dcsimg

7 cursos que dão dinheiro

Conheça 7 cursos de graduação que formam os profissionais mais bem pagos do País!

Cursos que dão dinheiro

A possibilidade de ganhar um bom salário depois de se formar é um dos aspectos que mais pesam na hora de escolher um curso superior. Vale lembrar que não é o curso em si que é lucrativo, e sim o tipo de profissional que ele forma. Dependendo da graduação escolhida, dá para sair da faculdade já empregado e com boa remuneração.

É claro que existe uma oscilação no mercado de trabalho e uma profissão que está em alta hoje pode não ser tão lucrativa daqui a 5 ou 6 anos. No entanto, existem alguns cursos que, mesmo com as incertezas da economia, costumam estar entre as profissões mais bem pagas do País.

Se você está em busca de uma carreira que possibilite ótimo retorno financeiro, confira esta lista que preparamos com 7 cursos de graduação que dão dinheiro!

1. Medicina

Os cursos da área da Saúde costumam garantir bons salários aos profissionais formados. Fatores como o tipo de especialização, tempo de carreira, região do País onde se trabalha e o grau de estudo (mestrado, doutorado, etc.) influenciam bastante o salário destes profissionais.

A média nacional de remuneração dos médicos é de R$ 8,4 mil, mas, dependendo da especialização este valor pode ser muito maior. A cirurgia plástica é a que tem um dos maiores salários: R$ 18,5 mil. Os médicos que optam por ampliar sua formação na área de gestão e assumir cargos como a diretoria de um hospital, por exemplo, podem chegar a ter um salário por volta de R$ 50 mil.

2. Odontologia

A carreira em Odontologia é bastante promissora e se expandiu muito nos últimos anos. Além de cuidar e tratar dos dentes e da mordedura, os profissionais desta área lidam com distúrbios relacionados à estrutura da boca, face e pescoço.

A remuneração média dos profissionais de Odontologia é de R$ 5,4 mil mensais. Mas esse valor pode sofrer alterações dependendo do cargo exercido pelo profissional e também pelo tempo de carreira. Quem se forma em Odontologia pode atuar como dentista, ortodontista, odontopediatra, endodontista, etc. O cirurgião dentista, por exemplo, pode atingir uma média salarial de R$ 9,4 mil.

Muitos profissionais da área da Odontologia possuem seu próprio consultório e acabam não recebendo um salário fixo. Porém, dependendo do serviço prestado e da região do País onde ele trabalha, isto pode significar ganhos maiores que a média salarial nacional.

3. Direito

Quem se forma em Direito tem diversas possibilidades de atuação no mercado de trabalho. Como advogado, o profissional pode se especializar em diferentes áreas, como, por exemplo, trabalhista, tributário, civil, penal, etc.

O salário de um advogado pode variar muito e depende, além da experiência do profissional, do tipo de empresa em que ele atua. Organizações de pequeno porte, por exemplo, pagam desde R$ 2.500 até R$ 5.000 para advogados iniciantes (dependendo da especialização). Já as de grande porte chegam a pagar entre R$16.000 a R$ 20.000 para os advogados com maior experiência.

A carreira pública é muito desejada por profissionais do Direito, e pode ser também muito lucrativa. Concursos públicos para juiz, por exemplo, chegam a oferecer um salário inicial de R$ 20 mil, sem contar as gratificações.

4. Engenharia

Existem mais de trinta tipos diferentes de cursos de Engenharia, em diversas especialidades. As opções vão desde áreas voltadas para a tecnologia até aquelas dedicadas ao meio ambiente.

Em comum, os cursos de Engenharia formam profissionais bastante disputados no mercado de trabalho. O salário inicial de um engenheiro é um dos maiores do país e está acima de R$ 4 mil mensais. Profissionais com mais de 10 anos de experiência chegam a ganhar por volta de R$ 40 mil.

Dos cursos de Engenharia que costumam estar entre as profissões mais bem pagas do país estão Engenharia Ambiental, de Petróleo e Civil.

5. Administração

O curso de Administração é bastante generalista e forma profissionais capazes de atuar em diferentes departamentos dentro de uma empresa. O salário de um administrador depende muito do cargo ocupado. Existem profissionais da área presidindo grandes companhias e outros atuando como supervisores em pequenas empresas.

Importante ressaltar que o curso de Administração também prepara o profissional para empreender seu próprio negócio.

Os cursos de especialização e pós-graduação, assim como o tempo de serviço e o acúmulo de experiências, contam muito para que um administrador tenha uma boa remuneração.

O Conselho Federal de Administração (CFA) sugere um salário mínimo de R$ 2.250 para profissionais iniciantes. Um supervisor administrativo, por exemplo, tem um salário médio de R$ 4,9 mil. Já um diretor financeiro, no auge da carreira, pode ganhar por volta de R$ 30 mil.

6. Análise e Desenvolvimento de Sistemas

O setor de Tecnologia da Informação (TI) costuma ter bons salários e vagas sobrando no mercado de trabalho. Quem faz o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, por exemplo, pode chegar a ganhar R$ 57.000 se ocupar cargos de diretoria.

Um analista de sistemas recém-formado costuma entrar no mercado de trabalho ganhando pelo menos R$ 2.000, sendo que a média salarial nacional gira em torno de R$ 4 mil.

Alguns fatores influenciam na definição do salário deste profissional, tais como: tempo de experiência, cursos de especialização, cidade onde atua, porte da empresa em que trabalha, etc.

7. Gestão de Recursos Humanos

Os profissionais da área de Recursos Humanos (RH) são muito valorizados, principalmente em grandes empresas, por terem capacidade de gerenciar pessoas e identificar talentos. Quem se especializa em RH pode ocupar cargos estratégicos e ganhar salários acima dos R$ 40 mil.

Para se dar bem nesta profissão é preciso investir bastante em formação. O curso tecnológico em Gestão de Recursos Humanos é uma boa sugestão de graduação para iniciar uma carreira na área.

A média salarial de um profissional de RH varia bastante conforme o tipo de empresa e o cargo assumido. Um analista, por exemplo, tem uma média salarial de R$ 2.600, já a média de um gerente de RH gira em torno de R$ 7.600.

Um diretor de RH ganha em média R$ 22 mil, podendo alcançar salários superiores a R$ 45 mil.

Fontes: Ipea, Robert Half, Catho.

Onde estudar

Para ter sucesso na carreira escolhida, é importante fazer uma faculdade de boa qualidade e que seja credenciada pelo Ministério da Educação (MEC).

Algumas das profissões citadas acima exigem que o profissional tenha um diploma reconhecido pelo MEC e obtenha um registro junto aos órgãos regulamentadores (como OAB, CREA, CRM, etc.).

Confira algumas universidades credenciadas pelo MEC que oferecem os cursos que formam os profissionais mais bem pagos do país:

Veja também:

Conheça os 8 profissionais mais felizes

Você está buscando uma profissão que dê dinheiro? Já escolheu qual curso fazer? Compartilhe suas ideias conosco aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin