dcsimg

Saiba quanto é a mensalidade de Direito nas principais faculdades

Descubra quanto será preciso investir para cursar Direito, uma das carreiras mais prestigiadas do Brasil!

Direito

Direito é o curso mais popular do Brasil. Com mais de 850 mil estudantes matriculados, está há décadas entre os primeiros na lista de cursos mais procurados do País.

Motivos para isso não faltam: a perspectiva de ganhar um bom salário é boa, a empregabilidade é alta, existem diversos concursos públicos para bacharéis em Direito e, além de tudo, ainda há um bom número de atividades que o profissional dessa área pode desempenhar.

Como resultado, o Brasil se tornou um dos países que mais têm profissionais de Direito no mundo. A oferta do curso é igualmente grande: é possível conseguir vaga em uma das 896 instituições de ensino que oferecem a graduação e fazer parte dos 853 mil estudantes que devem se formar nos próximos anos.

Tudo isso, claro, tem um custo. Quase 90% das faculdades de Direito são privadas e o número de vagas nas públicas é pequeno para suprir a demanda por essa formação.

Para ajudar você na busca pela faculdade ideal, fomos atrás das mensalidades de Direito nas principais faculdades do Brasil. Também encontramos diversas formas de pagar menos pelo curso e até de estudar de graça! Veja tudo isso a seguir.

Mensalidade de Direito nas principais faculdades

O valor médio da mensalidade de Direito nas principais faculdades particulares é de R$ 862.

A vantagem é que, como há muitas faculdades que oferecem o curso, os valores são bem variados. Há quem cobre mensalidades de R$ 500 e há quem peça mais de R$ 4.000 – é uma das maiores variações de preço entre as graduações brasileiras.

Para você não se perder em meio a tantas opções, separamos algumas faculdades por faixa de preço em diferentes cidades brasileiras. Confira e escolha a sua!

Faculdades de Direito com mensalidade até R$ 600

  • Universidade Nove de Julho (UNINOVE) – São Paulo (SP)
  • Faculdade Politécnica de Uberlândia (FPU) – Uberlândia (MG)
  • Instituto Vitória de Ensino e Cultura (IVEC) – Vitória (ES)
  • Faculdade Raimundo Marinho (FRM) – Maceió (AL)
  • Faculdade Sul-Americana (FASAM) – Goiânia (GO)
  • Faculdade Cenecista Ilha do Governador (FACIG) – Rio de Janeiro (RJ)
  • Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) – Juiz de Fora (MG)
  • Faculdade Fernão Dias (FAFE) – Osasco (SP)
  • Faculdade União Bandeirante (UNIBAN) – São José (SC)
  • Faculdade Católica de Rondônia (FCR) – Porto Velho (RO)

Faculdades de Direito com mensalidade entre R$ 601 e R$ 900

  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) – São Paulo (SP)
  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) – Osasco (SP), Valinhos (SP), Campinas (SP), Passo Fundo (RS), Bauru (SP)
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Campo dos Goytacazes (RJ), Queimados (RJ), Duque de Caxias (RJ), Cabo Frio (RJ), Rio de Janeiro (RJ), São João de Meriti (RJ), São Gonçalo (RJ), Juiz de Fora (MG), Macaé (RJ)
  • Universidade de Franca (UNIFRAN) – Franca (SP),
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) – Arapongas (PR), Bandeirantes (PR)
  • Faculdade de Tecnologia e Ciências de Vitória da Conquista (FTC) – Vitória da Conquista (BA)
  • Faculdade Salesiana do Nordeste (FASNE) – Recife (PE)
  • Instituto Cuiabá de Ensino e Cultura (ICEC) – Cuiabá (MT)
  • Universidade da Amazônia (UNAMA) – Belém (PA)
  • Faculdade Cearense (FAC) – Fortaleza (CE)

Faculdades de Direito com mensalidade entre R$ 1.001 e R$ 1.200

  • Faculdade Boa Viagem (FBV | DeVry) – Recife (PE)
  • Faculdade Nordeste (FANOR | DeVry) – Fortaleza (CE)
  • Centro Universitário do Distrito Federal (UDF) – Brasília (DF)
  • Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP) – Ribeirão Preto (SP)
  • Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) – Canoas (RS)
  • Centro Universitário Newton Paiva (NEWTON PAIVA) – Belo Horizonte (MG)
  • Centro Universitário do Maranhão (UNICEUMA) – São Luís (MA)
  • Centro Universitário do Norte (UNINORTE) – Manaus (AM)
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) – Betim (MG)
  • Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) – Campo Grande (MS)

Faculdades de Direito com mensalidade entre R$ 1.201 e R$ 1.500

  • Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE) – Campinas (SP)
  • Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA) – Belém (PA)
  • Escola Superior de Administração, Direito e Economia (ESADE) – Porto Alegre (RS)
  • Universidade de Cuiabá (UNIC) – Cuiabá (MT)
  • Centro Universitário Jorge Amado (UNIJORGE) – Salvador (BA)
  • Faculdade de Estudos Administrativos de Minas Gerais (FEAD-MG) – Belo Horizonte (MG)
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) – Londrina (PR)
  • Faculdade Farias Brito (FFB) – Fortaleza (CE)
  • Universidade Salvador (UNIFACS) – Salvador (BA)
  • Centro Universitário Barão de Mauá (CBM) – Ribeirão Preto (SP)

Faculdades de Direito com mensalidade acima de R$ 1.500

  • Faculdade Diadema (FAD) – Diadema (SP)
  • Escola de Direito de São Paulo (DIREITO GV) – São Paulo (SP)
  • Faculdade Baiana de Direito e Gestão (FBDG) – Salvador (BA)
  • Faculdade Ibmec (IBMEC) – Belo Horizonte (MG)
  • Faculdades Integradas de Vitória (FDV) – Vitória (ES)
  • Centro Universitário Univates (UNIVATES) – Lajeado (RS)
  • Faculdade Assis Gurgacz (FAG) – Cascavel (PR)
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Rio de Janeiro (RJ)
  • Escola Superior do Ministério Público (FMP) – Porto Alegre (RS)
  • Faculdade Politécnica de Campinas (POLICAMP) – Campinas (SP)

Tem como estudar Direito pagando menos?

Sim, existem algumas alternativas para quem quer fazer Direito e está com o bolso apertado.

As mais conhecidas são os programas governamentais de acesso ao ensino superior: ProUni e FIES. As faculdades particulares, especialmente as grandes redes de ensino, também oferecem opções interessantes para amenizar o peso das mensalidades no orçamento.

Conheça:

FIES – o programa de financiamento estudantil do Governo Federal oferece juros baixos e prazo longo para pagamento. Com ele, alunos de baixa renda conseguem financiar boa parte da faculdade e começam a pagar a dívida só depois da formatura. É uma facilidade e tanto para quem não pode mais esperar para fazer um curso superior. Conseguir o benefício, no entanto, não é tão fácil quanto parece. Para entrar no processo seletivo é preciso ter feito qualquer Enem a partir de 2010 e apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos nas provas objetivas, com nota acima de zero na redação. O candidato também terá que se encaixar nos critérios de renda estipulados pelo Ministério da Educação. A concorrência costuma ser bastante alta, especialmente para o curso de Direito. As inscrições abrem duas vezes por ano, no início de cada semestre letivo.

ProUni – O Programa Universidade para Todos permite que estudantes de baixa renda estudem em faculdades particulares bem avaliadas pelo MEC por meio de bolsas integrais ou parciais. Para entrar na disputa pelo benefício o candidato precisa ter feito o Enem mais recente, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. O ProUni é ainda mais restrito que o FIES, pois exige que o aluno se encaixe em critérios predeterminados de renda e escolaridade. A concorrência para conseguir uma bolsa em Direito é feroz – portanto, quanto maior for a nota do Enem, maiores as chances. A seleção ocorre duas vezes ao ano, nos meses de janeiro e junho. Quem já tem diploma de nível superior não pode entrar na disputa, mesmo que se encaixe nos demais critérios.

Parcelamento das mensalidades – muitas universidades têm seus próprios programas de parcelamento das mensalidades, alguns sem juros e sem burocracia no momento de adesão. Confira a disponibilidade junto à instituição do seu interesse.

Desconto nas mensalidades – boa parte das instituições que oferecem o curso de Direito tem algum programa de desconto nas mensalidades, seja para quem paga o boleto em dia, para transferência de novos alunos ou para quem trabalha em empresas conveniadas. Consulte o departamento financeiro da faculdade onde quer estudar para conhecer todas as opções.

Dá para estudar Direito a distância?

Buscar um curso a distância tem se tornado uma alternativa cada vez mais popular para estudar com mais economia. Só que, infelizmente, o curso de Direito ainda não está disponível nessa modalidade. Também não há previsão de quando isso pode acontecer.

Veja também:

Vale a pena fazer Direito? Descubra

Está buscando uma faculdade de Direito mais em conta? O que achou da nossa lista? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin