dcsimg

O que é Engenharia Civil, afinal? Saiba tudo sobre este curso

Conheça em detalhes o curso de Engenharia Civil, como entrar, a concorrência, o mercado de trabalho e as faculdades que oferecem a graduação!

Engenharia Civil

Engenharia Civil nunca sai de moda. A expansão da infraestrutura básica do País, que inclui estradas, portos, aeroportos e edificações em geral, segue crescendo independentemente da crise. Eventos de recentes grande porte, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, ajudaram a dar um gás extra na carreira.

Quem quiser embarcar nessa profissão vai encontrar muitas vantagens: bons salários, grande oferta de empregos e oportunidades em todas as regiões do Brasil.

Não é à toa que os cursos de Engenharia Civil são cada vez mais procurados. De acordo com o último Censo da Educação Superior, a concorrência média nas universidades públicas tem sido de 26 candidatos por vaga.

Ser você está interessado nessa graduação, veja o que é preciso fazer para conseguir uma vaga, como é o curso de Engenharia Civil, o que se estuda, quanto custa e muito mais!

Sobre o curso de Engenharia Civil

Engenharia Civil é um bacharelado com cinco anos de duração. Atualmente está disponível em 108 universidades públicas e 474 particulares.

Só consegue entrar em Engenharia quem investe pesado nos estudos. A graduação está entre as mais concorridas do Brasil e, por isso, a nota mínima para entrar é super alta.

Passar no vestibular é só a primeira etapa – e a mais fácil, acredite se quiser. O curso é considerado um dos mais difíceis das engenharias e exige dedicação integral por parte dos alunos. São cinco anos de pauleira, para ser mais realista.

Se você quer seguir essa carreira, venha preparado para dedicar-se de corpo e alma aos estudos. Ao longo da graduação são vistas dezenas de disciplinas das Ciências Exatas, algumas delas bastante específicas da área.

Veja alguns exemplos do que se estuda em Engenharia Civil:

  • Administração
  • Álgebra Linear
  • Algoritmos e Programação
  • Cálculo
  • Desenho Técnico
  • Direito e Ética no Trabalho
  • Eletricidade
  • Engenharia Econômica
  • Ergonomia e Segurança do Trabalho
  • Estatística
  • Estradas
  • Estruturas de Aço
  • Estruturas de Concreto
  • Estruturas de Madeira
  • Estruturas Metálicas
  • Fenômenos de Transporte
  • Física
  • Fundações
  • Geociências
  • Hidráulica Geral
  • Materiais de Construção Civil
  • Mecânica dos Solos
  • Mecânica Geral
  • Processos de Gestão de Obras e Projetos
  • Projeto e Construção de Estradas
  • Resistência dos Materiais
  • Saneamento Ambiental
  • Saneamento Básico
  • Sistemas, Métodos e Processos de Construção Civil
  • Tecnologia da Construção
  • Topografia
  • Transportes e Logística

Lembre-se de que a ordem e o nome das disciplinas podem variar de acordo com a faculdade.

Dá para estudar Engenharia Civil a distância?

Sim, já existem algumas instituições de ensino que oferecem a graduação em Engenharia Civil no formato EAD.

À primeira vista parece estranho imaginar uma graduação tão cheia de atividades práticas ser feita a distância. Mas a lógica aqui é muito simples: toda a parte teórica do curso é apresentada pela internet, em um ambiente virtual de aprendizagem – onde o estudante tem acesso a materiais didáticos, aulas em vídeo, contato direto com professores e tutores, chats, fóruns e um monte de outras ferramentas e facilidades para tornar o aprendizado mais interessante.

Já as aulas práticas do curso são vistas em laboratórios disponíveis nos polos de apoio das faculdades espalhados pelo País.

Vale lembrar que o diploma de um curso a distância emitido por uma instituição credenciada pelo Ministério da Educação vale tanto quanto o presencial.

Quanto custa estudar Engenharia Civil?

Aqui temos uma notícia menos animadora. Estudar Engenharia Civil não é barato. O valor médio da mensalidade no Brasil é de R$ 1.100, podendo ser encontrado em algumas instituições por R$ 700 e em outras por mais de R$ 3.000.

Uma alternativa mais em conta são os cursos a distância, que têm mensalidades na casa dos R$ 650.

O ideal é consultar a faculdade onde você gostaria de estudar para saber o valor exato das mensalidades e ainda ficar por dentro dos programas de bolsas e descontos oferecidos.

Mercado de trabalho para Engenharia Civil

O mercado de trabalho para engenheiros civis tem inúmeras oportunidades. Claro, a atual situação econômica do País deu uma esfriada no ritmo de contratações, mas ainda assim é difícil encontrar um bom profissional da área sem emprego.

O campo de trabalho é bastante diversificado, com possibilidades de atuação em frentes como:

  • Empreiteiras
  • Mineradoras
  • Construtoras
  • Escritórios especializados
  • Consultorias
  • Serviço público
  • Incorporadoras

Uma observação interessante: Engenharia é uma das poucas profissões com oportunidades em todo o País, de Norte a Sul. As vagas não estão concentradas apenas nos grandes centros urbanos (leia-se região Sudeste). Além disso, a pesquisa salarial do site de empregos Catho ainda revela que os salários são muito similares em todo o território nacional, seja em Rondônia ou em São Paulo.

No Brasil, a profissão é regulamenta por lei. Quem quiser seguir carreira como engenheiro civil tem que fazer a graduação em em uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC e, na sequência, obter o registro profissional junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do estado onde vai atuar.

Formações alternativas em Engenharia Civil

Quem gosta da área de Engenharia Civil mas quer entrar mais rapidamente no mercado de trabalho pode optar por um curso superior de tecnologia, ou tecnólogo.

São graduações de curto prazo (dois a três anos, em média) que formam profissionais especializados em uma atividade do mercado.

Ligadas à Engenharia Civil, temos as seguintes alternativas:

  • Construção de Edifícios
  • Controle de Obras
  • Estradas
  • Material de Construção
  • Obras Hidráulicas

É preciso deixar claro que os tecnólogos não têm as mesmas atribuições de um engenheiro. Eles não podem assinar ou responder por uma obra, por exemplo. São profissões complementares.

O diploma é de nível superior e habilita o portador a concorrer a vagas que exijam essa escolaridade, disputar concursos públicos e fazer pós-graduações.

Onde estudar Engenharia Civil

Atualmente, o curso de Engenharia Civil está disponível em 583 instituições e conta com 356 mil alunos matriculados. Se você achou muito, saiba que uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica (Ipea) revelou que o Brasil vai precisar, até 2020, da força de trabalho de mais de um milhão de engenheiros!

Ou seja: ainda há um longo caminho a percorrer!

Seja para estudar da forma tradicional ou a distância, o importante é escolher uma instituição de ensino credenciada e bem avaliada pelo MEC. Só isso irá garantir uma boa entrada no mercado de trabalho.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de Engenharia Civil:

As faculdades a seguir também oferecem o curso de Engenharia Civil a distância com o reconhecimento do MEC:

Veja também:

Qual o salário de Engenharia Civil?

Está a fim de fazer Engenharia Civil? O que achou do curso e do mercado de trabalho? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin