dcsimg

Entenda de uma vez por todas como funciona o FIES

Tire agora mesmo todas as suas dúvidas sobre o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) já ajudou muita gente a realizar o sonho de fazer uma faculdade. São cerca de 300 mil vagas por ano, divididas em duas edições: no primeiro e no segundo semestre.

O FIES é cheio de detalhes e pode ser que você tenha dúvidas gerais sobre quem pode participar, quando acontece, etc., ou sobre as questões mais específicas do financiamento, como taxa de juros e o fiador.

Criamos o guia a seguir para que você tenha uma boa visão do que é o FIES, desde os requisitos necessários para participar até o que fazer se não for aprovado. Ao final, ainda apontamos algumas ótimas faculdades que participam do programa. Confira!

O que é o FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é uma iniciativa do governo federal que ajuda a pagar a mensalidade de cursos superiores. O programa é voltado a estudantes que atendam a determinados critérios de renda familiar e desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O que é necessário para participar do FIES?

Para participar do FIES, o estudante deve cumprir dois requisitos básicos:

  • Renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa
  • Bom desempenho em qualquer edição do Enem a partir de 2010 (pelo menos 450 pontos na média das provas e não ter zerado a redação)

Não pode participar do FIES quem:

  • Estiver com a matrícula da faculdade trancada
  • Estiver inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/ CREDUC)
  • For beneficiário de bolsa integral do ProUni
  • For beneficiário de bolsa parcial do ProUni em outro curso que não o da inscrição do FIES

Quanto custa participar do FIES?

A inscrição no FIES é gratuita, não é necessário pagar nem um centavo para se candidatar.

Onde fazer a inscrição do FIES?

A inscrição no FIES é feita exclusivamente no site oficial do FIES Seleção. http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br/

Como se inscrever no FIES?

Para realizar a inscrição no FIES, faça o seguinte:

Acesse o FIES Seleção, informe seu CPF, data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastre a senha que deseja usar para acessar o sistema.

Após informar seus dados, um link será enviado ao e-mail informado para ativar o cadastro.

O sistema reconhecerá automaticamente todas as edições do Enem a partir de 2010 que você realizou, e você poderá selecionar qual deseja utilizar para concorrer ao financiamento.

Após realizar essa primeira parte do cadastro, você terá acesso à página de inscrição do FIES Seleção, onde deverá inserir informações pessoais (como números de documentos e a renda mensal de cada membro do grupo familiar) e selecionar a instituição de ensino e graduação que deseja financiar.

O sistema então vai fazer a classificação levando em conta a nota do Enem de todos os candidatos que estejam disputando vagas na mesma instituição, campus, curso e turno.

O FIES financia qualquer curso?

Dá para financiar cursos de todas as áreas de conhecimento pelo FIES. Além do mais, não há limite de mensalidade. Isso é uma ótima notícia para aqueles candidatos que pensam em fazer cursos mais caros, como Medicina, Odontologia e cursos de Engenharia e Direito em faculdades mais conceituadas.

No entanto, existe uma restrição: o FIES só pode ser usado para financiar cursos na modalidade presencial.

Quando as inscrições estiverem abertas você vai poder consultar, no sistema do FIES, todos os cursos com vaga disponível.

Precisa de fiador para o FIES?

Sim, o FIES exige um fiador, a menos que você se encaixe em algum dos seguintes casos:

  • Bolsistas parciais do ProUni
  • Alunos matriculados em cursos de licenciatura
  • Alunos com renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa

Como funciona o pagamento do FIES?

Como vimos, o FIES é um financiamento. Isso significa que o governo ajuda a pagar seus estudos e que após a formatura você deve devolver essa ajuda.

O pagamento da parte financiada da mensalidade é feito diretamente entre o governo e a faculdade. Isto é, o dinheiro não vai para a sua conta, mas em algum momento você terá que devolver esse empréstimo com juros e/ou correção monetária.

Se o financiamento não for de 100%, o estudante deve pagar a parte que não foi financiada diretamente à faculdade.

Mesmo no caso do contrato com juro zero, não significa que você vai pagar exatamente aquilo que tomou emprestado, já que o valor será corrigido pela inflação do período.

O aluno deverá pagar uma taxa a cada três meses durante o período que estiver cursando a graduação e, ao arranjar um emprego após a formatura, começará a quitar a dívida, diluída em vários anos. A prestação não pode ultrapassar 10% do salário.

Quais são as taxas de juros do FIES?

O FIES oferece três tipos de contrato, baseados na renda familiar e localização do estudante. Cada contrato tem uma taxa de juros diferente. Funciona assim:

  • Contrato 1: Para aqueles com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. Nessa modalidade, a taxa de juros é zero.
  • Contrato 2: Para candidatos com renda familiar de até cinco salários mínimos por pessoa que morem nas regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. A taxa de juros é de 3% ao ano.
  • Contrato 3: Para quem tem renda familiar de até cinco salários mínimos por pessoa. A taxa de juros ainda não foi definida para essa modalidade.

Alternativas ao FIES

O FIES é bem criterioso na hora de escolher quem vai ganhar o benefício e sabemos que nem todo mundo se enquadra nas especificações do programa. Se esse é seu caso, não desanime!

Há outras formas de conseguir ajuda financeira para fazer uma graduação sem doer tanto no bolso.

Uma delas é obter um financiamento estudantil oferecido pela própria faculdade. Várias instituições de ensino trabalham com programas próprios, com taxas de juros parecidas com as do FIES e um processo bem menos burocrático. Nossa dica é: antes de assinar o financiamento, leia com atenção o contrato e faça as contas para saber se você conseguirá quitar a dívida depois.

Também é possível conseguir bolsas de estudo (do ProUni, prefeitura, governo estadual ou da própria faculdade), o que vai lhe permitir pagar menos pelo curso.

Se não conseguir nada na faculdade, dá para contratar uma bolsa em sites especializados como o Quero Bolsa e o Educa Mais Brasil. Esses portais oferecem cursos com até 70% de desconto!

Faculdades que participam do FIES

Para participar do FIES, é necessário que as faculdades sejam reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC. Além de garantirem a validade do diploma, esses fatores também asseguram a qualidade do curso.

Confira algumas faculdades que participam do FIES e também oferecem seus próprios programas de financiamento e bolsas de estudo:

Veja também:

Documentos para o FIES

Está pensando em se candidatar para a próxima edição do FIES? Qual curso deseja financiar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin