dcsimg

O que faz um contador?

Descubra em quais áreas um contador pode atuar e como é o trabalho deste profissional na prática!

alcançar-metas

O contador é o profissional que cuida das questões financeiras, tributárias, econômicas e patrimoniais de uma empresa. Em seu cotidiano, lida com planilhas, demonstrativos de resultados, contas a pagar e a receber, guias de impostos e muitos números.

É uma profissão que exige muita atenção e responsabilidade. Para exercer suas atividades, o contador precisa ter um diploma de graduação em Contabilidade reconhecido pelo MEC e obter o registro no Conselho Regional de Contabilidade (CRC). Técnicos em contabilidade também precisam obter o registro no CRC.

Segundo um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a contabilidade está entre as dez profissões com a maior taxa de ocupação no país. A pesquisa, divulgada em 2013, revela que 93,87% dos profissionais da contabilidade estão empregados e trabalhando em sua área de atuação.

Saiba mais sobre a promissora carreira do contador e as atividades deste profissional!

O que faz um contador?

O contador é um profissional indispensável em qualquer tipo de organização. Ele acompanha as transações da empresa desde sua abertura até o encerramento de suas atividades.

E a função de um contador não se restringe à gestão de empresas. Ele também pode atuar no mercado de seguros, controladoria, perícia e auditoria. Esses profissionais podem trabalhar de forma autônoma ou como funcionários de escritórios de contabilidade, empresas públicas e privadas, organizações não governamentais e até no setor militar.

Saiba mais sobre o trabalho do contador e algumas das áreas em que este profissional pode atuar!

1. Gestão de Empresas

Na abertura de uma empresa, o contador é quem registra a firma junto aos órgãos do governo e consegue o alvará de funcionamento. Somente a partir disso é que a organização pode iniciar suas atividades.

Após a abertura da empresa, normalmente, chega o momento de contratar funcionários. O contador pode elaborar os contratos de trabalho e reunir toda a documentação necessária. Além disso, pode ser responsável por realizar mensalmente o fechamento da folha de pagamento, calculando possíveis faltas e horas-extras.

No caso de empresas menores, o contador funciona como o Departamento de Pessoal, acompanhando todos os momentos da vida do trabalhador: realiza o cálculo das férias, faz alterações na carteira de trabalho quanto a cargos e salários e também elabora documentos de rescisão.

No que diz respeito à parte financeira da empresa, o contador deve estar por dentro de toda a movimentação: contas a pagar, fluxo de caixa, empréstimos, investimentos, etc. Ele é responsável por elaborar as demonstrações financeiras obrigatórias. Algumas delas são mensais, outras anuais.

Além dos registros contábeis obrigatórios,  o contador pode elaborar outras demonstrações financeiras de acordo com a necessidade dos gestores da empresa: controlar a saúde econômica da empresa ou apoiar tomada de decisões, por exemplo.

O contador também pode analisar a viabilidade econômica dos projetos da empresa, elaborando relatórios com previsão de rentabilidade.

É de responsabilidade do contador fazer os cálculos e emitir as guias de impostos a serem pagos, como por exemplo: ICMS, IPI, PIS, COFINS, entre outros.

Outra função do Contador é gerar mensalmente o SPED fiscal (Sistema Público de Escrituração Digital) e encaminhá-lo ao fisco. Para isso, reúne informações de escrituração fiscal, escrituração contábil e notas fiscais eletrônicas, preparando um arquivo digital nos padrões exigidos pela Receita Federal e submetendo esse arquivo ao programa validador.

2. Auditoria Contábil

Na área de auditoria, o contador tem a função de verificar a exatidão das informações contidas nos registros contábeis. Ele examina os documentos contábeis (como balanço patrimonial, fluxos de caixa, demonstrações contábeis, etc.) com o objetivo de evitar irregularidades e combater fraudes.

O auditor analisa todos os aspectos da empresa – administrativo, patrimonial, fiscal, financeiro e econômico – e elabora um relatório de auditoria identificando os problemas observados e descrevendo recomendações para corrigi-los.

3. Atuária

Atuária é a ciência que calcula os riscos e elabora planos de seguros e de previdência. Nesta área, o contador atua basicamente em três aspectos:

  • Seguros – é responsável pelos cálculos de premiações e indenizações e realiza cálculos de probabilidade.
  • Previdência – trabalha com previdência social e privada, realiza os cálculos de fundos, produz relatórios de avaliação e de alcance da previdência e também de possíveis riscos.
  • Capitalização e Investimentos – pesquisa e gerencia fundos de investimento, elabora planos e políticas de investimentos. Atua como consultor financeiro, realizando a medição de possíveis riscos.

4. Perícia Contábil

O perito contábil verifica fatos com o objetivo de oferecer uma opinião técnica para solucionar casos judiciais e extrajudiciais. Nos casos judiciais, o perito é indicado por um juiz para realizar o trabalho. Já nas questões extrajudiciais, quem contrata o perito é uma das partes envolvidas.

O contador elabora um laudo pericial onde reúne as provas necessárias para subsidiar uma solução do caso. Para isso, realiza vistorias, investigações, arbitramentos e avaliações.

É comum ocorrer confusão entre auditoria e perícia. Enquanto a auditoria trabalha com o panorama geral da empresa a fim de identificar irregularidades, a perícia contábil atua sobre um determinado fato, alvo do caso litigioso.

O perito pode trabalhar juntamente com assistentes técnicos que as partes envolvidas têm o direito de indicar para acompanhar a avaliação.

5. Controladoria

A controladoria tem o objetivo de auxiliar os gestores nos processos de decisão através do controle (fiscal, financeiro, de desempenho) dos planejamentos da organização.

O contador inicia seu trabalho na controladoria verificando qual é o planejamento estratégico de crescimento da empresa e os padrões de qualidade estabelecidos.

Com o enfoque nos resultados que a empresa deseja atingir, o contador define os padrões de controle que serão aplicados aos resultados obtidos.

O controlador faz uma análise comparativa entre os padrões estabelecidos e os resultados alcançados, apontando os desvios (o que não foi realizado conforme o planejado). Após essa análise, elabora um relatório de relevância destes desvios indicando até que ponto eles comprometem os objetivos da organização.

Para os desvios mais relevantes, o contador sugere possíveis soluções aos gestores da empresa.

Veja também:

  • Quanto ganha um contador?

Você gostaria de se tornar um contador? Gostou de alguma destas áreas de atuação em particular? Deixe seu comentário aqui!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin