dcsimg

As 21 melhores faculdades de Jornalismo do Brasil – 2017

O Brasil conta com uma oferta de quase 400 cursos de graduação em Jornalismo. Aqui selecionamos os melhores para você!

Seja atuando em meios de comunicação, assessorias de imprensa ou produtoras de conteúdo, o trabalho do jornalista é correr atrás da informação e levá-la ao público. Se você é uma pessoa curiosa e não gosta de ficar parado, Jornalismo pode ser a sua praia!

O Jornalismo vem passando por uma revolução nos últimos anos, graças às possibilidades da comunicação digital. Apesar de o diploma não ser mais obrigatório para exercer a profissão, uma boa faculdade pode preparar o profissional adequadamente para esse novo mundo da informação e facilitar a entrada no concorrido mercado de trabalho.

Entre as melhores, estão várias universidades federais e também faculdades privadas de grande tradição, como a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e a Faculdade Cásper Líbero.

Conheça o ranking com as melhores faculdades de Jornalismo do Brasil em 2017 e saiba mais sobre o mercado, a profissão e o curso!

Como é feito nosso ranking

Para elaborar este ranking fomos diretamente à fonte de informação mais confiável: o Ministério da Educação (MEC), que realiza avaliações periódicas em todos os cursos e instituições de ensino superior no Brasil.

As notas do MEC variam de 1 a 5, sendo que um 3 significa que a instituição atende plenamente aos requisitos de qualidade. Os itens analisados abrangem questões como:

  • Infraestrutura física: salas de aula, bibliotecas, anfiteatros, espaços de convivência e todos os itens da edificação propriamente dita.
  • Estrutura material: computadores, recursos audiovisuais, materiais dos laboratórios de fotografia, captação e edição de imagens, por exemplo.
  • Qualidade do corpo docente: currículo e titulação dos professores.
  • Estrutura didática: planos de ensino, proposta pedagógica e grade curricular, por exemplo.

Com esses dados em mãos, os especialistas do MEC pontuam os cursos, atribuindo notas divididas nos quesitos Conceito do Curso (CC) e Conceito Preliminar do Curso (CPC).

Há ainda a avaliação do Exame Nacional de Desempenho do Estudante (Enade), aplicado periodicamente aos alunos de determinadas carreiras. A intenção aqui é verificar se a transmissão dos conhecimentos durante o curso está acontecendo de forma eficiente.

Para o ranking que apresentamos a seguir, vamos considerar as notas de curso e as notas do Enade, que são os critérios utilizados pelo MEC. Vale lembrar que a cada ano a classificação pode mudar, de acordo com as visitas e os exames aplicados.

Melhores faculdades de Jornalismo do Brasil – 2017

Conheça a seguir as 21 melhores faculdades de Jornalismo do país:

Começamos com o único curso de Jornalismo que recebeu do MEC três notas máximas, ficando com 5 pontos em todos os quesitos (CC, CPC e Enade):

  • Escola Superior de Propaganda e Marketing de Porto Alegre (ESPM-POA)

Em seguida, vêm as instituições que obtiveram nota 5 em pelo menos dois dos conceitos avaliados pelo MEC:

  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade de Brasília (UNB)
  • Faculdade Cásper Líbero (FCL)
  • Faculdade de Economia e Finanças IBMEC (Faculdades IBMEC)

As que conseguiram pelo menos uma nota máxima são:

  • Escola Superior de Propaganda e Marketing do Rio de Janeiro (ESPM)
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Paulista (UNIP)
  • Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO)
  • Faculdade Canção Nova (FCN)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Centro Universitário da Grande Dourados (UNIGRAN)
  • Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP)
  • Centro Universitário Jorge Amado (UNIJORGE)
  • Faculdade Social da Bahia (FSBA)
  • Faculdade ESAMC Sorocaba (ESAMC)
  • Instituto Blumenauense de Ensino Superior (IBES)

Outros cursos de Jornalismo bem avaliados pelo MEC

Além das 21 melhores, vale a pena conhecer também outras instituições que receberam ótimas avaliações do MEC para seus cursos de Jornalismo.

As faculdades de Jornalismo destas instituições, por exemplo, receberam nota 3 no Enade, mas ficaram com a nota máxima (5) em pelo menos uma de suas avaliações de curso:

Já a próxima lista é composta por faculdades que obtiveram pelo menos uma nota 5 em uma das avaliações de seus cursos de Jornalismo e obtiveram conceito 3 no Enade:

  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Católica de Brasília (UCB)
  • Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
  • Centro Universitário Barão de Mauá (CBM)
  • Faculdades Integradas Barros Melo (FIBAM)
  • Faculdade Sul Brasil (FASUL)
  • Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU)
  • Universidade Universus Veritas Guarulhos (Univeritas UNG)
  • Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UNILESTEMG)

Por fim, aquelas instituições que chegaram a obter uma nota 4 nas avaliações de curso e também 4 no Enade:

  • Universidade de Franca (UNIFRAN)
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Universidade Veiga de Almeida (UVA)
  • Faculdades Integradas São Pedro (FAESA)
  • Centro Universitário UNIVATES (UNIVATES)
  • Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM)

Jornalismo: curso, profissão e mercado de trabalho

O Jornalismo é uma das profissões que mais mudanças tem sofrido com a chamada revolução digital. O modo como as pessoas se comunicam vem se alterando profundamente e isso, é claro, gera consequências na maneira de coletar e transmitir a informação – atividades que são a base do trabalho do jornalista.

Se muitos veículos impressos vêm fechando suas portas nos últimos anos, por outro lado inúmeros canais digitais surgem a cada dia, aumentando em escala progressiva as possibilidades de trabalho para o profissional do jornalismo que esteja atento e adaptado às novas formas de comunicação.

Segundo pesquisa da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), já beira os 50% o número de profissionais que trabalham no meio internet. Os outros 50% se dividem entre meios impressos, rádio, TV e outras mídias. A tendência é que essa porcentagem aumente, lembrando também que muitos jornalistas acumulam trabalho em mais de um meio de comunicação.

Dentro do Jornalismo, há várias funções específicas que o profissional pode desenvolver, como reportagem, redação, edição, produção de pautas, fotografia ou assessoria de imprensa, só para citarmos algumas. Seja qual for o trabalho, é importante saber adequar a linguagem da notícia ao público ao qual é destinada.

Os cursos de Jornalismo são oferecidos em grau de bacharelado e costumam durar quatro anos. Têm como base disciplinas relacionadas à Língua Portuguesa, Redação, Teoria da Comunicação e às ferramentas de edição de textos e imagens. Cada vez mais, também, é importante aprender sobre os mecanismos digitais de busca de informação e análise de resultados.

Embora a carga teórica seja grande e sólida, os bons cursos de Jornalismo oferecem ao aluno também uma quantidade considerável de atividades práticas, realizadas principalmente em laboratórios de fotografia e estúdios de gravação, edição e transmissão de imagens.

Nos semestres finais, o aluno deve elaborar e defender um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para se formar.

Veja também:

Vale a pena fazer Jornalismo? Descubra.

O que achou do ranking? Está pensando em fazer alguma dessas faculdades de Jornalismo? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin