dcsimg

Curso de Farmácia

Saiba como funciona o curso de Farmácia, as principais disciplinas, onde estudar e como está o mercado de trabalho!

farmacia-2

O curso de Farmácia prepara o aluno para trabalhar no ramo de fármacos, medicamentos, cosméticos, controle, produção e análise de alimentos, além de realizar análises clínicas e toxicológicas.

O campo de trabalho do farmacêutico é amplo. Este profissional pode fazer desde o atendimento em drogarias até pesquisas sobre novos medicamentos em indústrias, passando pela análise de amostras em laboratórios.

Qualquer que seja a área, para exercer a profissão de farmacêutico é obrigatório ter o diploma de bacharel em Farmácia em curso reconhecido pelo MEC e estar registrado junto ao Conselho Regional de Farmácia de seu Estado.

Veja como funciona o curso de Farmácia, as principais disciplinas, as universidades que oferecem esta graduação e como é o mercado de trabalho para este profissional!

O curso de Farmácia

Conhecido também como Ciências Farmacêuticas, o curso de Farmácia faz parte da área da Saúde, é do tipo bacharelado e tem duração média de cinco anos. É oferecido principalmente em formato presencial, mas há instituições credenciadas pelo MEC que atuam na modalidade a distância. É possível cursar Farmácia em período integral ou noturno.

Ao ingressar no curso de Farmácia, o estudante terá contato com as disciplinas básicas da área da Saúde, como Anatomia, Biologia e Fisiologia. Já nos primeiros anos começam as disciplinas que formam a base para a Farmácia, como Química Geral e Inorgânica, Química Orgânica, Física e a prática em laboratórios.

No curso de Farmácia o estudante aprende a:

  • Examinar e testar substâncias e princípios ativos.
  • Identificar as reações provocadas no organismo.
  • Realizar análises clínicas e toxicológicas de amostras como sangue, urina e fezes.
  • Analisar a composição de alimentos industrializados.
  • Prestar orientação farmacológica e combater a infecção hospitalar.

O aluno deve obrigatoriamente passar por estágios e, para se formar, deve defender um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Por ser do tipo bacharelado, o curso de Farmácia proporciona uma formação generalista com a qual o profissional pode atuar nas diferentes áreas do setor.

Em algumas universidades o estudante deve optar, ao longo da graduação, por uma entre várias habilitações no curso de Farmácia. É o caso de uma universidade pública do Rio de Janeiro que oferece quatro habilitações:

  • Farmacêutico
  • Farmacêutico Bioquímico – Análise de Alimentos
  • Farmacêutico Bioquímico – Análises Clínicas
  • Farmacêutico Industrial

Grade curricular

O currículo do curso de Farmácia pode variar de acordo com a instituição. Confira abaixo algumas disciplinas que costumam aparecer:

  • Análises Toxicológicas
  • Anatomia Humana Geral
  • Atenção Farmacêutica
  • Biologia Celular Geral
  • Bioquímica Clínica
  • Bromatologia (estudo dos alimentos)
  • Citologia Aplicada
  • Controle de Garantia de Medicamentos e Cosméticos
  • Farmácia Hospitalar
  • Farmacoeconomia
  • Farmacoepidemiologia e Farmacovigilância
  • Farmacognosia
  • Farmacologia
  • Farmacotécnica
  • Físico-Química Aplicada à Farmácia
  • Garantia de Qualidade em Práticas Farmacêuticas
  • Gestão Farmacêutica
  • Hematologia
  • Histologia e Embriologia Geral
  • Imunologia
  • Imunoradiobiologia Clínica
  • Microbiologia
  • Parasitologia
  • Patologia Geral
  • Produção de Medicamentos e Cosméticos
  • Química Analítica, Farmacêutica, Orgânica, Geral e Inorgânica
  • Toxicologia Geral

Onde estudar Farmácia

No Brasil a graduação em Farmácia é oferecida por centenas de instituições em todas as regiões do País.

Confira na lista algumas das principais universidades onde é possível estudar Farmácia:

Perfil do profissional

Ao portar um diploma do curso de Farmácia, o profissional está autorizado a exercer mais de 70 atividades farmacêuticas, como por exemplo:

  • Trabalhar com pesquisa, produção e manipulação de medicamentos;
  • Gerenciar e administrar farmácias e drogarias;
  • Prestar assistência farmacêutica em serviços de saúde públicos ou privados;
  • Gerenciar laboratórios de análises clínicas e toxicológicas;
  • Emitir laudos e pareceres de análise de alimentos.

O profissional de Farmácia deve estar disposto a aprender sempre, pois a cada dia novos remédios e tratamentos são lançados no mercado. Cabe ao profissional estar atento à adequação de cada medicamento à necessidade de seus pacientes.

Mercado de trabalho

Quem se forma em Farmácia encontra um mercado de trabalho promissor. É uma das áreas com maior taxa de ocupação: 94,3% dos farmacêuticos brasileiros estão trabalhando, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea).

As oportunidades de trabalho podem estar em farmácias e drogarias, que por lei precisam ter em seus quadros um profissional de farmácia para assumir a responsabilidade técnica. Segundo o Conselho Federal de Farmácia, no Brasil existem cerca de 67 mil farmacêuticos em atividade e mais de 97 mil estabelecimentos como farmácias e drogarias.

Há também oportunidades em hospitais, laboratórios, indústria de medicamentos, cosméticos e alimentos. No setor público, o profissional de Farmácia pode atuar no Sistema Único de Saúde (SUS), em fiscalização, vigilância sanitária e trabalhar com perícia criminal, na área de toxicologia forense.

Especialistas em carreiras apontam que, entre as áreas em expansão para quem se forma em Farmácia, estão a da biotecnologia associada à área farmacêutica, interpretação de DNA e criação de medicamentos sob demanda. O envelhecimento da população impulsiona várias indústrias relacionadas à qualidade de vida, entre elas a indústria de fármacos.

Veja também:

Você pretende fazer o curso de Farmácia? Deixe seu comentário aqui.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin