dcsimg

Faculdade de Economia

Saiba tudo sobre a faculdade de Economia, como está o mercado de trabalho e onde estudar esta graduação!

contabeis

A faculdade de Economia atrai quem gosta de matérias como História e Geografia, tem curiosidade sobre como a sociedade se organiza economicamente e também possui afinidade com a Matemática. O curso é do tipo bacharelado e tem duração média de quatro anos.

Os economistas são profissionais que estudam como a sociedade produz, distribui e consome bens e serviços. Eles possuem capacidade crítica para interpretar fatos e notícias e estão preparados para lidar com desafios referentes à geração de riquezas.

É possível cursar esta graduação nas modalidades de ensino presencial e a distância.

Entenda como funciona a faculdade de Economia, o que se estuda e como está o mercado de trabalho para este profissional. Veja também onde encontrar universidades reconhecidas pelo MEC que oferecem esta graduação!

Sobre a faculdade de Economia

A faculdade de Economia é composta essencialmente por disciplinas teóricas, exige do aluno bastante dedicação aos estudos e constante atualização sobre os acontecimentos mundiais, principalmente nos temas políticos e econômicos.

O curso possui disciplinas das áreas de Ciências Humanas e Exatas, equilibrando a carga horária disponível entre estudos teóricos, leituras, cálculos e análises financeiras.

Nos primeiros semestres o estudante tem um panorama geral sobre a História da Economia brasileira e mundial. Ele aprende sobre o pensamento e Teorias Econômicas, assim como a evolução das escolas teóricas.

Conceitos de Contabilidade, Matemática, Cálculo e Administração Financeira são repassados ao aluno ao longo de todo o curso.

Após esta base sobre as teorias econômicas, o estudante se dedica ao estudo de métodos quantitativos de análise (como a Econometria e a Estatística) e de disciplinas de Economia Aplicada.

Dentre os conhecimentos que fazem parte da formação específica da prática profissional de um economista, estão:

  • Macroeconomia
  • Microeconomia
  • Economia do Setor Público
  • Economia Internacional
  • Economia Política
  • Análise de Demonstrações Financeiras
  • Técnicas de Negociação

Ao final do curso os alunos devem elaborar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Algumas universidades exigem ainda a realização de um estágio supervisionado na área.

O que se estuda na faculdade de Economia

A estrutura curricular e o nome das disciplinas da faculdade de Economia podem variar um pouco conforme a instituição de ensino que oferece esta graduação.

De modo geral, encontramos as seguintes disciplinas:

  • Administração de Materiais e Logística
  • Administração Financeira e Orçamentária
  • Cálculo Diferencial e Integral
  • Contabilidade Comercial
  • Contabilidade Geral
  • Contabilidade Social
  • Desenvolvimento Econômico
  • Direito Empresarial e Tributário
  • Direitos Humanos
  • Econometria
  • Economia Brasileira Contemporânea
  • Economia do Setor Público
  • Economia Industrial
  • Economia Internacional
  • Economia Monetária e Mercados Financeiros
  • Economia Política
  • Economia Rural
  • Estatística Econômica
  • Estrutura e Análise das Demonstrações Financeiras
  • Filosofia e Ética Geral e Profissional
  • Formação Econômica no Brasil
  • História do Pensamento Econômico
  • História Econômica Geral
  • Macroeconomia e Contabilidade Geral
  • Matemática Aplicada
  • Matemática Financeira
  • Metodologia e Técnicas de Pesquisa em Economia
  • Microeconomia
  • Processos Administrativos
  • Sociologia e Antropologia em Economia
  • Técnicas de Negociação
  • Teoria da Contabilidade
  • Teorias da Administração

Perfil do profissional formado em Economia

Ao concluir a faculdade de Economia, o profissional está apto a:

  • Elaborar relatórios, estudos e análises.
  • Conduzir pesquisas.
  • Orientar investidores.
  • Criar produtos financeiros.
  • Prestar consultoria e assessoria financeira.
  • Avaliar o patrimônio econômico-financeiro de empresas.
  • Realizar estudos de mercado, de viabilidade e de impacto econômico.
  • Elaborar estudos e cálculos atuariais nos setores previdenciários e de seguros.
  • Realizar auditorias e fiscalizações de natureza econômico-financeiro.
  • Levantar informações de variação de preços para compor indicadores econômicos como, por exemplo, índices de inflação, desemprego ou custo de vida.

Mercado de trabalho para quem faz faculdade de Economia

A profissão de economista é regulamenta por lei. Para exercer suas atividades, o profissional deve ter diploma superior em uma instituição de ensino credenciada pelo MEC e obter um registro junto ao Conselho Regional de Economia (Corecon) do estado onde trabalha.

O mercado de trabalho para graduados em Economia é bastante competitivo. As melhores oportunidades de emprego estão nos grandes centros urbanos, principalmente nas áreas financeira e macroeconômica.

As multinacionais e indústrias costumam oferecer boas vagas para esses profissionais, uma vez que as mudanças políticas e econômicas de outros países influenciam diretamente no preço e na estratégia de empresas importadoras e exportadoras de produtos.

No setor privado, os maiores empregadores de economistas são bancos, seguradoras, financeiras e corretoras. O setor público ainda é o que mais contrata profissionais desta área para atuarem principalmente em secretarias estaduais, ministérios e bancos públicos, como o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e o Banco Central.

Onde estudar Economia

Confira algumas das principais instituições de ensino reconhecidas pelo MEC que oferecem o curso de Economia:

Universidades Privadas:

Universidades Públicas:

Veja também:

Quanto ganha um economista?

Pretende cursar uma faculdade de Economia? Quais as suas dúvidas em relação a esta profissão? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin