dcsimg

Tudo o que precisa saber sobre tecnólogo em Segurança do Trabalho

Conheça todos os aspectos do curso superior de tecnologia em Segurança do Trabalho, que está bombando no mercado!

O profissional de Segurança do Trabalho deve estar rindo à toa. A carreira, com alta empregabilidade, vem se tornando uma das mais desejadas por empresas de médio e grande porte em todo o Brasil.

A atuação de um tecnólogo nessa área é fundamental para a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais. E a fórmula aqui é simples: ao investir em um bom profissional da Segurança do Trabalho, a empresa garante a integridade do trabalhador e, com menos ausências e afastamentos, aumenta sua produtividade.

As oportunidades podem ser encontradas em hospitais, indústrias, comércio, empresas de construção civil, instituições de ensino, portos, aeroportos e consultorias – nem é preciso usar tanto a imaginação para descobrir em quantas áreas o tecnólogo em Segurança do Trabalho pode atuar.

Se você está pensando em entrar nessa profissão tão cheia de possibilidades, fique aqui com a gente. Vamos explicar todo o caminho para o sucesso, desde a escolha do curso até os cargos mais desejados. Ao final, damos dicas de onde estudar para entrar com o pé direito nessa carreira. Confira!

O que faz um tecnólogo em Segurança do Trabalho

Os tecnólogos em Segurança do Trabalho são profissionais de nível superior responsáveis, entre outras atribuições, por inspecionar instalações físicas e equipamentos de uma empresa para verificar se está tudo de acordo com as normas e leis brasileiras de segurança.

Entre outras atividades, pode também:

  • Apontar fatores de risco e propor ações para evitar problemas futuros.
  • Implementar e gerenciar sistemas de segurança do trabalho.
  • Coordenar equipes que lidam com atividades preventivas diversas.
  • Propor políticas corporativas de segurança.
  • Acompanhar vistorias, perícias e auditorias em segurança e saúde no trabalho.
  • Desenvolver pesquisas e testes na área.

Esse perfil voltado à produtividade faz do tecnólogo em Segurança do Trabalho um profissional muito procurado no Brasil, especialmente por organizações de médio e grande porte.

Por isso mesmo os salários podem ser bem interessantes. Com políticas e ações de segurança bem implementadas, a empresa economiza bastante e pode remunerar adequadamente o profissional.

Como trabalhar na área de Segurança do Trabalho

Para entrar na área de Segurança do Trabalho o caminho mais recomendado é fazer um curso superior de tecnologia na área, também chamado de curso de tecnólogo.

A graduação pode ser encontrada em pelo menos 60 instituições de ensino por todo o Brasil, muitas das quais oferecem a possibilidade de estudar a distância – o que facilita bastante a vida de quem precisa conciliar trabalho, estudos e vida pessoal.

A formação dura três anos, em média. Depois disso é já possível estar empregado e de posse de um diploma de nível superior, o que abre portas para formações posteriores de alto nível (pós-graduações), tentar concursos públicos e disputar vagas de emprego que exijam maior qualificação.

O que se estuda em Segurança do Trabalho

Durante o curso o aluno de Segurança do Trabalho terá acesso a matérias multidisciplinares, que envolvem tanto Administração quanto Saúde, Ergonomia e Psicologia.

As matérias englobam também o aprendizado de normas técnicas e a legislação específica da área.

É um curso para quem gosta de trabalhar com pessoas, principalmente.

Nos primeiros anos da formação as disciplinas são voltadas ao principal ambiente de atuação do tecnólogo: empresas e indústrias. São analisados temas como gestão, administração, comunicação empresarial e relacionamento com pessoas.

Depois as matérias começam a ficar mais específicas. É hora de ter a acesso a assuntos como ergonomia, saúde ocupacional, medicina do trabalho, técnicas de prevenção, etc.

Por fim, o aluno vai sendo conduzido a alguns campos de atuação ainda mais específicos, como segurança na construção civil, em hospitais, perícias e gestão de emergências.

Veja algumas matérias que você poderá encontrar durante o curso:

  • Administração de Segurança
  • Auditoria e Perícia em Segurança do Trabalho
  • Biossegurança
  • Comunicação Empresarial e Negociação
  • Doenças Ocupacionais
  • Equipamentos e Instrumentos na Segurança do Trabalho
  • Ergonomia
  • Estatística
  • Ética Empresarial
  • Fisiologia das Doenças Ocupacionais
  • Fundamentos de Saúde e Segurança no Trabalho
  • Gerenciamento de Risco e Prevenção de Acidentes
  • Gestão de Emergências e Primeiros Socorros
  • Gestão de Projetos
  • Gestão de Segurança e Análise de Processos Industriais
  • Gestão Integrada da Qualidade
  • Higiene e Saúde Ocupacional
  • Legislação e Normas Técnicas em Segurança do Trabalho
  • Legislação e Políticas Ambientais
  • Legislação Trabalhista e Previdenciária
  • Metodologia da Pesquisa
  • Normas Técnicas em Segurança do Trabalho
  • Perícias Especializadas em Segurança do Trabalho
  • Prevenção e Controle de Riscos de Máquinas e Equipamentos
  • Programas de Segurança do Trabalho
  • Projeto em Higiene e Saúde Ocupacional
  • Psicologia do Trabalho
  • Saúde Ocupacional e Medicina do Trabalho
  • Segurança do Trabalho Agrícola, da Construção Civil, Hospitalar e Industrial
  • Sistemas de Qualidade e Meio Ambiente
  • Sistemas de Segurança do Trabalho
  • Técnicas para Utilização de Equipamentos de Medição
  • Toxicologia Ambiental e Ocupacional

A grade curricular pode mudar de faculdade para faculdade, por isso recomendamos procurar aquela que mais tem a ver com você. Para isso basta uma visita ao site da instituição onde você quer estudar.

As áreas mais promissoras da Segurança do Trabalho

Todas as áreas de Segurança do Trabalho estão em alta, mas algumas conseguem se sobressair pelos excelentes salários que oferecem (às vezes com somas correspondentes a mais de 15 salários mínimos!).

Aqui o mapa da mina leva diretamente aos cargos de gestão em grandes empresas, que podem ser alcançados depois de bastante estudo e experiência do profissional.

A seguir, listamos alguns que estão em destaque no mercado de trabalho. Anote aí:

  • Gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente
  • Gerente de Segurança do Trabalho
  • Coordenador de Saúde, Segurança e Meio Ambiente
  • Supervisor de Segurança do Trabalho

Onde estudar Segurança do Trabalho

Os cursos superiores de tecnologia em Segurança do Trabalho podem ser encontrados em quase todo o Brasil, tanto na modalidade presencial quanto a distância.

O importante aqui é verificar a situação da faculdade junto ao Ministério da Educação (MEC): é preciso que a instituição seja reconhecida e bem avaliada, para que seu diploma seja aceito na hora de disputar uma vaga no mercado.

Confira algumas instituições autorizadas pelo MEC a oferecer o curso de tecnólogo em Segurança do Trabalho:

Veja também:

Qual é o salário de Segurança do Trabalho?

Tirou todas as dúvidas em relação ao tecnólogo em Segurança do Trabalho? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin