dcsimg
Rádio e TV: saiba mais sobre este curso

Rádio e TV: saiba mais sobre este curso

Uma das vantagens do curso de Rádio e TV é a versatilidade com a qual seus estudantes aprendem a lidar com novas tecnologias, a se adaptar às tendências de mercado e explorar formatos diferentes de comunicação.

Ao contrário do que muitos podem pensar, o curso não trata apenas de rádio e TV. Muitas faculdades, inclusive, já acrescentaram “Internet” no título da graduação para se adaptar aos tempos atuais.

Novas formas de comunicar, como as que vemos em celulares, aplicativos e redes sociais, ampliaram ainda mais o espaço de atuação do profissional de Rádio e TV, que é responsável por criar vídeos e áudios, editar imagens e sons e elaborar roteiros – tanto para as plataformas novas quanto para tradicionais.

Com um mercado que vai muito além das emissoras de rádio e TV, quem se forma nessa faculdade encontra oportunidades em produtoras de todos os portes, agências de comunicação, assessorias, empresas de eventos ou em escritórios de tecnologia.

O curso é bastante concorrido. Para conseguir uma vaga será preciso investir bastante nos estudos.

Se você está interessado em ingressar em Rádio e TV, conheça a seguir detalhes sobre o curso, o que se estuda e onde encontrar boas faculdades reconhecidas pelo MEC para ajudar a dar aquele salto na sua carreira!

Sobre o curso de Rádio e TV

O curso de Rádio e TV pode ser encontrado com diferentes nomes:

  • Comunicação Social – Rádio, TV e Internet
  • Comunicação Social – Rádio e Televisão
  • Comunicação Social – Radialismo
  • Comunicação Social – Radialismo e Produção em Mídia Audiovisual
  • Radialismo

A graduação dura em média quatro anos e é oferecida apenas em grau de bacharelado, na modalidade presencial. É possível encontrá-la em faculdades públicas e privadas de todo o País.

O que se estuda em Rádio e TV

O curso de Rádio e TV tem uma extensa grade de disciplinas voltadas ao exercício prático da profissão. Durante a graduação o aluno irá aprender a criar, produzir, editar e publicar conteúdos em formato radiofônico, televisivo, para a internet e aplicativos.

Mas não é só isso. O curso também oferece um bom embasamento teórico, com disciplinas voltadas para as teorias da comunicação, as principais correntes culturais e os fundamentos da sociedade contemporânea.

Confira a seguir algumas das principais matérias vistas nos cursos de Rádio e TV:

  • Animações, Vinhetas e Efeitos
  • Antropologia Cultural
  • Captação e Edição de Áudio
  • Documentário
  • Edição de Imagens
  • Estrutura de Roteiros
  • Estudos Culturais
  • Fotografia
  • Fundamentos e Organização do Rádio e TV
  • Interfaces Gráficas Digitais
  • Internet, Games e Redes Sociais
  • Legislação e Direitos de Imagem
  • Linguagem Sonora
  • Locução e Apresentação em RTV
  • Oficina de Produção de Conteúdo Sonoro e Audiovisual
  • Produção para TV
  • Radiojornalismo
  • Redação e Comunicação
  • Sonoplastia
  • Teledramaturgia
  • Telejornalismo
  • Teorias Clássicas da Comunicação
  • Trilha Sonora

Mercado de trabalho para quem se forma em Rádio e TV

Quem se forma em Rádio e TV tem que sair da faculdade pronto para encarar a alta concorrência no mercado. Por vezes, os radialistas têm que competir uma vaga com jornalistas e publicitários. Por outro lado, a profissão oferece um leque bastante diverso de atuação.

O radialista encontra trabalho em empresas como:

  • Agências de Comunicação
  • Emissoras de Rádio
  • Emissoras de Televisão
  • Canais de TV a Cabo
  • Agências de Publicidade e Propaganda
  • Produtoras Digitais
  • Produtoras Independentes

Um mercado jovem como o de Rádio e TV pede profissionais que consigam agregar múltiplas habilidades. Bons roteiristas que também entendam de edição, diretores que fotografem, editores familiarizados com mídias digitais e por aí vai. Esses têm mais chances de encontrar trabalho mais rapidamente.

Outra área de atividade muito requisitada nessa profissão é a de gestão. Profissionais capazes de coordenar equipes de produção, desde a concepção da ideia até a entrega do produto final, são muito procurados por agências e emissoras. Também tendem a receber salários mais altos.

Alternativa: cursos de tecnólogo

Quem quer entrar no mercado mais rapidamente e em áreas específicas da Comunicação pode recorrer aos cursos de tecnólogo.

Além de oferecer um diploma nível superior de forma mais rápida, com apenas dois anos de estudo, são graduações criadas para atender a demandas específicas do mercado – o que aumenta bastante a empregabilidade.

Conheça alguns dos cursos disponíveis na área:

Produção Audiovisual

O curso fornece ao aluno todas as habilidades relacionadas à produção audiovisual, como filmagem, fotografia, gravação, iluminação, uso de câmeras, sonorização, etc. Estúdios de cinema, produtoras, emissoras de rádio e TV e agências de publicidade são as principais empregadoras.

Produção Multimídia

O curso ensina o estudante a desenvolver ambientes e produtos digitais usando textos, imagens, sons e animações. O foco é formar profissionais que atuem em empresas de comunicação, publicidade, estúdios de animação e produtoras digitais.

Produção Fonográfica

Embora tenha a ver com Rádio e TV, o curso de Produção Fonográfica é mais voltado para a indústria da música. Nele, o estudante irá aprender todos os processos relacionados à produção de discos, operar estúdios de áudio, editar vinhetas sonoras. Ao terminar a faculdade, estará pronto para trabalhar em produtoras, gravadoras, estúdios e espetáculos.

Onde estudar Rádio e TV

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Rádio e TV:

Cursos tecnológicos:

Os cursos de tecnólogo na área de Rádio e TV são ofertados principalmente em faculdades privadas, tanto na modalidade presencial quanto a distância. Veja onde encontrá-los:

Produção Audiovisual

Produção Multimídia

  • Universidade Anhembi Morumbi (UAM)
  • Centro Universitário Jorge Amado (UNIJORGE)
  • Centro Universitário Claretiano (CEUCLAR)
  • Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM)

Produção Fonográfica

  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS)
  • Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação (ESAMC)
  • Faculdades Integradas Barros Melo (FIBAM)
  • Faculdade de Música Souza Lima (FMSL)

Veja também:

Comunicação Social: saiba mais sobre essa carreira

Está interessado no curso de Rádio e TV? Compartilhe suas impressões conosco nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin