dcsimg

Descubra quanto tempo dura a faculdade de Veterinária

É preciso estudar bastante até obter o diploma de médico veterinário. Sabe quantos anos? Veja tudo aqui!

O brasileiro adora animais. Essa afirmação é tão verdadeira que nós somos o país que mais tem veterinários em atuação no mundo. São mais de 100 mil profissionais espalhados por todo o território nacional.

Só isso já dá motivo para a gente imaginar que a busca pelo curso de Veterinária segue o mesmo ritmo do crescimento da profissão.

O que muita gente não imagina é que o veterinário pode desempenhar várias outras atividades, muito além do que estamos acostumados a ver. Cuidar de cães e gatos e prestar atendimento em clínicas especializadas constituem uma parte importante da profissão, mas não são as únicas.

Você sabia, por exemplo, que o veterinário pode trabalhar na indústria alimentícia? Ou com inspeção sanitária? Que é peça fundamental para o sucesso do setor agropecuário, fatia importante da economia brasileira?

Pois é, mas até conseguir chegar lá é preciso dedicar-se bastante aos estudos, encarando disciplinas pesadas por vários e vários semestres.

Se você está com ideia de estudar Medicina Veterinária, precisa saber algumas informações importantes: quanto tempo dura o curso, as alternativas disponíveis e as faculdades mais legais onde descolar uma vaga já no próximo processo seletivo. Veja tudo isso a seguir!

Duração do curso de Veterinária

O curso de Medicina Veterinária precisa oferecer uma carga mínima de 4.000 horas de aulas. Isso dá exatamente cinco anos de estudos. O número é determinado pelo Ministério da Educação (MEC) e todas as faculdades que têm autorização para oferecer o curso precisam segui-lo.

Cinco anos é bastante tempo sabe-se que muita gente quer entrar no mercado de trabalho o quanto antes. Por isso é comum as pessoas procurarem alternativas mais rápidas.

Será que elas existem? Vamos ver na sequência.

Sobre o curso de Veterinária a distância

Você sabia que já existem cursos de Veterinária a distância?

A decisão de autorizar a graduação neste formato gerou uma enorme polêmica junto a entidades do setor, mas o fato é que algumas poucas faculdades já estão, aos poucos, se preparando para oferecer vagas em Veterinária a distância.

Como a novidade é muito recente, pode ser que ainda não existam turmas disponíveis quando você for procurar.

Provavelmente o curso será ofertado no modelo semipresencial, no qual apenas as disciplinas mais teóricas podem ser feitas de casa, com a ajuda de um ambiente virtual de aprendizagem. A outra parte é realizada da forma tradicional, em laboratórios, fazendas, criadouros e clínicas especializadas.

Diante desse cenário totalmente novo, a gente já se empolga pensando que vai poder se aproveitar da flexibilidade do ensino a distância para dar aquela encurtada no curso.

Será que dá?

Na realidade não é bem assim. O MEC determina a mesma carga horária tanto para cursos presenciais quanto a distância. Portanto, quem estudar Veterinária EAD deverá cumprir as mesmas 4.000 horas de aulas, ou cinco anos de estudos.

Mas não desista ainda. A gente vai revelar a seguir quais são as alternativas para entrar mais rápido nesse mercado.

Cursos na área de Veterinária que você pode fazer mais rapidamente

Os cursos de tecnólogo duram entre 2 e 3 anos. Entre eles podemos encontrar algumas opções que permitem atuar em áreas ligadas à Veterinária.

Essas graduações têm várias vantagens. Primeiro, o diploma é de nível superior. Segundo, a empregabilidade para quem se forma aqui é super alta, já que são cursos focados em áreas-chave do mercado de trabalho. Por fim, como já falamos, podem ser concluídos em pouco tempo.

Na área mais próxima da Veterinária encontramos dois cursos afins.

O primeiro deles é o Tecnologia em Laticínios. Com três anos de duração, ensina os processos relacionados à produção, beneficiamento e conservação de leites e derivados. Durante os estudos, o aluno terá que lidar com animais.

A outra opção é o de Produção Pesqueira. Esse é ainda mais curto, com dois anos em meio de duração. O aluno desenvolverá as habilidades necessárias para lidar com coleta, beneficiamento, armazenamento e comercialização de pescados.

Não são exatamente cursos super populares, mas dependendo de onde você morar – e da vocação econômica da região – essas opções podem estar disponíveis. Dê uma pesquisada.

Não custa lembrar que o tecnólogo – seja em Laticínios ou Produção Pesqueira – não tem o mesmo escopo de atuação que o bacharel e não pode atuar como médico veterinário.

Sobre o curso de Veterinária

Durante cinco anos, quando não estiver com a cara enfiada nos livros o estudante de Medicina Veterinária vai estar em algum laboratório ou em campo aprendendo alguma habilidade relativa à profissão.

O curso aborda e aprofunda temas nas áreas de:

  • Criação e reprodução de animais
  • Doenças que acometem diferentes espécies animais e seus respectivos tratamentos
  • Administração rural
  • Genética
  • Farmacologia
  • Nutrição animal
  • Inspeção de produtos de origem animal
  • Epidemiologia
    Anatomia
  • Biofísica
  • Bioteconologia
  • Legislação e regulamentação

As atividades práticas aparecem logo cedo. Quem estuda Veterinária não tem tempo a perder. Aulas em fazendas, criadouros, hospitais de animais, abatedouros, indústrias e laboratórios vão acontecer do primeiro ao último semestre. Para se dar bem aqui é preciso estar disposto a colocar a mão na massa para valer.

O esforço se paga mais adiante. Os veterinários têm um bom campo de trabalho e podem alcançar salários interessantes, principalmente nas regiões onde a atividade agropecuária e industrial é mais forte.

O mercado que espera o futuro veterinário é bastante competitivo. Se já temos o maior número desses profissionais no planeta, sem contar as aproximadamente 80 mil novas pessoas ingressando na profissão nos próximos anos, a concorrência se acirra ainda mais. É bom ter isso em mente e se preparar desde cedo – e nunca parar de se qualificar!

Faculdades de Veterinária reconhecidas pelo MEC

Quem começar a buscar o curso de Veterinária vai encontrar a graduação em cerca de 200 instituições de ensino pelo Brasil.

Mas é bom ficar atento a um detalhe: grande parte da oferta de cursos está em faculdades pelo interior do país, onde é mais fácil ter acesso ao campo de atuação do veterinário.

Todos os anos as faculdades abrem aproximadamente 30 mil vagas. Cerca de 82% delas nas particulares.

Para quem ainda está indeciso sobre onde estudar, temos um conselho: procure por instituições reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC. Isso vai ser um diferencial e tanto na hora de tentar emprego no mercado de trabalho mais adiante.

Para facilitar sua busca, a gente foi atrás de algumas instituições que oferecem o curso de Veterinária em diversas regiões do Brasil e têm o selo de qualidade do MEC.

Anote aí:

Veja também:

Quanto ganha um veterinário?

Quer ser veterinário? Já sabe onde quer fazer o seu curso? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin