dcsimg

O que faz um economista?

Descubra em quais áreas um economista pode atuar e como é o trabalho deste profissional na prática!

profissoes-futuro

O trabalho de um economista é baseado no estudo sobre como a sociedade produz, distribui e consome bens materiais e serviços.

Ele compreende as mudanças do mercado e da economia de forma global, relacionando essas mudanças com as atividades econômicas específicas da área em que atua. Seu objetivo é garantir a saúde financeira de uma indústria, comércio ou órgão público, por exemplo.

Conheça um pouco mais sobre o trabalho de um economista nas diferentes áreas em que pode atuar!

O que faz um economista?

O economista lida com questões relacionadas ao patrimônio de pessoas, empresas e instituições governamentais, realizando planejamentos de ampliação e preservação deste patrimônio.

Ele realiza estudos e análises de mercado e pode lidar tanto com questões econômicas em grande escala, nacionais e internacionais, como com projetos de investimentos de pequenas empresas.

O economista encontra oportunidades de emprego em empresas privadas, em órgãos públicos e também no terceiro setor. Pode também atuar como pesquisador em institutos e universidades, ou seguir carreira como autônomo, prestando consultorias de forma independente.

Saiba mais sobre o trabalho do economista em suas diferentes áreas de atuação:

1. Viabilidade econômica de projetos

Antes de ampliar seus negócios, realizar uma atividade específica ou elaborar um novo produto, toda empresa precisa realizar um planejamento.

A partir do planejamento da empresa, o economista faz um estudo de mercado sobre o as atividades do projeto, analisa os recursos financeiros disponíveis, a saúde financeira da empresa, o tempo de retorno do investimento no projeto e a rentabilidade do investimento.

2. Orientação financeira

O economista pode atuar como orientador financeiro, indicando o melhor momento para uma determinada empresa ou pessoa realizar um investimento. Além de analisar o momento adequado para essa ação, o economista também orienta sobre os tipos de financiamento, taxas de juros e fontes de fomento (fontes de recursos financeiros, como bancos, por exemplo).

Para isto, o economista precisa conhecer o mercado e suas variações, elaborar perspectivas e cenários. Ele apresenta esses cenários ao cliente, que pode então tomar uma decisão com base na análise de um especialista.

3. Mercado Financeiro

O mercado financeiro é uma área ampla de atuação para o economista. Ele realiza estudos de mercado e acompanha a economia de uma forma geral.

O economista está sempre atento às novidades relacionadas a situação da economia de sua região, estado, país e também da economia global.

É muito importante que ele entenda o cenário em que a empresa atua e acompanhe esse mercado para identificar os aspectos e variações econômicas.

De forma mais específica, o economista pode atuar internamente nas empresas acompanhando e analisando o fluxo de caixa da empresa, tendo assim a capacidade de analisar orçamentos de investimentos, dizendo se são investimentos interessantes ou não. Também acompanha e informa órgãos públicos sobre aspectos econômicos da organização.

4. Auditoria

É muito comum as empresas realizarem auditorias em seus processos, com o objetivo de garantir a qualidade de gestão da empresa. Além da qualidade dos produtos, a qualidade na gestão é fundamental para a vida comercial da empresa.

O economista pode atuar na auditoria de gestão analisando o fluxo de caixa da empresa, identificando anormalidades e inconformidades. Durante uma auditoria o economista analisa toda a saúde financeira da empresa, e ao final aponta quais os pontos em que a empresa deve melhorar e quais ações podem ser tomadas.

5. Importação e Exportação

O economista pode atuar ainda no mercado de importação e exportação, seja em uma pequena empresa iniciante nessa área, ou em uma empresa de grande porte  já consolidada no mercado.

A economia global sofre alterações diariamente, o que torna fundamental um conhecimento e acompanhamento integral das mudanças que podem interferir nos negócios da empresa. Variações de moeda, oscilações econômicas de países parceiros e mudanças políticas são as principais causas de mudanças comerciais referentes a importações e exportações.

6. Economia Agroindustrial

O setor de agroindústria é um dos principais contribuintes para o PIB do nosso país. Nesse ramo, o economista acompanha e analisa o mercado, ajudando a definir preços e custos dos produtos e matérias geradas.

7. Comércio Exterior

O economista pode atuar também no comércio exterior. Nesse caso, deve analisar a economia global e dos países em questão. Essa análise deve ser comparada com a economia brasileira, com o objetivo de identificar possibilidades de investimento em mercados exteriores. Sempre que uma empresa deseja realizar negócios internacionais, é preciso conhecer a economia global e individual do país envolvido no negócio.

8. Arbitragem

O economista pode atuar como um mediador entre as empresas e solucionar impasses econômicos entre ambas. Essa mediação pode muitas vezes evitar que as empresas se envolvam em processos jurídicos.

9. Setor Público

O setor público passa por modificações governamentais periodicamente. Isso quer dizer que sempre que um governante é eleito, o cenário econômico pode mudar.

O economista deve analisar os impactos econômicos no setor em que atua decorrentes das decisões políticas tomadas.

10. Planejamento Estratégico

A maioria das empresas elabora regularmente um planejamento estratégico. Esse planejamento determina o crescimento da empresa e as ações que serão tomadas nos próximos anos.

Um planejamento estratégico bem estruturado exige a participação de um economista, que contribui com avaliações de risco e de oportunidades de investimento. Ele pode apontar também o tempo de retorno do investimento e os aspectos econômicos variáveis deste planejamento.

O economista pode ainda avaliar se a empresa deve redirecionar seu foco de atuação, investir ou comprar outras empresas,  se deve aumentar as vendas, impulsionar ou reagir ao mercado entre outros.

Onde estudar Economia

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Economia (Ciências Econômicas):

Veja também:

Quanto ganha um economista?

Ficou interessado na carreira de economista? Conte para a gente nos comentários.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin