dcsimg

Descubra quais são os cursos mais procurados do SISU 2017

Veja quais foram as graduações que bombaram na primeira edição do Sisu 2017!

A primeira edição do Sisu 2017, que aconteceu de 24 a 29 de janeiro, foi repleta de emoções. Além da concorrência gigantesca por uma vaga no ensino superior público, os candidatos tiveram que encarar falha no acesso ao sistema, suspeita de invasão por hackers e prorrogação do prazo de inscrição.

Muita gente, é claro, participou do processo seletivo com o coração na mão. Em janeiro de 2017 tivemos 2,49 milhões de candidatos inscritos no Sisu! Esse número representa 40% de todas as pessoas que fizeram o Enem 2016 (que teve 6,1 milhões de participantes).

Agora, depois de terminada a primeira edição, é hora de conhecer algumas curiosidades envolvendo a disputa por uma vaga na universidade pública.

Dentre elas estão os cursos mais procurados desse ano, as faculdades mais badaladas, as regiões que receberam maior quantidade de inscritos e as maiores concorrências – será que muita coisa mudou em relação à edição anterior do Sisu?

Descubra tudo a seguir!

Cursos mais procurados do Sisu 2017

Com quase 270 mil inscritos, Administração foi o curso mais procurado do Sisu em janeiro de 2017. A graduação manteve a posição alcançada no ranking do ano passado, quando registrou um número ainda mais alto: 294 mil inscritos.

Nesta edição, a média do curso mais procurado foi de 29,7 candidatos disputando uma vaga.

Os demais cursos mais procurados também estavam presentes na lista no ano passado. Veja a relação geral:

  1. Administração: 269,18 mil inscritos
  2. Pedagogia: 240,5 mil
  3. Direito: 238 mil
  4. Medicina: 220,2 mil
  5. Educação Física: 177 mil

A lista acima mostra os mais procurados em um contexto geral. Numa procura mais específica, podemos identificar quais foram as graduações individuais que atraíram mais inscritos em determinadas faculdades. E aqui, uma surpresa: um curso de tecnólogo (aqueles que duram pouco mais de 2 anos) ocupa o primeiro lugar. Veja:

  • Análise de Desenvolvimento de Sistemas – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP): 21,7 mil inscritos
  • Direito – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): 17,1 mil inscritos
  • Medicina – Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): 13 mil inscritos
  • Ciência Tecnológica – Fundação Universidade Federal do ABC (UFABC): 12,7 mil inscritos
  • Pedagogia – Universidade Estadual do Piauí (UEPI): 12,1 mil inscritos

A concorrência no Sisu 2017

A concorrência no Sisu 2017 foi pesada. Em relação ao ano passado, o MEC ofereceu 237,8 mil vagas, quase 10 mil a mais que 2016. Ainda assim, o processo seletivo registrou uma queda no número total de participantes inscritos, cerca de 300 mil a menos. Nem por isso a concorrência deu uma trégua.

Medicina, que costuma ser o curso mais difícil de entrar pelo Sisu, registrou quase 50 candidatos por vaga em 2017.

Veja o quadro geral da concorrência nos cinco cursos mais procurados deste ano:

  1. Medicina: 47,6 candidatos por vaga
  2. Educação Física: 35,67 candidatos por vaga
  3. Direito: 35,2 candidatos por vaga
  4. Administração: 29,7 candidatos por vaga
  5. Pedagogia: 26,41 candidatos por vaga

Entre os estados brasileiros mais procurados pelos participantes do Sistema de Seleção Unificada, temos:

  1. Minas Gerais: 611, 8 mil inscrições (média de 20,15 candidatos por vaga)
  2. Rio de Janeiro: 382,8 mil inscrições (média de 23,1 candidatos por vaga)
  3. São Paulo: 326,1 mil inscrições (média 22,8 candidatos por vaga)
  4. Bahia: 318,1 mil inscrições (média de 23,9 candidatos por vaga)
  5. Pernambuco: 311,6 mil inscrições (média de 22,2 candidatos por vaga)

Embora universidades de Minas, Rio e São Paulo apareçam em primeiro lugar na lista acima, os estados nordestinos lideraram a procura geral do Sisu, com 1,9 milhão de inscritos. A região Sudeste foi a segunda mais procurada, com 1,4 milhão de candidatos. Sul, Norte e Centro-Oeste vêm em seguida.

As maiores notas de corte do Sisu 2017

As notas de corte de 2017 também impressionaram. Na lista não tem nenhuma novidade – quase todos aqueles cursos difíceis de entrar continuaram no topo do ranking.

A maior nota de corte foi registrada no curso de Direito da Universidade Federal do Fluminense (UFF), no estado do Rio de Janeiro. Mas Medicina não deixou barato e ocupou nada menos que 7 posições entre as mais altas do Brasil.

Lembrando que a nota de corte é a menor pontuação possível para entrar em determinado curso (sim, isso mesmo: a menor, a nota do último candidato que passou!).

Veja a seguir quais foram as maiores notas de corte do Sisu em 2017:

  1. Direito – Universidade Federal Fluminense (UFF): 837,8 pontos
  2. Medicina (cotas) – Universidade de São Paulo (USP): 831,3 pontos
  3. Medicina – Universidade de Brasília (UNB): 829,6 pontos
  4. Medicina – Universidade Federal do Paraná (UFPR): 826,2 pontos
  5. Medicina – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ): 822,31 pontos
  6. Engenharia Mecânica – Universidade de São Paulo (USP): 821,1 pontos
  7. Engenharia Mecatrônica – Universidade de São Paulo (USP): 819,3 pontos
  8. Medicina – Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): 818,5 pontos
  9. Medicina – Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG): 817,1 pontos
  10. Medicina (cotas) – Universidade de Brasília (UNB): 814,1 pontos

Faculdades mais procuradas no Sisu 2017

Em 2017, boa parte das faculdades mais procuradas pelos participantes do Sisu está no Nordeste. As federais de Pernambuco, Ceará, Maranhão, Bahia e Paraíba aparecem na lista das mais bombadas deste ano. Juntas, contabilizaram mais de 650 mil inscritos!

Veja quem são as líderes na preferência nacional em 2017:

  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – 171,8 mil inscritos
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – 144,3 mil inscritos
  • Universidade Federal do Ceará (UFC) – 140,8 mil inscritos
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – 131,8 mil inscritos
  • Universidade Federal de Goiás (UFG) – 130 mil inscritos
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA) – 118,9 mil inscritos
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – 117,3 mil inscritos
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – 117,2 mil inscritos
  • Universidade Federal Fluminense (UFF) – 112,8 mil inscritos

Ainda vai ter Sisu em 2017?

Vai rolar mais uma edição do Sisu em 2017. Quem não conseguiu entrar na primeira leva poderá tentar uma nova chance no segundo semestre. As inscrições devem abrir entre os meses de junho e julho – o MEC ainda não divulgou o calendário.

O processo de inscrição é exatamente igual ao da primeira edição. A diferença aqui está no número de vagas – bem menor, se compararmos com a edição do início do ano.

As exigências para participar também são as mesmas: ter feito o Enem 2016 e obtido nota acima de zero na redação. A relação completa das instituições participantes e das vagas disponíveis só será conhecida poucos dias antes da abertura das inscrições.

Fique ligado! Assim que o MEC anunciar as datas do Sisu 2017 do meio do ano, a gente divulga por aqui.

Veja também:

Saiba tudo sobre as notas de corte do Sisu 2017

O que achou dos cursos mais procurados do Sisu? O seu está entre eles? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin