dcsimg

Conheça o curso de Psicologia a distância e veja onde cursar

Descubra se dá para estudar Psicologia EAD, conheça boas faculdades reconhecidas pelo MEC e saiba mais sobre o mercado de trabalho!

Você está interessado em cursar Psicologia a distância? Infelizmente, o Brasil ainda não possui uma graduação em Psicologia EAD reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Por enquanto, só existem opções na modalidade presencial tradicional.

Mas não desista do seu sonho somente por não existir curso de Psicologia no formato EAD. Se você está buscando essa modalidade por ser mais econômica, saiba que há muitas formas de bancar um curso presencial sem estourar o orçamento!

A seguir, vamos explicar melhor como fazer para estudar Psicologia com qualidade pagando menos (em alguns casos, sem desembolsar nem um centavo!), dar alguns exemplos de boas faculdades reconhecidas pelo MEC e falar um pouco sobre o mercado de trabalho, para que você possa avaliar se o investimento vai valer a pena.

Como pagar menos para estudar Psicologia

O governo federal tem dois programas de ampliação do acesso ao ensino superior. Em ambos, há vagas para Psicologia todo semestre, no país inteiro. Conheça:

  • Programa Universidade para Todos (ProUni): concede bolsas de estudo integrais e parciais a estudantes de baixa renda. Para se candidatar a uma vaga é necessário ter obtido pelo menos 450 pontos na média das provas do Enem mais recente, sem ter zerado a redação, além de comprovar renda familiar bruta mensal de até 3 salários mínimos por pessoa e se enquadrar nos requisitos de formação.
  • Fundo de Financiamento Estudantil (FIES): ajuda a pagar as mensalidades da faculdade particular. O valor emprestado pelo governo deverá ser devolvido em parcelas após a formatura, então veja se a proposta é boa para você. Para se inscrever no FIES é preciso apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas de qualquer edição do Enem a partir de 2010, sem ter zerado a redação, e se encaixar no requisito de renda familiar (as regras podem mudar conforme o semestre).

Chamamos a atenção para um detalhe: o desempenho mínimo no Enem é exigido para fazer a inscrição, mas não necessariamente garante vaga. Tudo depende da instituição de ensino, campus, turno e modalidade de concorrência (cotas ou não). Em alguns casos, a nota de corte de Psicologia no ProUni e no FIES supera os 650 pontos.

Caso não se encaixe no perfil do ProUni e do FIES, não desista! Há várias outras possibilidades de estudar Psicologia em uma boa faculdade pagando menos, como por exemplo:

  • Descontos nas mensalidades
  • Sites que oferecem bolsas de estudos (Quero Bolsa e Educa Mais Brasil são alguns exemplos)
  • Parcelamento ou financiamento da própria faculdade
  • Bolsas de estudos e convênios oferecidos pela instituição

Boas faculdades de Psicologia onde é possível estudar pagando menos

Selecionamos algumas faculdades de Psicologia reconhecidas pelo MEC que participam do ProUni e do FIES, além de oferecerem diversas opções de descontos, bolsas e financiamentos:

Como é o mercado de trabalho de Psicologia?

O mercado de trabalho para os psicólogos está em plena expansão. Nos últimos anos, a grande mídia e as redes sociais vêm contribuindo para quebrar preconceitos em relação ao tratamento de distúrbios e doenças mentais, encorajando as pessoas a procurarem ajuda para resolver suas questões.

Aos poucos, aquele papo de que quem faz terapia é louco está caindo por terra e as pessoas se sentem mais à vontade para buscar tratamento para as suas angústias.

Outro fator que vem aumentando a busca por atendimento é a pressão da vida moderna. A crise econômica também tem levado cada vez mais pessoas aos consultórios, sobretudo aquelas que perderam seus empregos, que buscam ajuda para lidar com as adversidades e buscar novos rumos em suas vidas.

De acordo com o portal Mundo Psicólogos, direcionado a profissionais do ramo, os serviços mais buscados na área clínica em um levantamento recente foram:

  • Terapia de casal
  • Psicologia infantil
  • Testes vocacionais
  • Acompanhamento clínico para adultos
  • Terapia comportamental (uma área da Psicologia que identifica os hábitos e ações que trazem sofrimento ao indivíduo e o auxilia a ter mais controle sobre si)

São Paulo ocupou a primeira posição em quantidade de pessoas que procuram auxílio psicológico (27% das buscas), seguido pela Bahia (12%) e Rio de Janeiro (11%).

No entanto, o mercado de trabalho em Psicologia não se resume somente ao atendimento particular. Há muitas outras áreas de atuação que um profissional formado em Psicologia pode seguir!

Um campo que cresceu muito nos últimos anos é o acompanhamento psicológico em escolas, tanto para orientação educacional voltada a estudantes em fase de decidir que carreira seguir, como para tratamento e prevenção de questões associadas à infância e adolescência, como bullying, sentimento de inadequação e relacionamentos familiares.

Outra oportunidade de atuação é no departamento de Recursos Humanos das empresas. Nesse caso, o psicólogo pode ser responsável por criar técnicas de recrutamento e zelar pelo bem estar mental dos colaboradores, assegurando um ambiente de trabalho agradável e buscando diminuir o nível de estresse dentro da organização.

Qual o salário de um Psicólogo?

Entender como está o mercado de trabalho e qual a remuneração dos profissionais de Psicologia no Brasil ajuda a ter expectativas realistas sobre a carreira – e ver aonde você vai poder chegar com seu investimento em educação de qualidade.

Comecemos pelos primeiros passos da carreira: se você for cursar Psicologia, deverá estagiar. Segundo um levantamento da Catho, site especializado em vagas de emprego, o salário médio de um estagiário é de R$ 1.300.

Chegando ao nível pleno, temos o psicólogo clínico, cuja remuneração é de cerca de R$ 3.000. Esse dado considera somente o profissional com diploma de curso superior. Com uma pós-graduação, mestrado ou doutorado, a média vai para R$ 4.800. Ainda segundo a Catho, outro fator que pode influenciar e muito a renda é a fluência em outro idioma. Psicólogos que falam e escrevem fluentemente outra língua podem dobrar sua remuneração.

Se a sua ideia é não ficar preso somente à agenda do consultório particular e atuar em hospitais, veja agora os salários: R$ 2.700 em média para os profissionais diplomados, R$ 3.700 para quem tem pós-graduação e R$ 4.900 no caso de mestrado ou doutorado. Aqui, é importante saber que profissionais que trabalham em hospitais costumam acumular mais de um emprego. Dessa forma, a remuneração pode ser bem mais atrativa.

Aliás, essa é uma prática bastante comum. Muitos psicólogos atuam em consultórios particulares e dão expediente em hospitais. É uma forma não somente de ampliar a renda, mas também de adquirir mais conhecimento e experiência. Se você investir em um mestrado, poderá atuar também na área acadêmica, dando aulas em faculdades e supervisionando alunos em atividades clínicas.

De acordo com o SINE (Site Nacional de Empregos), um professor universitário de Psicologia pode chegar a receber R$ 7.200 em uma instituição de ensino de grande porte. E para quem investe pesado na carreira acadêmica a coisa pode ficar ainda melhor. O portal de transparência da Universidade de São Paulo (USP), que presta contas aos cidadãos publicando os gastos da faculdade, divulga salários de mais de R$ 20 mil para alguns professores titulares, que têm doutorado, tempo de casa e dedicação integral ao curso.

Os salários são ainda mais interessantes para quem envereda pelo caminho corporativo. Um psicólogo pode se especializar em gestão de Recursos Humanos, por exemplo. Nessa área, de acordo com levantamento recente da consultoria Robert Half, um diretor pode ganhar de R$ 20 mil (em uma empresa de pequeno porte) a cerca de R$ 50 mil (em uma grande organização).

Veja também:

Saiba mais sobre a graduação em Psicologia

E então? Vai fazer o curso de Psicologia tradicional mesmo? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin