dcsimg

Engenharia do Petróleo: Oportunidades e Desafios

O Curso de Engenharia do petróleo e as crescentes oportunidades voltadas ao setor de energia. Entenda os desafios do profissional diante o mercado de trabalho.

O Curso de Engenharia de Petróleo

O petróleo é atualmente o principal combustível do planeta, a principal matéria prima, pois está presente em milhares de produtos e também é praticamente, a base da economia atual. Devido a todos estes fatores, a carreira de engenharia de petróleo está em alta na atualidade. O aluno aspirante que ainda está em dúvidas na graduação, gosta de matérias relacionadas a matemáticas e geologia, e tem vontade de crescer, o curso de Engenharia de Petróleo com certeza é uma boa opção.

As Origens do Curso de Engenharia de Petróleo

O curso de Engenharia de Petróleo é relativamente novo no Brasil, pois a profissão foi regulamentada pelo CONFEA (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) somente no ano de 1973. Em algumas universidades, o curso surgiu primeiro apenas como uma modalidade do curso de Engenharia Mecânica, onde o aluno escolhia a modalidade e cursava as matérias específicas. Somente como passar dos anos houve o desejo da criação de um curso específico, sendo este o curso de Engenharia de Petróleo.

As Bases do Curso de Engenharia de Petróleo

Embora o curso de Engenharia de Petróleo seja relativamente novo no Brasil, este já é ministrado em várias universidades pelo país. Como todo curso de engenharia, as matérias principais dos primeiros anos estão ligadas à matemática e física, onde se encontra as seguintes matérias: cálculo, álgebra, termodinâmica, mecânica dos fluidos, estática, dinâmica, eletricidade, entre outros. Neste curso são dadas também matérias com química orgânica e geral. Já a partir do terceiro ano para frente, passam a integrar a grade, as matérias específicas do curso que estão ligadas ao petróleo. Entre essas matérias podem ser citadas: geologia, exploração marítima, engenharia de poços, engenharia de produção petrolífera, legislação, segurança e meio ambiente. As grades dos cursos podem variar de uma universidade para outra, mas a base é sempre a mesma.

Título e Perfil do Profissional de Engenharia de Petróleo

O profissional formado no curso de Engenharia de Petróleo, recebe o título de Bacharel em Engenharia de Petróleo, e um dos itens considerados mais importantes em sua formação, considerado até como um requisito para o profissional desta área, é a fluência no inglês. Isso é devido ao fato do profissional poder trabalhar no setor de importação e exportação e também porque a grande das empresas do setor pretolífero serem estrangeiras.
Além do Inglês, é interessante que o profissional de Engenharia de Petróleo tenha afinidade também em química, administração financeira, matemática e controle de qualidade, pois entre as suas funções, como um bom engenheiro, pode-se encontrar a necessidade de elaborar levantamentos e projetos.
O Engenheiro de Petróleo de ser uma pessoa que possua também um bom senso de análise crítica, ser dinâmico, ter liderança, capacidade de organização e de observação, facilidade para lidar com negócios, responsabilidade, raciocínio rápido e visão de projetos. Como observado em profissões que estão em constante crescimento, novas tecnologias estão sempre surgindo na área. É interessante que o profissional tenha afinidade na busca por atualizações, bem como ser capaz de entender as boas práticas das novas tecnologias.

Área de Atuação do profissional de Engenharia do Petróleo

O mercado de trabalho vem crescendo cada vez mais nos últimos anos para os profissionais que trabalham com energia. Isso porque, a cada dia que passa, é constatado as necessidades com as preocupações com o clima e com o aquecimento global, buscando formas de energia para substituir o uso do petróleo, ou para melhorar o seu uso de forma mais consciente.
O Bacharel em Engenharia de Petróleo pode atuar nas diversas áreas que estão relacionadas ao setor petrolífero, seja em empresas públicas ou privadas. Este profissional pode atuar também nos setores ligados à exploração e produção de hidrocarbonetos, processamento de gás natural, refinarias de petróleo, transporte de petróleo e gás natural, entre outros. Há possibilidade de trabalhar no planejamento e elaboração de projetos de refino e distribuição do petróleo. Buscando auxiliar no crescimento e desenvolvimento da área, o engenheiro de petróleo pode atuar na área acadêmica, em Centros de pesquisa, graduação, pós-graduação e ensino técnico.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin