dcsimg

Entenda de uma vez por todas como funciona o FIES

Tire todas as suas dúvidas sobre o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) foi criado pelo governo federal em 2004.

Desde então, o programa já ajudou mais de 2 milhões de estudantes a pagar uma faculdade particular.

Nos últimos anos, o FIES vem passando por uma série de mudanças. As regras de participação ficaram mais rígidas, o número de financiamentos diminuiu e, com isso, está mais difícil conseguir o benefício. Mais difícil sim, porém não impossível!

Se você precisa de ajuda para pagar a faculdade, fique de olho no guia que preparamos. Nele você vai entender como funciona o FIES, quem pode participar, se precisa de fiador e muito mais. Vamos lá?

O que é o FIES?

O FIES é o Fundo de Financiamento Estudantil, um programa do Ministério da Educação (MEC) que ajuda universitários de baixa renda a pagar as mensalidades de cursos presenciais em faculdades privadas.

Quando ocorre o FIES?

O FIES geralmente ocorre duas vezes por ano, no início do primeiro semestre e no início do segundo semestre.

Quem pode se inscrever no FIES?

Para participar do processo seletivo do FIES, é necessário obedecer aos seguintes critérios:

  • Apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação de qualquer edição do Enem a partir de 2010.
  • Possuir renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos por pessoa.

NÃO pode participar do programa o estudante que:

  • Estiver com a matrícula trancada.
  • Já tenha sido beneficiado com o financiamento do FIES.
  • Estiver inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE / CREDUC).
  • Seja beneficiário de bolsa integral do ProUni.
  • Seja beneficiário de bolsa parcial do ProUni em outro curso que não o da inscrição do FIES.

O FIES contempla todos os cursos?

O FIES oferece financiamento para cursos presenciais com conceito maior ou igual a 3 no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) das instituições participantes do programa.

A lista de cursos disponíveis e a distribuição de vagas mudam a cada edição e podem ser consultadas durante o período de inscrições para o processo seletivo.

Como funciona a seleção do FIES?

A seleção do FIES é feita a partir da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A concorrência se dá entre os candidatos que optaram pelo mesmo curso, faculdade, campus (unidade) e turno.

Quanto maior a nota do Enem, maiores as chances de conseguir uma vaga no FIES.

Como fazer a inscrição para o FIES?

A inscrição para o FIES é feita exclusivamente pela internet, por meio do Sistema Informatizado do FIES.

Veja como proceder para se inscrever e o que fazer caso seja selecionado:

  • Inscrição no Sistema de Seleção do FIES: No primeiro acesso, o estudante deverá informar seu CPF, data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastrar uma senha que será utilizada para acessar o sistema. Depois de informar os dados necessários, uma mensagem será enviada para o e-mail indicado para validar o cadastro. Com o cadastro realizado, será possível acessar a página de inscrição no FIES Seleção, submetendo dados pessoais, do curso e da instituição em que pretende disputar a vaga.
  • Inscrição no SisFIES: Se for pré-selecionado, o candidato deverá acessar o SisFIES, dentro do prazo informado para aquela edição, informando os dados do financiamento que deseja contratar.
  • Validação das informações: Após submeter seus dados no SisFIES, o estudante tem um prazo para se dirigir até a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino onde conseguiu o benefício e validar as informações, apresentando os documentos necessários.

  • Contratação do financiamento: Após validar as informações na CPSA, o estudante e o fiador deverão comparecer a um agente financeiro do FIES (Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal). O programa define um prazo-limite para fazer assinar o contrato do financiamento.

É necessário ter fiador para aderir ao FIES?

Para contratar o financiamento é necessário um fiador, exceto nos seguintes casos:

  • Bolsistas parciais do ProUni
  • Alunos matriculados em cursos de licenciatura
  • Alunos com renda familiar bruta mensal de até 1,5 salários mínimos por pessoa

Como funciona o pagamento do FIES?

Durante o período em que estiver matriculado no curso, o estudante paga uma parcela trimestral referente aos juros do financiamento. Esse esquema continua também durante o prazo de carência (que dura alguns meses após a formatura). Passado o prazo de carência, a dívida é parcelada e pode ser estendida por vários anos.

Faculdades que participam do FIES

Somente faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC podem oferecer vagas no FIES. Conheça algumas:

Veja também:

Saiba que nota você precisa tirar no Enem para conseguir FIES

E aí, vai se candidatar ao FIES este ano? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin