dcsimg

Nutricionista: profissão e desafios

Entenda como é o dia a dia da profissão de Nutricionista e veja onde estudar para se destacar nesta carreira!

Nutricionista

A sociedade está mudando em muitos aspectos e o da alimentação está entre os principais. Fazer refeições saudáveis, naturais, preparadas corretamente, fugir de frituras, industrializados, maneirar no consumo de sal e de açúcar – quem levaria tantos fatores em consideração antes de comer alguma coisa alguns anos atrás?

No meio desse processo de mudança está o nutricionista, o profissional que conhece todas as propriedades nutricionais dos alimentos e pode usar seus conhecimentos científicos para ajudar a população a melhorar hábitos alimentares.

Treinado para prescrever dietas e avaliar carências nutricionais, é um profissional que vem se tornando muito popular no Brasil. Clubes, equipes esportivas, pessoas buscando ajuda para perder peso ou reduzir colesterol, restaurantes, refeitórios, hospitais – todos precisam de um nutricionista!

A demanda tem gerado uma busca por nutricionistas ainda mais especializados. O mercado segue aquecido, oferecendo diversas possibilidades de atuação a quem, como você, está interessado em entrar nesta área.

Confira a seguir quais são os principais desafios da profissão de nutricionista e descubra onde estudar para entrar com o pé direito nesta carreira!

Os desafios da profissão de nutricionista

O nutricionista pode ser considerado um dos profissionais mais importantes em termos de saúde pública. Uma de suas atividades é promover a saúde a partir dos alimentos – ou seja, ajudar a estabelecer hábitos que possam prevenir doenças metabólicas, como diabetes e obesidade, ou distúrbios causados pela alimentação irregular.

Embora parte da população já tenha dado passos importantes em direção a uma mudança geral na maneira de se alimentar, ainda há muito chão pela frente. Um dos principais desafios da área da Nutrição é levar conhecimento a todas as camadas da população, em especial àquelas mais carentes, em regiões mais distantes do Brasil.

Ligado a isso, o nutricionista também é um porta-voz da qualidade de vida, estimulando hábitos saudáveis que vão além da alimentação – como a prática de atividades físicas, por exemplo.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho para o nutricionista é bastante concorrido, embora esteja em expansão.

Parte das oportunidades ainda estão centradas nos campos tradicionais de atuação deste profissional, como por exemplo:

  • Clínicas
  • Hospitais
  • Instituições públicas de saúde
  • Restaurantes
  • Consultórios particulares
  • Docência

Outros, no entanto, têm crescido bastante nos últimos anos:

  • Pesquisa acadêmica
  • Pesquisa mercadológica
  • Indústria alimentícia
  • Clubes esportivos
  • Educação nutricional
  • Rotulagem

Dos itens citados acima, dois merecem destaque:

A nutrição esportiva, que vem crescendo conforme avançam as pesquisas sobre alimentação funcional, direcionada a melhorar a performance dos atletas de diversas modalidades. O nutricionista é quem pesquisa e define os cardápios, além de acompanhar as equipes em viagens de competição.

Também cresce muito a oferta de emprego no segmento industrial, onde o nutricionista atua na definição, seleção, tratamento e análise de nutrientes de alimentos que serão industrializados e postos no mercado.

Aqueles rótulos que costumamos ler com informações sobre a quantidade de açúcar, de sódio, de proteínas e carboidratos dos alimentos são feitos por nutricionistas.

Hoje, no entanto, o espaço de trabalho mais comum do nutricionista são os consultórios particulares.

A alta concorrência tem obrigado os profissionais a buscarem uma formação de alto nível. Cursos de especialização, mestrado e doutorado são mais que bem-vindos para ter sucesso na carreira. Fique atento a isto!

Curso de Nutrição

Para ingressar na carreira de Nutrição, será necessário fazer um curso de quatro anos em uma instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

A Nutrição é uma atividade regulamentada. Por lei, somente quem tem formação específica e registro junto ao Conselho Regional de Nutrição (CRN) pode atuar na área.

Durante a faculdade, o aluno aprende sobre as características dos alimentos, como avaliar as necessidades nutricionais de cada pessoa e prescrever dietas específicas para curar distúrbios decorrentes da má alimentação.

No cardápio de disciplinas, muitas matérias da área de Saúde, como Anatomia, Fisiologia, Bioquímica, Genética e Bromatologia.

Também é um curso com carga equilibrada de atividades práticas e matérias teóricas.

Nos laboratórios, o aluno aprende diversas técnicas de preparo, composição nutricional, higiene, microbiologia e epidemiologia.

Nas salas de aula, ele irá conhecer mais sobre ética, legislação, avaliação nutricional, educação alimentar, saúde coletiva, tecnologia dos alimentos, etc.

O curso tem duas opções de turno: matutino ou noturno.

Onde estudar Nutrição

Nutrição é um curso popular, bastante concorrido e está disponível nas principais faculdades do País. Antes de escolher onde estudar, é importante verificar se a instituição é reconhecida pelo MEC.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Nutrição:

Veja também:

Quanto ganha um nutricionista?

Está a fim de seguir carreira em Nutrição? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin