dcsimg

Curso técnico é a mesma coisa que tecnólogo?

Curso técnico e tecnólogo não são a mesma coisa! Entenda as diferenças entre estes dois tipos de curso e veja qual o mais adequado para a sua carreira.

Diverse Occupations

Se você confunde curso técnico com tecnólogo, saiba que não está sozinho. Apesar de serem parecidos no nome e no objetivo de formar profissionais qualificados para atender à demanda do mercado de trabalho, o curso técnico e o curso de tecnólogo não são a mesma coisa.
A diferença principal entre essas duas formações é o nível de escolaridade: enquanto uma é de nível médio, a outra confere diploma de nível superior. Apesar de formarem profissionais de níveis diferentes, esses dois cursos têm em comum uma alta taxa de empregabilidade: tanto técnicos como tecnólogos encontram um mercado de trabalho favorável e, em muitos casos, já saem do curso com emprego garantido. Isso porque ambos são focados em atender as necessidades do mercado de trabalho, preparando profissionais para ocuparem postos em setores carentes de mão-de-obra qualificada.

Entenda a diferença entre curso técnico e curso de tecnólogo, veja o que essas formações têm em comum e descubra qual a melhor formação para você!

Curso técnico é diferente de tecnólogo

A diferença entre o curso técnico e o de tecnólogo começa no nível de escolaridade. O curso técnico forma profissionais técnicos de nível médio. Já os cursos de tecnólogo (ou cursos superiores de tecnologia) formam profissionais de nível superior.

E o nível de escolaridade define também algumas características específicas de cada um desses cursos, como por exemplo:

  • Requisitos: Para entrar em um curso técnico, o nível de exigência varia entre o ensino fundamental incompleto até o ensino médio completo. E para ingressar no curso de tecnólogo o estudante precisa, obrigatoriamente, ter concluído o ensino médio.
  • Duração: cursos técnicos têm duração mínima de alguns meses e máxima de três anos. Já os cursos superiores tecnológicos duram entre 2 e 3 anos.
  • Diploma/certificado: ao concluir um curso técnico, o estudante recebe um certificado de conclusão do curso técnico de nível médio. Ao se formar em um curso de tecnólogo, o estudante recebe um diploma de nível superior.
  • Tipo de profissional:  os dois tipos de curso formam profissionais para o mercado de trabalho. A diferença é que, em geral, os cursos técnicos preparam o aluno para ocupar cargos mais operacionais, enquanto os cursos de tecnólogo são mais voltados para posições de supervisão, coordenação e gestão.

Quem se forma em um curso de nível técnico e conclui o ensino médio pode seguir seus estudos fazendo uma especialização de nível médio, outros cursos técnicos ou mesmo uma faculdade. E quem recebe o diploma de tecnólogo pode continuar seus estudos fazendo uma pós-graduação, especialização de nível superior, mestrado ou doutorado.

Modalidades de Curso Técnico

Os cursos técnicos podem ser de vários tipos. Alguns exigem apenas o ensino fundamental, enquanto para entrar em outros é necessário ter concluído o ensino médio:

  • Formação Inicial e Continuada (FIC) ou Qualificação Profissional: de curta duração, esses cursos técnicos são voltados para trabalhadores, estudantes de ensino médio e beneficiários de programas federais de transferência de renda (como o Bolsa Família). Alguns exigem apenas o ensino fundamental incompleto.
  • Integrado: dura em média quatro anos e prepara o aluno para uma profissão junto com as séries do ensino médio. Para ingressar, é obrigatório ter o ensino fundamental completo.
  • Concomitante: pode ser feito por quem já concluiu a primeira série do ensino médio. O aluno faz dois cursos ao mesmo tempo: uma formação para concluir as disciplinas normais do ensino médio e outra com as disciplinas do curso técnico. Dura em média dois anos.
  • Subsequente: voltado para quem já tem o certificado de conclusão do Ensino Médio e quer fazer uma formação específica para entrar no mercado de trabalho. Tem duração variada.

O Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, desenvolvido pelo MEC, apresenta os cursos técnicos oferecidos no Brasil e a carga horária mínima para cada um deles.

São muitas opções, organizadas em 13 áreas (os “eixos tecnológicos”):

  1. Ambiente e Saúde
  2. Controle e Processos Industriais
  3. Desenvolvimento Educacional e Social
  4. Gestão e Negócios
  5. Informação e Comunicação
  6. Infraestrutura
  7. Militar
  8. Produção Alimentícia
  9. Produção Cultural e Design
  10. Produção Industrial
  11. Recursos Naturais
  12. Segurança
  13. Turismo, Hospitalidade e Lazer

Os cursos técnicos podem ser encontrados em instituições do Sistema S (Senai, Senac, etc.), institutos federais de educação e escolas técnicas. Se um determinado curso for oferecido em sua cidade, isso provavelmente significa que as empresas da região estão precisando de mão-de-obra qualificada naquela área do conhecimento.

Curso de Tecnólogo

O curso de tecnólogo é um curso superior e, portanto, para fazer esse tipo de curso é obrigatório ter ensino médio completo e passar por um processo seletivo (vestibular, ProUni, etc.).

É uma faculdade que pode ser concluída entre 2 e 3 anos, totalmente voltada para a prática de uma profissão, com algumas disciplinas teóricas e muitas aulas práticas. Dependendo do curso, o aluno precisará fazer um estágio ou Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para se formar.

Existem mais de 100 opções de curso superior de tecnologia e eles também estão organizados em 13 “eixos tecnológicos”. Você pode consultar a descrição de todos eles no Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia, um material elaborado pelo MEC.

Os cursos de tecnólogo são uma formação relativamente recente e podem ser encontrados mais facilmente em universidades privadas.

Conheça algumas das principais faculdades reconhecidas pelo MEC que oferecem cursos de tecnólogo:

Veja também:

Tecnólogo a distância

Você vai fazer um curso técnico? Ou pretende investir em um curso de tecnólogo? Deixe um comentário!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin