dcsimg

Saiba como conseguir desconto pra estudar na Anhanguera

Há diferentes formas de pagar menos pelas mensalidades dos cursos da Anhanguera. Veja como conseguir bolsas e descontos nesta importante universidade!

O Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA) é uma das universidades privadas mais conhecidas do Brasil. Conta com 66 campi, 330 polos de apoio presencial distribuídos em todo o País e cerca de 400 mil alunos.

Os grandes números podem dar a impressão de que é caro estudar na Anhanguera. Na verdade as mensalidades dos cursos de graduação, especialmente aqueles oferecidos na modalidade de ensino a distância, estão entre as mais acessíveis do mercado. Ainda assim, é possível conseguir descontos bem significativos, parcelamentos facilitados, financiamentos, bolsas parciais ou integrais.

Se o seu orçamento está apertado, preste bastante atenção neste texto. Preparamos um resumo dos diferentes caminhos que você pode seguir para entrar nesta importante universidade pagando bem menos pelo curso!

Os preços praticados pela Anhanguera

Antes de conhecer as oportunidades de descontos é importante que você tenha noção dos preços praticados pela Anhanguera. Desta forma poderá planejar seu orçamento com mais propriedade, com uma ideia clara das despesas e do desconto necessário para viabilizar os estudos.

A Anhanguera oferece mais de 100 cursos de graduação. Os presenciais custam um pouco mais, com mensalidades que variam de R$ 300 a R$ 1,5 mil. O valor depende do tipo de curso, do turno, da cidade e da estrutura exigida para o aprendizado como, por exemplo, a necessidade de laboratórios e equipamentos para atividades práticas.

Os cursos a distância são mais baratos. As mensalidades das graduações EAD da Anhanguera variam de R$ 200 a R$ 500. Os preços também oscilam, principalmente, de acordo com a estrutura que o curso emprega.

Descontos oferecidos pela Anhanguera

Embora as mensalidades da Anhanguera sejam consideradas bastante acessíveis, a instituição também facilita o ingresso de alunos que têm orçamento limitado. Há diferentes caminhos para estudar nesta instituição pegando menos pelo curso, com descontos de 30% a 50%, ou até sem pagar nada.

Como conseguir descontos na Anhanguera

Para ter acesso a bolsas de estudos ou descontos nas mensalidades você pode:

  • Inscrever-se no ProUni para concorrer a uma bolsa
  • Obter o desconto oferecido a funcionários de entidades conveniadas
  • Consultar as mensalidades com desconto que a Anhanguera oferece no site Quero Bolsa

Conheça em detalhes cada uma dessas opções:

ProUni: a Anhanguera aderiu ao Programa Universidade para Todos, uma iniciativa do Governo Federal que concede bolsas parciais (50%) ou integrais (100%) a estudantes de baixa renda. O processo seletivo é bastante disputado e acontece duas vezes por ano. É preciso consultar as vagas reservadas pela Anhanguera a candidatos do ProUni a cada edição do Programa. As bolsas são para cursos presenciais e a distância.

Para concorrer ao benefício o candidato precisa atender aos critérios de formação e renda estabelecidos pelo MEC, além de ter feito o Enem mais recente (com pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação).

Convênios: funcionários de entidades parceiras da Anhanguera têm direito a descontos de até 50% nos cursos de graduação. A lista das conveniadas está disponível no site da universidade. Na dúvida, consulte a área de Recursos Humanos da empresa onde você trabalha para checar as condições de concessão do benefício.

Quero Bolsa: a Anhanguera é parceira do Quero Bolsa, um serviço online especializado em divulgar mensalidades com desconto em universidades privadas de todo o País. Por meio deste sistema, as faculdades anunciam as vagas em aberto e atraem novos alunos com preços diferenciados. A Anhanguera oferece descontos que variam de 30% a 50% em dezenas de graduações. As ofertas mudam constantemente porque algumas vagas são ocupadas rapidamente. É bom ficar sempre ligado no site. Veja alguns dos cursos que costumam ter descontos nas mensalidades:

  • Administração
  • Biomedicina
  • Ciências Contábeis
  • Direito
  • Enfermagem
  • Engenharia Civil
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Mecânica
  • Geografia
  • Gestão Ambiental
  • Gestão de Recursos Humanos
  • Gestão Financeira
  • Gestão Hospitalar
  • Gestão Pública
  • Jornalismo
  • Letras
  • Marketing
  • Matemática
  • Pedagogia

Dá para financiar um curso na Anhanguera?

Se você não se enquadra nos requisitos do ProUni, não trabalha em empresa conveniada à Anhanguera e não encontrou mensalidade com desconto no Quero Bolsa, que tal optar por um financiamento? Diferentemente das bolsas ou descontos, o financiamento é um empréstimo que deve ser devolvido ao final de determinado período. Há programas com condições facilitadas de pagamento. Confira:

PEP Anhanguera – o Parcelamento Estudantil Privado (PEP) é uma ajuda que pode viabilizar o sonho de muitos estudantes. O PEP permite que o aluno pague até 70% do curso só depois da formatura, sem juros. O contrato é feito diretamente na universidade, sem burocracia e sem necessidade de ter conta em banco. Somente alunos de cursos de graduação na modalidade presencial podem solicitar o benefício. Por enquanto, este recurso não está disponível para alunos de cursos a distância, nem de Medicina. O processo de adesão é simples. Conheça os detalhes no site da Anhanguera.

FIES: a Anhanguera também é parceira do FIES, o Fundo de Financiamento Estudantil do Governo Federal voltado a pessoas de baixa renda. O empréstimo tem juros baixos e a dívida só começa a ser quitada depois da formatura. Para participar é preciso cumprir requisitos de renda familiar e ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010 (com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação). O processo seletivo acontece no início de cada semestre letivo. O benefício vale apenas para cursos presenciais. Consulte o regulamento disponível no site.

Veja também:

Descubra quais as mensalidades da Anhanguera

Vai tentar uma vaga na Anhanguera? Em qual curso? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin