centros de saúde. Universidades, hospitais e fundações oferecem as melhores remunerações.

Onde estão os melhores salários da Psicologia

Antes de mais nada: quem quiser se dar bem no mercado de Psicologia vai ter que se dedicar bastante. O ambiente é extremamente competitivo – em certas áreas até saturado – e  para conseguir um bom salário você vai ter que investir em uma formação de qualidade seguida de pós-graduações (MBAs, especialização, mestrado, doutorado). Escolher uma área pouco explorada também pode render bons frutos. Tecnologia e Recrutamento podem ser bons caminhos.

A área de Recursos Humanos de grandes empresas é a que oferece, hoje, a maior possibilidade de ganhos. Um diretor de RH – cargo que pode tranquilamente ser ocupado por um psicólogo – pode receber valores que superam o equivalente a 50 salários mínimos. Esses dados foram revelados por um estudo da consultoria Robert Half e publicados pela Revista Exame.

Outros cargos com boa remuneração que podem ser ocupados por psicólogos em Recursos Humanos são:

  • Coordenador ou Especialista em Recursos Humanos
  • Coordenador de Treinamento e Desenvolvimento
  • Coordenador de Recrutamento e Seleção
  • Gerente de Treinamento e Desenvolvimento
  • Gerente de Recrutamento e Seleção
  • Gerente de Recursos Humanos
  • Diretor de Recursos Humanos

Como ingressar no mercado de Psicologia

A Psicologia é uma profissão regulamentada por lei. Só pode exercê-la quem possuir formação superior em curso reconhecido pelo MEC. Também é preciso obter registro no conselho regional da categoria.

Quem quiser ingressar na área da Psicologia vai ter que redobrar os estudos. O curso frequentemente aparece na lista dos mais concorridos do Sisu e nos vestibulares das universidades públicas, figurando, em alguns casos, em segundo lugar (atrás apenas de Medicina) em instituições de grande porte, como a Universidade de São Paulo (USP).

No Rio de Janeiro, a Psicologia está entre os mais disputados em praticamente todas as universidades públicas e privadas do Estado. O mesmo acontece em Minas Gerais e em diversas cidades do País.

A graduação em Psicologia tem duração média de cinco anos e possui duas habilitações: licenciatura e bacharelado. Entenda a diferença:

  • Licenciatura: capacita o psicólogo a atuar como professor ou orientador educacional no ensino fundamental, médio, técnico ou profissionalizante.
  • Bacharelado: qualifica o profissional para atuar nas áreas da saúde mental, tratamento de distúrbios emocionais e de personalidade, etc.

O curso tem grande carga de disciplinas teóricas e aborda as diversas correntes e áreas da Psicologia, incluindo as várias etapas de desenvolvimento humano (infância, adolescência, velhice), as principais doenças ou distúrbios mentais, análise e diagnóstico de pacientes e, principalmente, técnicas e processos psicológicos para prevenir e tratar patologias psicológicas.

O estágio supervisionado na área é obrigatório e algumas universidades exigem também a elaboração de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

 

Onde estudar Psicologia

Confira algumas das principais faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de graduação em Psicologia:

Veja também:

Quanto ganha um psicólogo?

E aí, ficou animado para ingressar no mercado de Psicologia? Compartilhe suas ideias conosco!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin