dcsimg

Descubra quanto tempo dura a faculdade de Gastronomia

A duração do curso de Gastronomia vai variar de acordo com a sua escolha. Conheça todas as opções disponíveis!

Gastronomia é uma área que está com tudo. Nunca se viu o brasileiro falar tanto em comida, frequentar tantos restaurantes e desbravar sabores inteiramente novos.

Esse fascínio que a comida exerce sobre nós, aliado a um mercado efervescente, acaba atraindo milhares de alunos aos cursos de Gastronomia todos os anos! Atualmente a graduação que forma chefs de cozinha tem mais de 30 mil estudantes matriculados, de acordo com o mais recente Censo da Educação Superior.

Encontrar uma faculdade Gastronomia hoje já não é mais mistério. Há um tanto de faculdades públicas e privadas que oferecem essa formação pelo Brasil.

Só que é preciso ficar atento a um detalhe importante. Gastronomia está disponível em diferentes graus de formação. Além das abordagens diferentes, eles têm também uma carga horária bem distinta.

Quem tem planos de entrar com o pé direito na área de Gastronomia precisa saber disso e entender muito bem a diferença básica entre os dois. A gente vai explicar tudo nos mínimos detalhes e ainda mostrar quanto tempo dura cada um. Assim você poderá fazer a escolha adequada para os seus objetivos.

Veja a seguir!

Duração do curso de Gastronomia

O curso de Gastronomia pode ser encontrado em dois graus diferentes de formação: o bacharelado e o tecnológico.

E existem diferenças importantes entre eles.

Entenda:

  • Tecnológicos: Constituem a maioria dos cursos de Gastronomia disponíveis hoje no Brasil. Eles são mais rápidos e focados na prática profissional. O diploma obtido aqui é de nível superior e tem boa aceitação no mercado. O aluno do tecnológico aprende as principais técnicas de preparação de alimentos e a fazer a gestão de empreendimentos na área.
  • Bacharelados: São cursos mais amplos e, consequentemente, mais longos. Além de ensinar os alunos a cozinharem, geralmente esse tipo de formação tem uma abordagem forte na parte de gestão de negócios na área gastronômica.

Os cursos de bacharelado têm tempo de estudos bem variado. A carga horária mínima pode ir de 2.400 a 3.000 horas – o que dá em torno de três anos e meio a quatro anos de estudos.

Os tecnológicos têm uma carga horária mínima bem mais enxuta, de 1.800 horas. Isso faz com que a graduação possa ser concluída em apenas dois anos.

E se você acha que dá para fazer um curso de Gastronomia em ainda menos tempo, nós temos a resposta – mas só no próximo tópico.

Como é o curso de Gastronomia

Seus anos de estudos em Gastronomia serão super divertidos. É que o curso é muito prático, com uma carga horária considerável de atividades em cozinhas industriais. A ideia é que o aluno domine as principais técnicas de preparo e montagem de pratos, harmonização de bebidas, produção de sobremesas, preparação de eventos gastronômicos, etc.

Como a gente adiantou lá no começo, a gestão também ocupa uma parte relevante da carga horária – porque não basta saber cozinhar: é preciso também dominar técnicas para abrir e manter estabelecimentos no setor.

Quando você começar a procurar o curso, vai ver que grande parte da oferta é de tecnólogos. Os bacharelados podem ser encontrados principalmente na rede pública de ensino e em um número bem pequeno de faculdades.

Porém, tanto o bacharel quanto o tecnólogo encontram um mercado bastante diversificado ao sair da faculdade. O curso permite atuar em restaurantes, navios, hotéis, resorts, confeitarias, padarias, bares, food trucks e em buffets de festas. O trabalho autônomo aqui também é muito comum, com profissionais atuando como consultores ou atendendo, às vezes de casa, a pequenas demandas.

O diploma não é obrigatório para atuar na área. Porém, com a crescente modernização do setor e o aumento da concorrência, o documento pode ser um belíssimo diferencial na hora de tentar uma vaga de emprego.

Faculdades de Gastronomia reconhecidas pelo MEC

Por todo o Brasil existe mais de uma centena de faculdades de Gastronomia. Juntas, elas oferecem mais de 20 mil vagas anualmente.

Mais de 90% delas estão na rede particular de ensino. Então é provável que você tenha que se preparar para mexer no bolso caso esteja decidido a cursar Gastronomia.

É preciso ficar atento também à grade curricular das faculdades. Algumas têm foco mais na elaboração de pratos, outras na gestão. Para não ter suas expectativas frustradas, é bom saber exatamente o que você vai encontrar.

Além disso, a instituição precisa dispor de infraestrutura adequada e ter um bom nome junto ao mercado de Gastronomia.

A gente nem precisa dizer que é essencial verificar se a faculdade escolhida é reconhecida pelo MEC, certo? O motivo: sem esse reconhecimento, seu diploma não terá validade no mercado de trabalho.

Encontramos algumas faculdades que se encaixam certinho no que você procura.

Dê uma olhada:

Curso de Gastronomia a distância

Uma alternativa super viável para quem precisa conciliar os estudos com outras atividades é tentar o curso a distância em Gastronomia.

Sim, essa opção existe e está disponível em grau de tecnólogo.

Claro que ainda não criaram uma tecnologia capaz de ensinar técnicas avançadas de gastronomia virtualmente, mas a parte teórica dá para estudar com a ajuda de um computador tranquilamente.

As aulas em cozinhas industriais e laboratórios continuam no formato presencial, com professores, tutores e alunos colocando a mão na massa para valer.

Enquanto isso, as disciplinas mais teóricas podem ser estudadas de qualquer lugar, dentro da rotina do estudante, com toda flexibilidade que o formato oferece.

Com tanta facilidade à disposição, é comum as pessoas acharem que o curso a distância pode ser concluído num piscar de olhos. Mas isso não é possível. A carga horária mínima definida pelo Ministério da Educação deve ser cumprida, independentemente do formato da graduação.

Ou seja, Gastronomia a distância tem as mesmas 1.800 horas de aula, ou pelo menos dois anos de estudos.

A opção ainda é oferecida por poucas faculdades no Brasil, como a Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) e a Universidade Cidade de São Paulo (UNICID), por exemplo, mas consegue chegar a inúmeras cidades. Quem estuda Gastronomia a distância em uma instituição reconhecida pelo MEC termina os estudos com um diploma reconhecido no mercado de trabalho.

Mas se o seu lance for algo realmente rápido, de um ano, no máximo, você não vai encontrar opções de nível superior. Nesse caso a solução é entrar em um dos milhares de cursos livres oferecidos pelas tantas escolas de culinária no Brasil.

Ou seja, Gastronomia em tempo recorde somente nos cursos livres mesmo.

Veja também:

Saiba o que se estuda em Gastronomia

Vai se lançar no fascinante mundo da Gastronomia? Conte para a gente em qual faculdade você gostaria de estudar!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin