dcsimg

Descubra como é a carreira em Psicologia Hospitalar

O psicólogo hospitalar atua dentro dos hospitais atendendo pacientes e familiares. Conheça mais sobre essa importante área da Psicologia!

O ambiente hospitalar é por si só delicado e pode causar distúrbios psicológicos, tanto por parte dos enfermos quanto de suas famílias. Nessas situações, muitas vezes extremas, o psicólogo hospitalar torna-se imprescindível.

Considerada um ramo da Psicologia da Saúde, a Psicologia Hospitalar presta atendimento terapêutico e seus profissionais geralmente estão integrados a uma equipe multidisciplinar dentro dos hospitais.

Neste artigo você vai conhecer mais detalhes dessa profissão, saber o que faz um psicólogo hospitalar, qual é a média salarial e o caminho acadêmico para chegar lá. Confira!

O que é Psicologia Hospitalar?

Dentre os muitos ramos da Psicologia, a Psicologia Hospitalar é destinada especificamente a atuar dentro das instituições de saúde. Quadros delicados de doenças, cirurgias de alto risco, diagnósticos inesperados e falecimentos de entes queridos podem ser o estopim para distúrbios mentais que necessitam acompanhamento profissional e atendimento psicoterapêutico.

O psicólogo hospitalar realiza avaliações psicológicas e dá suporte aos enfermos, seus familiares e também a outros profissionais de saúde, quando necessário. Sua atuação se estende ao ambulatório, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e semi-intensiva, UTI pediátrica, neonatal, enfermarias, pronto-socorro e centros cirúrgicos, no pré e no pós operatório. O trabalho geralmente acontece em colaboração com uma equipe multidisciplinar que inclui médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos e outros profissionais da saúde.

Trabalhar com psicologia hospitalar é um desafio diário constante. O profissional irá tratar não apenas de casos tipicamente psicológicos, como os transtornos mentais, mas também terá que lidar com pacientes aparentemente saudáveis psicologicamente que, devido a uma doença ou condição, começam a apresentar distúrbios que exigem acompanhamento psicológico.

O psicólogo hospitalar tem que dar voz ao paciente, ouvi-lo atentamente e aplicar o diagnóstico correto para minimizar seu sofrimento. A importância desse profissional dentro dos hospitais é incalculável e pode fazer toda a diferença na recuperação e qualidade de vida do doente.

O mercado de trabalho para o psicólogo hospitalar é estável e apresenta potencial de crescimento. Existe uma tendência de melhoria e maior profissionalização das instituições de saúde do país, preocupadas em investir em um atendimento mais humano e eficaz.

Qual é o salário de um psicólogo hospitalar?

A pesquisa salarial do site de empregos Catho aponta uma média salarial nacional de R$ 2.371 para o psicólogo hospitalar. Esse valor, no entanto, pode sofrer inúmeras variações de acordo, por exemplo, com o tempo de experiência do profissional, a instituição para a qual trabalha e em qual região do país atua – nas grandes cidades do Sul e Sudeste a tendência é que os salários sejam maiores.

O psicólogo hospitalar pode também ser um profissional concursado e trabalhar como servidor público. Nesse caso, os salários são variáveis, mas podem beirar os R$ 10 mil. Outra prática comum entre os psicólogos hospitalares é acumular mais de um emprego, o que também aumenta seus ganhos. E, claro, a experiência conta muito: um psicólogo hospitalar sênior – com mais de oito anos de profissão – tem média salarial nacional elevada para cerca de R$ 5 mil.

Como se tornar um psicólogo hospitalar?

Naturalmente, a primeira atitude a tomar é investir em uma graduação em Psicologia. Isso vai exigir pelo menos quatro anos de estudos.

Aqui vale um esclarecimento: a maioria dos cursos de Psicologia é do tipo bacharelado, mas também existem as licenciaturas. Se você pretende se tornar um psicólogo hospitalar, o mais indicado é fazer o bacharelado, já que a licenciatura é focada em preparar o profissional para o âmbito escolar (orientador educacional ou formação de professores, no caso da Psicologia).

Existem centenas de cursos de bacharelado em Psicologia espalhados pelo país. É importante fazer pelo menos uma sondagem básica sobre cada faculdade, para verificar a sua reputação no meio acadêmico e no mercado profissional. E, claro, não deixe passar o mais importante: o curso e a instituição devem ter o aval do Ministério da Educação (MEC) para que o diploma seja válido em todo o território nacional. Vá atrás dessa informação antes de qualquer outra.

A graduação é puxada, repleta de leituras e trabalhos, mas extremamente interessante. Você vai encontrar inúmeras disciplinas fundamentais para o exercício da profissão de psicólogo hospitalar, como por exemplo: Teoria Psicoterápica, Neuropsicologia, Psicologia de Atenção à Saúde e Psicologia Comportamental, só para citar algumas.

E nem tudo é teoria. Na parte final do curso, você terá contato com a prática da profissão, fazendo os estágios supervisionados obrigatórios.

Passada a faculdade, é necessário obter o registro no Conselho Regional de Psicologia (CRP) de sua região, quesito obrigatório para exercer a profissão de psicólogo. A inscrição no CRP não é feita por meio de nenhuma prova ou exame. Basta apresentar o seu diploma e outros documentos pessoais.

Mas os estudos não param por aí. Para ser um psicólogo hospitalar, você precisa se especializar. Não que isso seja condição imprescindível para começar a trabalhar, mas hoje em dia uma especialização é a única maneira de conseguir destaque em meio a tantos graduados saindo das faculdades anualmente. O Brasil oferece um bom leque de opções de especializações nas diferentes áreas da Psicologia Hospitalar, em cursos presenciais e a distância. A duração em geral é de dois anos.

Há ainda outra possibilidade de especialização: obter o Título de Profissional Especialista em Psicologia do Conselho Federal de Psicologia (CFP). O detalhe aqui é que, para se candidatar a esse título, é preciso ter pelo menos dois anos de experiência comprovada na profissão. Além disso, é necessário realizar provas práticas e teóricas.

Onde estudar Psicologia

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Psicologia:

Veja também:

Psicologia: profissão, carreira e mercado de trabalho

E aí, o que achou da carreira em Psicologia Hospitalar? Conte tudo para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin