dcsimg

Saiba qual o preço da faculdade de Medicina

Descubra quanto custa estudar Medicina no Brasil e quais as alternativas para conseguir uma bolsa ou financiamento do governo federal!

Descubra quanto custa uma faculdade de Medicina

O curso de Medicina é o mais caro do País. Quem quiser se tornar médico precisa assumir mensalidades salgadas ao longo da graduação, que dura seis anos. A conta fica ainda mais pesada porque as aulas acontecem em período integral e, por isso, os alunos não conseguem trabalhar para custear a faculdade.

Se você pretende cursar Medicina numa universidade privada, pode seguir um destes caminhos: reservar algum dinheiro para pagar a formação, conseguir uma bolsa de estudos ou tentar um financiamento do Governo Federal para ajudar a pagar as mensalidades.

A boa notícia é que a carreira em Medicina é um ótimo investimento, com retorno em curto prazo no Brasil. Os médicos têm alta empregabilidade em todas as especialidades e umas das maiores médias salariais do País.

Veja quanto custa estudar Medicina e quais as alternativas para conseguir uma ajuda financeira do Governo Federal!

O preço da faculdade de Medicina

Quem opta pelo curso de Medicina deve estar preparado para investir bastante na formação profissional. O valor das mensalidades em faculdades privadas varia de R$ 3,2 mil a R$ 9,1 mil. A maioria delas está na faixa entre R$ 5 mil e R$ 7 mil. Confira:

Faculdades de Medicina com preço entre R$ 3 mil e R$ 4 mil

  • Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP) – Salvador (BA)
  • Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) – Lages (SC)
  • Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí (NOVAFAPI) – Teresina (PI)

Faculdades de Medicina com preço entre R$ 4 mil e R$ 5 mil

  • Centro Universitário de Anápolis (UniEVANGÉLICA) – Goiás (GO)
  • Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) – Canoas (RS)
  • Faculdade de Saúde e Ecologia Humana (FASEH) – Vespasiano (MG)
  • Centro Universitário Vila Velha (UVV) – Vila Velha (ES)
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) – Curitiba (PR)
  • Universidade São Francisco (USF) – Bragança Paulista (SP)

Faculdades de Medicina com preço entre R$ 5 mil e R$ 6 mil

  • Universidade Estácio de Sá (UNESA)  – Rio de Janeiro (RJ)
  • Centro Universitário UNISEB (UNISEB-Estácio) – Ribeirão Preto (SP)
  • Centro de Estudos Superiores de Maceió (CESMAC) – Maceió (AL)
  • Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína (FAHESA/ITPAC) – Araguaína (TO)
  • Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE) – Joinville (SC)
  • Faculdade Christus (CHRISTUS) – Fortaleza (CE)

Faculdades de Medicina com preço entre R$ 6 mil e R$ 7 mil

Faculdades de Medicina com preço acima de R$ 7 mil

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA-UNIDERP)  – Campo Grande (MS)
  • Centro Universitário Nilton Lins (UNINILTONLINS) – Manaus (AM)
  • Universidade de Marília (UNIMAR) – Marília (SP)
  • Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic (SILMANDIC) – Campinas (SP)

Custos extras da faculdade de Medicina

Além do compromisso com as mensalidades, os estudantes precisam se preparar para as despesas extras do curso. Os custos com moradia, transporte e alimentação variam muito de acordo com a região e o estilo de vida de cada um: se moram com os pais, se dividem a casa com colegas, como se deslocam até a universidade.

De qualquer forma, existe outro componente no orçamento do curso de Medicina que todos os estudantes devem encarar: o material didático. Ao longo da formação é necessário adquirir instrumentos como aparelho de medir pressão, termômetro, estetoscópio, jaleco.

E ainda tem os livros. Não dá para economizar na literatura especializada! Os livros de Medicina estão entre os mais caros de todas as profissões. A recomendação é adquirir exemplares utilizados por veteranos do curso ou comprar em conjunto com colegas.

Por que é tão caro estudar Medicina?

Para oferecer o curso de Medicina as faculdades precisam investir muito dinheiro em infraestrutura e pessoal. Esta graduação tem muitas atividades em laboratórios, consultórios e clínicas que são equipadas com materiais extremamente caros, desenvolvidos com alta tecnologia. Muitos deles são importados. Um exemplo são os protótipos humanos que simulam as funções de um paciente real. Microscópios de alta precisão, compostos químicos e medicamentos contribuem para aumentar esta conta.

A equipe de professores de Medicina também custa caro para as faculdades. São profissionais com experiência, especializados em diferentes áreas e com boa remuneração no mercado.

Como pagar a faculdade de Medicina?

Os custos da faculdade são altos, mas se você se programar para pagar as mensalidades em dia pode obter vantagens. Grande parte das instituições oferece descontos que podem ser de até 10% para os pagamentos feitos dentro do vencimento.

Outra dica é pesquisar se a universidade oferece descontos na matrícula e nas mensalidades iniciais por conta do bom desempenho do aluno no Enem. Acredite: esta prática existe e pode atenuar bastante as despesas, especialmente nos primeiros semestres do curso.

Ainda assim, o fato é que muitos dos estudantes que pretendem estudar Medicina no Brasil não dispõem de recursos financeiros para pagar as mensalidades das universidades privadas. Por isso há alternativas para obter um auxílio junto ao Governo Federal. Confira:

  • ProUni – por meio do Programa Universidade Para Todos (ProUni) é possível conseguir bolsas integrais ou parciais para estudar em faculdades privadas. A nota do Enem é o principal critério de classificação e quanto melhor for o desempenho do candidato no Exame, maiores as chances de ganhar a bolsa. As inscrições para o ProUni acontecem duas vezes por ano, no primeiro e no segundo semestre. Para participar é necessário cumprir alguns requisitos de escolaridade e ter renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos por pessoa.
  • FIES – O FIES é um financiamento estudantil com juros baixos. Os estudantes beneficiados começam a pagar a dívida somente depois de formados. O curso de Medicina tem prioridade na distribuição de financiamentos pelo FIES, mas o governo vem tornando mais rígidas as regras para participar, ano após ano. É importante conferir a nota mínima exigida no Enem e a renda familiar necessária para participar no site do FIES.

Veja também:

Curso de Medicina: carreira, mercado e onde estudar

Você pretende estudar Medicina? Vai se inscrever em algum programa de ajuda para pagar a mensalidade? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin