dcsimg

Veja a lista de cursos que participam do FIES

Quer saber se aquela graduação em que você está de olho aparece na lista? Confira agora mesmo os cursos que você pode financiar com o FIES!

O financiamento estudantil a juros baixos do governo federal pode ser solicitado em praticamente todos os cursos de graduação que você imaginar.

Está pensando naquele curso super concorrido? Tem no FIES. Aquela graduação tecnológica? Tem também. Licenciaturas? Aos montes! Aqueles que custam uma fortuna? Estão lá também!

Não é à toa que o processo seletivo por uma vaga do FIES seja tão concorrido. Todo mundo quer aproveitar as condições facilitadas de pagamento que podem garantir um futuro profissional de sucesso.

Se você também está pensando em buscar um financiamento mas ainda não se decidiu pelo curso, a gente ajuda: veja o listão que preparamos com as graduações que participam do FIES, o que fazer para conseguir sua vaga e, principalmente, as instituições que participam do programa. Confira!

Cursos que participam do FIES

O FIES oferece cursos em todas as áreas do conhecimento, mas tem um detalhe importante que você precisa saber: a relação de graduações pode mudar a cada semestre, de acordo com a edição do programa.

A lista exata de cursos e instituições participantes o candidato só consegue ver durante o período de inscrições.

Mas uma coisa é certa: por mais que mude, o cardápio de cursos será sempre bem extenso.

Confira alguns exemplos que extraímos de edições mais recentes:

  • Administração
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Arquitetura e Urbanismo
  • Artes
  • Automação Industrial
  • Aviação Civil
  • Banco de Dados
  • Biblioteconomia
  • Biocombustíveis
  • Biotecnologia
  • Ciências Biológicas
  • Ciências Contábeis
  • Ciências Econômicas
  • Comunicação Institucional
  • Comunicação Social
  • Design
  • Design de Moda
  • Design Gráfico
  • Educação Física
  • Engenharia Ambiental
  • Engenharia Civil
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Mecânica
  • Farmácia
  • Filosofia
  • Física
  • Fisioterapia
  • Geografia
  • Gestão da Qualidade
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão Financeira
  • Gestão Hospitalar
  • História
  • Hotelaria
  • Jogos Digitais
  • Letras
  • Logística
  • Marketing
  • Matemática
  • Medicina
  • Medicina Veterinária
  • Nutrição
  • Odontologia
  • Pedagogia
  • Produção Agrícola
  • Produção Audiovisual
  • Psicologia
  • Química
  • Radiologia
  • Relações Internacionais
  • Secretariado Executivo e Bilíngue
  • Segurança no Trabalho
  • Segurança Pública
  • Zootecnia

Esses exemplos são só uma pequena parte das opções disponíveis no FIES. Repare que é possível encontrar cursos em diferentes graus de formação, que podemos dividir em:

  • Bacharelados: São cursos de duração mais longa, com duração média entre 4 e 5 anos, que preparam o profissional para atuar em diversos campos de uma área do conhecimento. Medicina, Odontologia, Nutrição e Comunicação Social são alguns exemplos.
  • Licenciaturas: Formam professores e gestores escolares para atuar em escolas das redes fundamental e média de ensino. As formações levam de 3 a 4 anos, em média. Pedagogia, Matemática e Física são alguns exemplos.
  • Cursos Superiores de Tecnologia: Também conhecidos como tecnólogos, são formações rápidas, voltadas às necessidades do mercado de trabalho. O tempo médio de estudos aqui é de dois anos e meio. No FIES você encontra várias delas, como Gestão de Recursos Humanos, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão Financeira e Gestão da Qualidade.

Para poder oferecer vaga no programa, um dos pré-requisitos mais importantes é que os cursos tenham qualidade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). A ideia é dar ao aluno a certeza de que todo esforço que ele terá que fazer para pagar as parcelas do financiamento mais adiante não será em vão. Todos os diplomas obtidos com ajuda do FIES têm validade e são reconhecidos no mercado trabalho.

A única limitação é que o programa só financia cursos presenciais. Cursos semipresenciais ou a distância estão fora, pelo menos por enquanto.

Quem pode financiar um curso pelo FIES?

O FIES abre duas vezes ao ano, sempre no início dos semestres letivos.

Para concorrer é preciso se encaixar nos dois pré-requisitos do programa:

  • Ter feito o Enem e obtido, na mesma edição, desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. Vale qualquer exame a partir de 2010.
  • Apresentar renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Como financiar um curso pelo FIES?

A escolha das vagas de financiamento do FIES é feita por meio de um processo seletivo que, dependendo do curso, pode ser bem concorrido.

O critério de escolha é a nota do Enem. O sistema de seleção concede vaga aos candidatos com nota mais alta. Quem está pensando em financiar os estudos de Medicina, por exemplo, precisa entrar na disputa com uma super pontuação – o ideal é apresentar acima de 700 pontos.

A pontuação para passar nos demais cursos varia de acordo com a instituição, o turno e o local escolhido. Muitos deles, como licenciaturas e superiores de tecnologia, podem ser obtidos com desempenho próximo ao mínimo exigido – 450 pontos.

O candidato pode ir acompanhando a evolução das notas de corte parciais no próprio sistema do FIES enquanto o processo seletivo estiver rolando. Todos os dias elas mudam, para cima ou para baixo. Se por acaso ela ficar mais alta do que a sua pontuação no Enem, é recomendável procurar outra opção similar. Dá para mudar quantas vezes quiser, até minutos antes do encerramento da seleção.

A aprovação no processo seletivo do FIES é apenas o primeiro passo para a conquista de uma vaga de financiamento.

Passada essa etapa, é hora de encarar algumas burocracias.

O candidato terá que:

  • Fazer um novo cadastro em uma plataforma chamada SisFIES. Lá, será preciso detalhar informações econômicas, sociais e familiares.
  • Levar toda a documentação solicitada para análise da Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da faculdade onde o financiamento foi solicitado.
  • Se toda a documentação estiver OK, o candidato precisa comparecer a uma agência bancária conveniada para assinar o contrato do financiamento.

Nessa última etapa, o candidato terá que apresentar um fiador – a pessoa que irá garantir o pagamento da dívida caso o beneficiário não consiga. O banco pode oferecer alternativas dependendo do perfil do candidato.

Enquanto durar o curso, o estudante paga apenas uma taxa trimestral. As parcelas do financiamento só vêm depois da formatura, a partir do momento em que o profissional começa a ter renda.

Onde financiar um curso com o FIES

A gente já falou dos cursos existentes no FIES, dos protocolos para conseguir financiamento e das modalidades disponíveis. Faltava uma das informações mais importantes: onde financiar um curso de qualidade usando o programa do governo federal.

Todos os anos, centenas de instituições se inscrevem no FIES.

Por isso a gente foi atrás daquelas que participam frequentemente do programa, têm qualidade reconhecida no mercado e oferecem cursos em diversas áreas do conhecimento.

Além de tudo, são bem avaliadas pelo MEC!

Conheça:

E se você não conseguir a ajuda do FIES, não desanime! Nas faculdades que selecionamos acima há várias formas de ingresso, inclusive algumas que dispensam o temido vestibular! Além disso, todas elas oferecem descontos e modelos de financiamento com muito menos burocracia, o que pode ser uma super mão na roda para você.

Veja também:

Entenda de uma vez por todas como funciona o FIES

Qual curso você quer financiar usando o FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin