dcsimg

Veja os 10 melhores setores para as mulheres no Brasil

Onde as mulheres trabalham mais felizes no País? Leia e descubra!

Melhores EmpresasO mercado de trabalho tem mudado bastante nos últimos anos. Agora não é apenas o salário que atrai profissionais para uma empresa. Quesitos como o ambiente de trabalho, qualidade de vida e clima organizacional têm pesado muito mais que a remuneração.

Uma pesquisa realizada pelo site Love Mondays com mais de 10 mil mulheres por todo o Brasil comprova que a maioria delas está interessada mesmo é em trabalhar feliz!

Com dados surpreendentes, o levantamento também revela quais são os 10 melhores setores para as mulheres no Brasil. Isso pode ser bastante útil para quem está começando a planejar uma carreira!

Descubra a seguir quais são as áreas de trabalho onde as mulheres são mais felizes e quais são os fatores que mais atraem alguém para um emprego.

Melhores setores para mulheres no Brasil

De acordo com a pesquisa da Love Mondays, este são os dez setores nos quais as mulheres brasileiras mais gostam de trabalhar, em ordem de preferência:

  1. Farmacêutica
  2. Bens de consumo
  3. Químico
  4. Serviços financeiros
  5. Engenharia e construção
  6. Eletrônicos e eletrodomésticos
  7. Moda, esportes e acessórios
  8. Tecnologia e telecomunicações
  9. Fundações e associações
  10. Faculdades e universidades

Não foi surpresa para a co-fundadora da Love Mondays, Luciana Caletti, ver o setor farmacêutico em primeiro lugar na preferência das mulheres. “A indústria farmacêutica é reconhecida pela qualidade de vida que oferece aos seus funcionários, com bom ambiente de trabalho, boa remuneração, benefícios e, principalmente, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional”, diz.

Outro fator importante ressaltado por Luciana é a satisfação pessoal. Muita gente se sente feliz, útil, por estar pesquisando, descobrindo e produzindo medicamentos que vão salvar a vida de muitas pessoas.

Em outra descoberta interessante, temos o setor de bens de consumo não duráveis (alimentos, bebidas, etc.) como o segundo mais querido pelas mulheres. Aqui, além dos fatores citados acima, existe um componente forte de identificação com a marca. As pessoas buscam determinadas empresas principalmente porque admiram essas organizações. E essa admiração se torna um dos motivos principais de satisfação.

Tudo isso é resultado de um mercado de trabalho em plena mutação, que passou a valorizar as pessoas e entendeu que, muito mais que um bom salário, é preciso oferecer um ambiente legal de se trabalhar.

A presença de tantas indústrias na lista dos setores favoritos das mulheres é explicada em parte pela organização do ambiente de trabalho e benefícios concedidos aos funcionários. São empresas maiores, que têm horários bem estabelecidos e oferecem a possibilidade de conciliar ambiente familiar e profissional. Isso sem contar alguns benefícios importantes, como creches ou auxílios similares, que facilitam a vida daquelas que são mães e precisam trabalhar.

As qualidades que as mulheres mais apreciam nas empresas

Estas são as qualidades mais admiradas pelas mulheres em uma empresa, segundo a pesquisa da Love Mondays:

  • Cultura da companhia
  • Remuneração e benefícios
  • Qualidade de vida
  • Oportunidade de carreira

Repare que a cultura da empresa é a qualidade mais apreciada pelas mulheres, superando até o salário e os benefícios – o que para muitos é uma surpresa interessante.

Isso é algo relativamente novo na nossa história, afirma Luciana Caletti. Há algumas décadas, os funcionários não costumavam cultivar a expectativa de serem felizes no trabalho. O emprego era algo que servia primeiramente para pagar as contas. A felicidade estava na família, na religião, na política, nas artes… É uma mudança cultural que vem se fortalecendo para valer nos últimos 15 anos.

A cultura da empresa tem a ver com o dia a dia dos funcionários, o relacionamento entre eles, o modo como se comunicam, o jeito de trabalhar, a organização, os valores, etc.

Segundo a co-fundadora da Love Mondays, o salário não tem tanta relação com a satisfação pessoal. “Todo mundo quer ganhar mais, é claro, mas quando o salário está OK, aquilo deixa de fazer tanta diferença na sua vida. Estudos mostram, inclusive, que a partir de certo valor, ganhar a mais não vai gerar um impacto muito grande na felicidade do funcionário”.

O mercado de trabalho para as mulheres nos próximos anos

O crescimento econômico do Brasil na última década foi determinante para a mudança nos modelos de trabalho e emprego que vivemos hoje.

Com o País em situação favorável, as pessoas passaram a prestar mais atenção a outros fatores importantes além do salário. Com isso, o ambiente de trabalho, os colegas, as perspectivas de crescimento, os benefícios e o senso de contribuição social passaram a ter mais peso na hora de buscar um emprego ou aceitar uma oferta.

Embora hoje estejamos passando por uma forte desaceleração econômica, a tendência de valorizar esses aspectos é irreversível.

Exemplo rápido: quantas vezes você já leu na internet o relato de pessoas que largaram tudo para perseguir um sonho numa área completamente diferente da que costumavam atuar? Quantas reportagens saíram sobre pessoas que, depois de trabalhar por anos a fio, resolveram dar um tempo e dar a volta ao mundo?

Isso é resultado direto de uma nova forma de encarar o mercado. “As pessoas estão buscando um propósito para o trabalho que desenvolvem e ambientes propícios ao crescimento”, conclui Luciana.

Muitas empresas já estão cientes disso e têm investindo pesado em melhorar sua percepção junto ao público. Isso ajuda a atrair pessoas e, principalmente, reter talentos.

Sobre a Love Mondays

A Love Mondays é a maior comunidade de carreiras do Brasil. Através de faixas salariais e avaliações sobre o ambiente de trabalho em mais de 75 mil empresas, apoia 1 milhão de profissionais a tomarem melhores decisões de carreira.

Veja também:

Levantamento inédito mostra onde encontrar emprego

O que achou dos 10 melhores setores para as mulheres trabalharem no Brasil? Concorda? Discorda? Expresse sua opinião nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin