dcsimg

Curso de Engenharia Biomédica

Saiba mais sobre a graduação em Engenharia Biomédica, onde estudar e as principais oportunidades desta carreira promissora!

Curso de Engenharia Biomédica

O curso de Engenharia Biomédica é um dos mais recentes no ramo da Engenharia e também um dos mais promissores. Trata-se de uma formação cada vez mais importante para a evolução da Saúde, pois alia conhecimentos das Ciências Biológicas e Exatas para desenvolver tecnologias de apoio à prevenção e cura de doenças.

O aluno de Engenharia Biomédica é preparado para trabalhar com diversas aplicações tecnológicas na área de Saúde, como equipamentos hospitalares, programas de computador usados em exames de diagnóstico por imagem e até o desenvolvimento de próteses e órgãos artificiais.

Conheça melhor o curso de Engenharia Biomédica, como está o mercado de trabalho para quem se forma na área e onde encontrar esta graduação!

Sobre o curso de Engenharia Biomédica

O curso de Engenharia Biomédica é do tipo bacharelado, dura em média cinco anos e é oferecido somente na modalidade presencial.

Os currículos têm carga horária intensa, com equilíbrio entre disciplinas teóricas e atividades práticas, exigindo bastante dedicação e estudo. Quem opta por fazer a graduação em Engenharia Biomédica deve estar ciente de que provavelmente não poderá trabalhar enquanto estiver estudando. Muitos cursos acontecem em turno integral, com atividades em diferentes períodos do dia.

O programa de ensino da Engenharia Biomédica é multidisciplinar, combinando disciplinas mais encontradas em cursos de Engenharia (como Matemática, Física, Eletrônica e Informática) com matérias ligadas à área da Saúde (como Anatomia, e Fisiologia) e temas que juntam as duas áreas, como Telemedicina.

Para concluir esta graduação é obrigatório fazer estágio supervisionado e apresentar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

No curso de Engenharia Biomédica o aluno é preparado para trabalhar com:

  • Concepção de equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos.
  • Manutenção corretiva e preventiva de equipamentos.
  • Desenvolvimento de software para diagnóstico e tratamento de saúde.
  • Gerenciamento da área de compras de equipamentos.
  • Realização de pesquisas sobre materiais e instrumentos.

O que se estuda no curso de Engenharia Biomédica

As disciplinas do curso de Engenharia Biomédica podem variar de acordo com o programa curricular e projeto pedagógico de cada universidade. Veja algumas das mais comuns:

  • Álgebra e Geometria Analítica
  • Algoritmos e Estruturas de Dados
  • Anatomia e Fisiologia Humana
  • Biofísica
  • Biomecânica
  • Bioquímica
  • Cálculo
  • Circuitos Elétricos
  • Eletromagnetismo
  • Eletrônica Analógica
  • Eletrônica Digital
  • Engenharia Clínica
  • Física
    • Física Médica e Medicina Nuclear
    • Informática Médica
    • Inteligência Artificial e Redes Neurais
    • Probabilidade e Estatística
    • Química Geral
    • Segurança Biológica
    • Sinais e Sistemas
    • Tecnologias em Equipamentos Médicos

Mercado de Trabalho para quem se forma em Engenharia Biomédica

O mercado é promissor para o Engenheiro Biomédico. Um dos motivos é o crescimento constante da utilização de equipamentos eletroeletrônicos em ambientes hospitalares, clínicas, consultórios e centros de tratamento em todo o País.

As oportunidades de trabalho estão concentradas nas áreas de:

  • Saúde pública
  • Saúde privada
  • Indústria
  • Pesquisa
  • Ensino

O Engenheiro Biomédico pode seguir diversos caminhos de carreira, tais como:

  • Instrumentação ou Engenharia Médica: estudo e projeto de instrumentos para a área odontológica, médica e hospitalar, como sensores e próteses.
  • Engenharia Clínica ou Hospitalar: desenvolvimento de projetos para instalações médicas; assessoria para compra e manutenção de equipamentos; realização de testes e processos de certificação de equipamentos.
  • Informática Médica ou Informática em Saúde: desenvolvimento de software para apoiar processos da área da Saúde, processamento de imagens e sinais.
  • Tecidos Artificiais e Biomateriais: produção de tecidos biológicos e órgãos artificiais. Desenvolvimento de nano-estruturas.

 

Onde estudar Engenharia Biomédica

A profissão de Engenheiro Biomédico é regulamentada desde 2008 e para exercê-la é obrigatório ter diploma de curso superior reconhecido pelo MEC e o registro profissional no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

Há 14 universidades públicas e privadas, reconhecidas pelo MEC, que oferecem o curso superior de Engenharia Biomédica no País. Confira a lista:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Curso de Biomedicina

Ficou interessado no curso de Engenharia Biomédica? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin