dcsimg

Saiba qual a mensalidade de Medicina nas principais faculdades

Descubra qual é o investimento necessário para ser médico – uma das carreiras mais lucrativas do País!

Medicina

Medicina é, sem dúvida, um dos cursos mais cobiçados do Brasil e não é difícil entender o porquê: está entre as profissões mais bem remuneradas do País e sobram oportunidades de trabalho em todas as especialidades.

Só que fazer parte desse universo não é nada fácil. A concorrência para entrar no curso de Medicina em universidades públicas está sempre nas alturas. Não é raro encontrar vestibulares com mais de 200 alunos disputando uma única vaga.

Das 224 instituições que oferecem o curso no Brasil, 61% são privadas – o que equivale a 183 faculdades. Ou seja: mais da metade dos 127 mil estudantes de Medicina no Brasil têm que pagar para estudar.

As mensalidades de Medicina são, disparado, as mais caras do Brasil. É por isso que tanta gente recorre a programas de bolsas e financiamentos para conseguir realizar o sonho de ser médico.

Para ajudar você a entender melhor quanto será necessário investir para seguir essa carreira, fomos atrás do valor da mensalidade de Medicina nas principais faculdades do Brasil. Também explicamos como participar dos programas que permitem estudar de graça em instituições particulares bem avaliadas pelo Ministério da Educação. Confira!

Mensalidade de Medicina nas principais faculdades

O valor médio do curso de Medicina em uma faculdade particular é de R$ 5.300! Não, você não leu errado: é caro assim mesmo!

Aqui também existe uma grande variação nos preços. O mais barato está na faixa dos R$ 3.500 e o mais caro se aproxima de R$ 9.000 por mês.

Além disso, Medicina também é um curso longo. São seis anos de graduação seguidos de mais dois ou três de especialização (para quem quer se aprimorar em uma área determinada, como Oftalmologia, Ginecologia, Cirurgia Plástica, Pediatria, etc.).

Conheça algumas instituições distribuídas em diferentes faixas de valores:

Cursos de Medicina com mensalidade até R$ 5.000

  • Faculdade Boa Viagem (FBV | DeVry) – Recife (PE)
  • Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP) – Salvador (BA)
  • Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) – Lages (SC)
  • Faculdade Evangélica do Paraná (FEPAR) – Curitiba (PR)
  • Centro Universitário de Araraquara (UNIARA) – Araraquara (SP)
  • Universidade Católica de Pelotas (UCPEL) – Pelotas (RS)
  • Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal (FACIMED) – Cacoal (RO)
  • Universidade Potiguar (UNP) – Natal (RN)
  • Universidade Católica de Brasília (UCB) – Brasília (DF)
  • Faculdade Brasileira (UNIVIX) – Vitória (ES)

Cursos de Medicina com mensalidade entre R$ 5.001 e R$ 6.000

  • Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Rio de Janeiro (RJ)
  • Universidade de Fortaleza (UNIFOR) – Fortaleza (CE)
  • Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) – Campinas (SP)
  • Universidade Católica de Goiás (UCG) – Goiânia (GO)
  • Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA) – Belém (PA)
  • Centro Universitário São Camilo (SÃO CAMILO) – São Paulo (SP)
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) – Porto Alegre (RS)
  • Faculdade de Ciências Médicas de Campina Grande (FCM) – Campina Grande (PB)
  • Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP) – Petrópolis (RJ)
  • Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE) – Joinville (SC)

Cursos de Medicina com mensalidade entre R$ 6.001 e R$ 7.000

  • Universidade Cidade de São Paulo (UNICID) – São Paulo (SP)
  • Faculdade de Minas (FAMINAS-BH) – Belo Horizonte (MG)
  • Universidade Anhembi Morumbi (UAM) – São Paulo (SP)
  • Faculdade de Medicina Nova Esperança (FAMENE) – João Pessoa (PB)
  • Universidade Iguaçu (UNIG) – Nova Iguaçu (RJ)
  • Universidade de Cuiabá (UNIC) – Cuiabá (MT)
  • Centro Universitário do Maranhão (UNICEUMA) – São Luís (MA)
  • Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) – Juiz de Fora (MG)
  • Faculdade Assis Gurgacz (FAG) – Cascavel (PR)
  • Faculdade das Américas (FAM) – São Paulo (SP)

Cursos de Medicina que custam acima de R$ 7.000

  • Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) – Presidente Prudente (SP)
  • Centro Universitário Nilton Lins (UNINILTONLINS) – Manaus (AM)
  • Universidade de Marília (UNIMAR) – Marília (SP)

Por que o curso de Medicina é tão caro?

Medicina é um curso com muitas atividades práticas, que exigem investimento em laboratórios super especializados, equipamentos de última geração (muitas vezes importados), manutenção diária de substâncias e aparelhos, cuidado com o material humano usado nos estudos de Anatomia, custos com refrigeração, eletricidade, etc.

Fora isso, a universidade ainda tem que contratar um corpo docente muito bem qualificado. Nada disso custa barato.

A boa notícia é que o investimento em Medicina se paga no médio prazo. Quem se forma nesse curso tem condições de conseguir um bom salário no serviço público ou na iniciativa privada.

Dá para estudar Medicina pagando menos?

Sim, existem duas grandes iniciativas do Governo Federal de incentivo à formação de nível superior que incluem Medicina.

A primeira delas é o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos integrais e parciais a estudantes de baixa renda em faculdades particulares. Para concorrer a uma bolsa é preciso participar do processo seletivo, que acontece duas vezes ao ano. O requisito é ter feito o Enem mais recente, com desempenho de pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação. O candidato também terá que se encaixar em determinados critérios de renda e escolaridade. A concorrência no ProUni é altíssima e para conquistar uma vaga em Medicina é preciso chegar na disputa com uma nota bem mais alta que a mínima exigida.

Outra alternativa é o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Com ele é possível financiar a faculdade a juros baixos e prazo a perder de vista. A dívida será cobrada somente depois da formatura, quando o estudante já estiver bem posicionado no mercado de trabalho. Para concorrer ao FIES, o candidato precisa ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com desempenho de pelo menos 450 pontos nas provas e nota acima de zero na redação. Também há um critério de renda familiar máxima permitida. As inscrições abrem duas vezes por ano. A concorrência para uma vaga do FIES em Medicina é acirrada e quem apresentar as maiores notas tem mais chances de ganhar.

Existe curso de Medicina a distância?

Os cursos a distância são uma alternativa mais econômica para quem busca fazer um curso superior. Seria uma saída para as milhares de pessoas que querem fazer Medicina, mas infelizmente a graduação está disponível apenas na modalidade presencial.

Quem quer atuar na área da Saúde pode optar pelos cursos de Enfermagem, Nutrição ou Fisioterapia – esses sim estão disponíveis no formato EAD, embora ainda em poucas universidades.

Veja também:

Qual é o salário de Medicina?

O que achou das mensalidades de Medicina? Vai tentar alguma alternativa para fazer o curso? Conte para a gente!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin