dcsimg

Descubra o que faz um tecnólogo

Esses profissionais são cada vez mais populares no Brasil! Conheça as principais áreas de atuação dos tecnólogos e como se tornar um!

No Brasil, os cursos de tecnólogo foram criados nos anos de 1970 e desde então a oferta não para mais de crescer.

O impulso maior a esse tipo de formação aconteceu quando o país atingiu um índice acelerado de crescimento, depois dos anos 2000, e precisou mais do que nunca de mão de obra especializada para se desenvolver.

Hoje, os cursos superiores de tecnologia são um sucesso incontestável por aqui, com formações em diferentes áreas do conhecimento e alta empregabilidade – mesmo em tempos de crise!

O tecnólogo é um profissional que pode trabalhar em praticamente qualquer empresa, indústria ou órgão público.

Se você está pensando em fazer um desses cursos, entenda como é a atuação do tecnólogo, quais cargos pode ocupar e onde encontrar faculdades que oferecem essa formação!

O que faz um tecnólogo

O tecnólogo é um profissional de nível superior especializado em uma determinada área de atuação. Essa formação permite que ele ocupe espaços em empresas que estejam precisando de mão de obra qualificada – e são muitas!

Mas saiba que existe uma diferença entre o campo de atuação de um tecnólogo e o dos demais profissionais de nível superior.

Os tecnólogos recebem uma formação mais específica, focada em determinada área do mercado de trabalho. Por causa disso, têm um raio de atuação mais bem definido.

Outros profissionais de nível superior, como os bacharéis, têm uma formação que possibilita seguir diversos caminhos dentro da mesma carreira.

Por exemplo: um profissional formado no curso de bacharelado Administração pode atuar em Marketing, Finanças, Gestão de Pessoas, etc..

O tecnólogo formado em Gestão de Recursos Humanos, que também é da área de Administração, vai trabalhar apenas com RH – e lá pode escolher subáreas específicas, como recrutamento e seleção, benefícios, remuneração, etc.

Repare que, mesmo tendo um campo de atuação mais específico, o tecnólogo pode desempenhar diversas atividades, como por exemplo:

  • Coordenação de equipes e projetos
  • Gestão de pessoas e processos
  • Assessoria e consultoria
  • Desenvolvimento de projetos
  • Avaliação e vistoria técnica
  • Parecer técnico em sua área de atuação
  • Perícia técnica
  • Vistorias técnicas
  • Operação de equipamentos específicos
  • Instalação e manutenção de aparelhos diversos
  • Treinamento e capacitação de profissionais na sua área de atuação
  • Elaboração de procedimentos técnicos
  • Desenvolvimento de pesquisas

Quem se forma em um curso superior de tecnologia pode, inclusive, ocupar cargos de direção. Existem, no entanto, algumas atividades que o tecnólogo não pode fazer. Isso porque algumas dessas tarefas são exclusividade de determinadas profissões, cujo exercício é protegido por lei.

Por exemplo: um tecnólogo em Construção de Edifícios não pode assinar como responsável de uma obra – essa função é exclusiva dos engenheiros.

O designer de interiores não pode assinar um projeto de arquitetura. Um tecnólogo em Estética e Cosmética não pode dar diagnósticos de doenças de pele – que são exclusivos dos dermatologistas. Um tecnólogo em Perícia Judicial não pode assinar como advogado e por aí vai.

Isso vale principalmente para os cursos das áreas da Saúde, Infraestrutura e do Direito.

Cursos de tecnólogo disponíveis no Brasil

O Ministério da Educação (MEC) separa as formações tecnológicas em 13 áreas distintas. Cada uma delas conta com um leque amplo de carreiras. Conheça algumas a seguir.

Tecnólogos em Ambiente e Saúde

Estética e Cosmética

Gestão Ambiental

Gestão Hospitalar

Radiologia

Saneamento Ambiental

Sistemas Biomédicos

Tecnólogos em Controle e Processos Industriais

Automação Industrial

Eletrônica Industrial

Eletrotécnica Industrial

Gestão da Produção Industrial

Manutenção de Aeronaves

Manutenção Industrial

Mecatrônica Industrial

Processos Metalúrgicos

Tecnólogos em Gestão e Negócios

Comércio Exterior

Comunicação Institucional

Comunicação Pública

Empreendedorismo

Gestão Comercial

Gestão da Qualidade

Gestão de Cooperativas

Gestão de Recursos Humanos

Gestão Financeira

Logística

Marketing

Negócios Imobiliários

Processos Gerenciais

Secretariado

Tecnólogos em Informação e Comunicação

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Banco de Dados

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão de Telecomunicações

Jogos Digitais

Redes de Computadores

Redes de Telecomunicações

Segurança da Informação

Sistemas para Internet

Telemática

Tecnólogos em Infraestrutura

Agrimensura

Construção de Edifícios

Controle de Obras

Estradas

Geoprocessamento

Gestão Portuária

Tecnólogos da área Militar

Ciências Militares

Tecnólogos em Produção Alimentícia

Agroindústria

Alimentos

Viticultura e Enologia

Tecnólogos em Produção Cultural e Design

Comunicação Assistiva

Design de Animação

Design de Interiores

Design de Moda

Design Gráfico

Fotografia

Produção Audiovisual

Produção Cênica

Produção Cultural

Produção Fonográfica

Produção Multimídia

Produção Publicitária

Tecnólogos em Produção Industrial

Biocombustíveis

Construção Naval

Fabricação Mecânica

Petróleo e Gás

Processos Químicos

Produção Gráfica

Produção Sucroalcooleira

Produção Têxtil

Tecnólogos em Recursos Naturais

Gestão do Agronegócio

Aquicultura

Cafeicultura

Horticultura

Produção de Grãos

Produção Pesqueira

Tecnólogos em Segurança

Gestão de Segurança Privada

Investigação e Perícia Judicial

Segurança no Trabalho

Segurança Pública

Serviços Penais

Tecnólogos em Turismo, Hospitalidade e Lazer

Eventos

Gastronomia

Gestão de Turismo

Gestão Desportiva e de Lazer

Hotelaria

Sobre os cursos de tecnólogo

Os cursos de tecnólogo têm entre 2 e 3 anos de duração, em média

Eles já são a opção de um milhão de universitários pelo Brasil afora, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior. Novas ofertas de cursos e vagas crescem em ritmo acelerado.

Quem faz um curso de tecnólogo sai da faculdade com diploma de nível superior nas mãos. Ele permite disputar vagas que exijam esse nível de formação, fazer concursos públicos ou seguir com os estudos em cursos de pós-graduação.

Outro grande ponto positivo é a possibilidade de fazer o curso em pelo menos duas modalidades: presencialmente ou a distância.

Nos tecnólogos a distância é possível acompanhar o curso quase totalmente online ou equilibrando os estudos remotos com encontros presenciais. É uma alternativa bastante interessante para quem precisa de flexibilidade de horários para conciliar a graduação com o trabalho e a rotina do dia a dia. O diploma EAD tem a mesma validade daqueles emitidos por cursos tradicionais, desde que a faculdade tenha a autorização do Ministério da Educação (MEC) para oferecer o curso.

O tecnólogo é um técnico?

Cuidado para não confundir tecnólogo com técnico. Os tecnólogos, como já dissemos, são profissionais de nível superior.

Os técnicos, por sua vez, são profissionais de nível médio especializados em determinada atividade.

Saber diferenciar os dois é muito importante para não escolher o curso errado. Ambos têm nomes, tempo de formação e áreas de atuação similares. O tecnólogo, no entanto, tem a possibilidade de assumir cargos com mais responsabilidades e, portanto, ganhar salários maiores. Fique atento a esse detalhe!

Onde estudar para atuar como tecnólogo

Se você fizer uma pesquisa rápida, vai descobrir que é fácil encontrar cursos de tecnólogo. Eles são cada vez mais comuns, principalmente nas faculdades privadas.

O importante mesmo é verificar se a instituição é reconhecida pelo MEC e se tem autorização para oferecer o curso que você pretende fazer. Essa é a garantia de que seu diploma terá validade no mercado de trabalho.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer cursos de tecnólogo:

Veja também:

Técnico ou tecnólogo: qual a melhor opção?

Vai investir na carreira de tecnólogo? Em qual área você gostaria de atuar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin