dcsimg

Saiba quando sai o resultado do ENEM 2015

Fez o Enem 2015? Descubra quando sai o resultado do exame e como usar a sua nota para turbinar a carreira!

Gabarito

Mais de seis milhões de estudantes fizeram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2015. E, se antes o nervosismo estava associado ao dia da prova, agora a expectativa é outra: saber o resultado final!

Toda essa ansiedade pode ser explicada por dois motivos:

  1. Não dá para saber a nota final do Enem apenas conferindo o gabarito.
  2. A maioria espera entrar em uma universidade utilizando a nota do Enem.

Ter um diploma de nível superior é fundamental para alavancar a carreira, seja na hora de buscar um bom emprego ou conseguir uma promoção. Dependendo da nota obtida no Enem, é possível alcançar essa meta de diversas maneiras: conseguir uma vaga em universidades públicas e privadas sem precisar de vestibular, ganhar bolsas para estudar em faculdades particulares ou mesmo ter o benefício de um financiamento estudantil a juros baixos e começar a pagar a faculdade só depois de se formar.

Se você participou do Enem e está ansioso para saber se foi bem na prova, confira a seguir quando sai o resultado e o que você poderá fazer com a sua pontuação para dar aquela turbinada na carreira!

Quando sai o resultado do Enem 2015

O resultado do Enem está disponível a partir no dia 8 de janeiro de 2016 os candidatos poderão finalmente acessar suas notas.

Toda esta demora entre as provas e o resultado não é por acaso. Os procedimentos de correção e cálculo das notas finais são extensos e complexos.

As provas de redação são corrigidas manualmente por dois professores diferentes, sendo que um não tem acesso à correção do outro. Depois de corrigidas duplamente, as notas de cada candidato são comparadas. Aquelas que apresentarem discrepância (notas muito diferentes entre os dois corretores) serão corrigidas uma terceira vez. Se a discrepância ainda permanecer, uma banca formada por três avaliadores fará uma nova correção para chegar à nota final.

O cálculo da nota das provas objetivas também exige um certo tempo. A primeira etapa é fazer a leitura informatizada dos cartões-resposta e criar um banco de dados com os acertos de cada candidato. Estes dados são encaminhados para uma equipe de especialistas, que fará uma análise com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI).

A TRI é um procedimento bastante complexo, exige conhecimentos avançados em estatística e utiliza programas de computador específicos para este fim. Por estes motivos, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que organiza o Enem, exige que três grupos distintos de especialistas analisem os dados separadamente. Os resultados dos três grupos são comparados e somente após existir 100% de concordância na nota de cada candidato é que o resultado do Enem é divulgado.

Como consultar sua nota do Enem

A divulgação da nota do Enem não é como o resultado dos vestibulares tradicionais, em que vemos um listão com os nomes de todos os aprovados.

As notas são informadas apenas para os participantes do Enem e de forma individual, pela internet.

Para ver seu Boletim de Desempenho Individual, acesse o Portal do Participante e faça o login usando seu CPF e senha.

O que fazer com a nota do Enem

Logo após a divulgação do resultado do Enem começam as inscrições para os programas de acesso ao ensino superior.

A nota obtida no Enem facilita a conquista de um diploma de várias formas:

1. Entrar em uma faculdade particular sem fazer vestibular

Muitas faculdades particulares aceitam a nota do Enem como forma de ingresso imediato. Ou seja, basta apresentar sua nota e fazer a matrícula. Cada universidade define suas próprias regras: algumas exigem uma nota mínima e a maioria aceita a nota do Enem de anos anteriores.

É importante consultar o site da instituição onde você pretende estudar para ter mais informações sobre a matrícula. Confira algumas universidades reconhecidas pelo MEC que aceitam a nota do Enem como forma de ingresso:

2. Conseguir uma vaga em universidade pública pelo Sisu

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é uma plataforma do Governo Federal em que as universidades públicas disponibilizam suas vagas de cursos de graduação para participantes do Enem. O processo seletivo usa como critério a nota da última edição do Enem.

Grande parte das universidades já aboliu o vestibular tradicional e disponibiliza 100% das vagas pelo Sisu. Outras mantêm o vestibular e destinam uma porcentagem das vagas para ingresso por esse sistema.

As inscrições para o Sisu são gratuitas e acontecem duas vezes ao ano (geralmente em janeiro e junho).

Com a sua nota do Enem 2015, você poderá participar do Sisu 2016 no primeiro e no segundo semestre

3. Ganhar bolsa de estudo pelo ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) concede bolsas de estudo em faculdades particulares para estudantes de baixa renda.

Existem dois tipos de bolsa: integral e parcial (50%). Para conseguir uma bolsa integral, o estudante precisa ter renda familiar bruta mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já para a bolsa parcial, podem se candidatar alunos com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos.

O processo seletivo regular acontece duas vezes ao ano (normalmente em janeiro e junho) e os candidatos precisam ter feito o Enem do ano imediatamente anterior.

Com sua nota do Enem 2015, você poderá concorrer a uma vaga no processo regular do ProUni 2016, tanto no primeiro como no segundo semestre.

Após a distribuição das bolsas, o ProUni abre inscrições para as bolsas remanescentes. Neste caso, o estudante pode apresentar a nota do Enem de anos anteriores (a partir de 2010).

Para se inscrever no programa é preciso ter no mínimo 450 pontos na média das provas e não ter zerado na redação.

4. Conseguir financiamento estudantil pelo FIES

Quem não conseguiu vaga em uma universidade pública, nem entrou no ProUni, pode contar com a ajuda do FIES (Fundo de Financiamento Estudantil).

Para conseguir este benefício são exigidos critérios de renda e a participação no Enem de qualquer edição a partir de 2010. É obrigatório ter atingido pelo menos 450 pontos na média das provas e nota maior do que zero na redação.

Com sua nota do Enem 2015 você poderá participar dos próximos processos seletivos do FIES, caso se encaixe nos demais requisitos do programa.

Veja também:

Gabarito oficial do Enem 2015

Está ansioso para saber o resultado do Enem 2015? Já conferiu o gabarito? Conte para a gente o que pretende fazer com sua nota!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin