dcsimg

Saiba mais sobre a graduação em Direito

A relevância da profissão e o amplo mercado de trabalho fazem do Direito um dos cursos mais tradicionais e concorridos. Veja como funciona esta graduação!

direito-constitucional-compressor

O curso de Direito é uma das graduações mais antigas do Brasil e atrai um número cada vez maior de estudantes.

O que faz uma carreira tradicional ser tão atual? Uma das razões pode ser a sua capacidade de se reinventar para atender às necessidades da sociedade em mediar seus conflitos.

Quem cursa a graduação em Direito pode atuar em áreas diversas, tanto da advocacia quanto de órgãos ligados à Justiça.

Como funciona o curso de Direito

A graduação em Direito tem duração média de cinco anos. Pode ser oferecida em turmas diurnas ou noturnas, em instituições públicas e privadas em todo o país. Não há oferta na modalidade EAD, apenas para especializações.

Os primeiros anos do curso concentram as disciplinas da área de Humanas, como História, Antropologia, Teoria Política, Sociologia e Economia. Também começam as básicas do Direito, como Metodologia de Pesquisa, Teoria do Direito e Teoria Constitucional.

Ao longo da graduação, o estudante tem a oportunidade de conhecer as principais áreas do Direito:

  • Administrativo
  • Civil
  • Constitucional
  • Empresarial
  • Internacional
  • Penal
  • Trabalhista
  • Tributário

As universidades podem oferecer uma variedade grande de disciplinas eletivas, como por exemplo:

  • Direito Ambiental
  • Direito da Criança e do Adolescente
  • Direito da Informática
  • Direito Desportivo
  • Direito Eleitoral e Partidário
  • Direito Internacional
  • Direitos Humanos

Outras instituições buscam ampliar o leque de experiências para seus estudantes. Um exemplo é a disciplina “Oficina de Artes e Direito”, da Fundação Getúlio Vargas, que trabalha com estética e cultura para que o estudante aprenda a fazer leitura de cenários e construir seu repertório de interpretação.

Em muitas instituições o estágio não é obrigatório. Outras propõem a prática para incentivar o contato do estudante com a realidade com a qual irá trabalhar depois de formado.

Perfil do estudante

Para fazer o curso de Direito o estudante deve gostar de ler, ter motivação para aprender, desenvolver pensamento crítico e capacidade de argumentação. É importante também ter facilidade em disciplinas da área de Humanas. Recomenda-se estudar outros idiomas, não apenas para quem quer trabalhar com Direito Internacional.

Mesmo depois de formado, o profissional deve estudar permanentemente, atualizando seu conhecimento sobre a área jurídica. Também deve acompanhar os fatos e notícias que impactam a sociedade.

Mercado de trabalho

Ao se formar na graduação de Direito, o bacharel tem dois principais caminhos profissionais a seguir:

  • Carreira jurídica: pode fazer um concurso público e ingressar na carreira de assistente judiciário, delegado de polícia, promotor, procurador, juiz e desembargador.
  • Advocacia: pode atuar em escritório próprio, de terceiros ou de empresas, nas diversas áreas do Direito (trabalhista, financeira, penal, civil, etc.)

Uma das condições para exercer a profissão de advogado é passar pelo Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Como ocorre em várias profissões, a especialização é outro caminho bastante recomendado para quem pretende se aprofundar em uma área do Direito e ter acesso a outras oportunidades de trabalho.

Onde estudar a graduação em Direito

A graduação em Direito é uma das que tem maior oferta no país.  Se na década de 1990 havia 200 cursos, hoje são mais de 1.300. Esse incremento gerou uma mobilização da Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério da Educação. O resultado é que desde dezembro de 2014 a abertura de novos cursos passou a ter um controle mais rigoroso.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Direito:

Veja também:

Quanto ganha um advogado?

Você tem interesse em fazer a graduação em Direito? Conte pra gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin