dcsimg

Primavera Árabe – Saiba Mais Sobre o Movimento Revolucionário

Primavera Árabe - Entenda mais sobre os movimentos revolucionários populares que ocorreram nos países Árabes, África, Tunísia e Oriente Médio!

primavera-arabe

Os movimentos revolucionários populares que chacoalharam diversos países Árabes , África e Oriente Médio, ficou conhecido como Primavera Árabe. Os movimentos se iniciaram em 2010, quando um rapaz da Tunísia ateou fogo ao próprio corpo como forma de manifestação contra as condições de vida no país. Até então o jovem não saberia que com este ato iniciaria um grande movimento revolucionário no seu país e nos países a sua volta.

Os primeiros protestos contra política, corrupção política e maus tratos da polícia ocorreram na Tunísia em dezembro de 2010, estas manifestações influenciaram a queda do Presidente do país Zine El-Abidine Ben Ali que fugiu para a Arábia Saudita, no dia 14 de janeiro de 2011. A partir daí ocorreu uma onda de instabilidade que atingiu os países da Argélia, Jordânia, Egito e Iêmen. As manifestações se tornaram mais organizadas e resultaram também na queda de mais dois Chefes de Estado, o Presidente do Egito, Hosni Mubarak, que renunciou seu cargo em fevereiro de 2011 e também o Presidente da Líbia Muammar al-Gaddafi , que governava há 30 anos o país, que foi morto em um tiroteio no dia 20 de outubro.

Com essa sequência de acontecimentos diversos líderes iniciaram a intensão de renunciar. Foi o caso do Presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh, que após renunciar seu mandato de 35 anos informou que não irá tentar recandidatura. O Presidente do Sudão também anunciou que não irá tentar se reeleger em 2015. Alguns protestos na Jordânia também causaram renúncia no País, sendo eleito pelo rei Abdullah para o cargo o ex-primeiro ministro de Israel, Marouf Bakhit.

Nem todas as reinvindicações dos manifestantes foram atendidas, porém o movimento terminou com muitos feridos e mortos. No Egito foram cerca de novecentos mortos em conflitos com as forças de segurança do país. Ainda ocorrem manifestações no país egípcio, pois a população acredita que os militares que assumiram o poder estão fortemente ligados com o antigo regime.

A instabilidade dos protestos e as implicações geopolíticas chamaram a atenção do mundo com a possibilidade de que alguns manifestantes recebam como homenagem o prêmio nobel da Paz.

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin