dcsimg

ENEM 2017: 11 temas de redação em que os cursinhos apostam

Estude com atenção estes assuntos para não passar sufoco na hora de fazer a redação do Enem em 2017!

O dia do maior vestibular do Brasil – o Enem – está quase chegando. E quanto mais próxima fica a data dos exames, maior é a ansiedade em relação ao que vai cair nas provas em 2017.

Com a redação não é diferente. São tantos temas possíveis de aparecer neste ano que às vezes a cabeça dá um nó, sem saber por onde começar a estudar.

Outra questão que dá calafrios é saber que a redação é a prova mais importante do Enem. Um zero aqui rende desclassificação automática em todos os processos seletivos que usam a nota do exame. Já uma nota boa tem efeito contrário: abre muitas e muitas portas para o ensino superior!

Para que você faça uma redação nota 1.000, a gente foi atrás dos principais cursinhos do Brasil para saber quais são os temas que têm mais chances de cair no Enem de 2017. O resultado de tudo isso você vê a seguir!

Temas de redação do Enem em que o cursinhos apostam

A gente separou 11 temas que podem aparecer na prova de redação do Enem em 2017, de acordo com pesquisa realizada junto a vários cursinhos de renome, como o Poliedro, o Cursinho da Poli, o Anglo e o Etapa, por exemplo. Nosso conselho é: dê atenção especial a essa lista na hora dos seus estudos!

Veja a seguir:

1. A fluidez dos relacionamentos humanos na era digital

Com a popularização da internet, as possibilidades de relacionamentos humanos se tornaram infinitas.

Hoje tudo é diferente de poucas décadas atrás. Pode-se encontrar amor e sexo em aplicativos georreferenciados, fazer amigos do outro lado do mundo ou mesmo terminar amizades por não corresponderem a uma certa ética digital.

Qual será o impacto disso daqui a alguns anos? Como toda essa facilidade afeta a forma de nos relacionarmos com as pessoas?

2. O legado dos grandes eventos esportivos

Sim, as Olimpíadas do Rio terminaram há mais de um ano. A Copa do Mundo, há três. Mas agora é que a gente pode perceber com precisão qual impacto esses eventos tiveram nas cidades que os abrigaram.

O que mudou efetivamente? O que os eventos contribuíram para a melhoria da vida das pessoas? O investimento valeu a pena?

3. Pichação é arte?

A partir dos episódios recentes que aconteceram em São Paulo, em que o novo prefeito mandou passar tinta cinza por cima de grafites (alguns de artistas famosos mundialmente) e de pichações, surge o debate: grafites e pichações podem ser considerados arte?

4. A ocupação dos espaços públicos

Aproveitando o gancho das transformações das cidades pelos grandes eventos e da discussão sobre arte urbana, os cursinhos sugerem mais um tema a respeito da vida urbana: a crescente demanda pela ocupação dos espaços públicos das grandes cidades brasileiras.

O que motiva as pessoas a buscarem um novo estilo de vida? Quais são os exemplos que podemos oferecer? Quais são os casos de sucesso mundiais de cidades que se transformaram radicalmente?

5. As cracolândias e o fracasso do combate às drogas

A tentativa de destruir as cracolândias brasileiras são a grande prova de que as políticas de repressão às drogas estão se mostrando ineficazes.

O combate violento, a internação compulsória, a prisão de consumidores, nada disso tem se revertido em resultados positivos.

Quais são as alternativas? Existe algum país ou cidade que tem conseguido contornar o problema?

6. Reforma trabalhista e previdenciária

Algumas reformas controversas foram postas em votação a toque de caixa logo depois do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Duas delas, a previdenciária e a trabalhista, estão dando o que falar.

Especialistas alertam que elas retiram direitos fundamentais dos trabalhadores, dão mais poder aos empresários e podem ter um impacto danoso a médio prazo. Estude bem o que cada uma delas diz e as consequências para os brasileiros.

7. Futuro da democracia no Brasil

Que rumo nossa democracia está tomando? Por que as leis no Brasil podem ser usadas de modo a favorecer este ou aquele grupo político? Quais são nossas configurações de poder? Para onde elas irão nos levar daqui a alguns anos?

8. Empoderamento

Essa palavra, ainda nova para a maioria de nós, tem transformado a vida de grupos que foram socialmente estigmatizados por séculos, como os gordos, os homossexuais, os negros, os deficientes e mesmo as mulheres.

O sentido aqui é assumir suas características e se sentir confiante com elas, apostando na diversidade que existe no planeta. Estude a fundo a origem do termo, os movimentos pró-empoderamento e as consequências para a sociedade do futuro.

Seguindo a lógica dos últimos temas abordados no Enem, como intolerância religiosa e violência contra a mulher, esse é um bom candidato para aparecer nas próximas edições.

9. A questão dos refugiados

A questão dos refugiados é séria e atinge todo o planeta. Trata-se do maior fluxo migratório da história humana. Mas junto a isso surgem questões como a proteção das fronteiras, a miscigenação, a cultura, o nacionalismo, a xenofobia, os movimentos contra e a favor. Estude o tema com bastante atenção.

10. Envelhecimento da população

Daqui a poucos anos o Brasil terá mais adultos e idosos do que jovens. E isso muda completamente o nosso cenário futuro: o que fazer para dar conta de uma população que envelhece? Como manter o potencial produtivo? O que países que já sofrem com isso, como os da Europa, estão fazendo para lidar com o problema? Como buscar um equilíbrio?

11. Retorno de doenças já erradicadas

Péssima notícia: em alguns lugares do mundo, pequenos surtos de sarampo e coqueluche – duas doenças que se imaginavam controladas ou erradicadas – estão colocando a humanidade novamente em alerta.

Parte disso se deve às precárias condições sanitárias em que vive parte da população, mas outra é culpa de alguns grupos que resolveram deixar de vacinar seus filhos, por um medo equivocado de que as crianças desenvolvam autismo. Faça um panorama de como anda o problema no Brasil e no mundo, busque as bases, pesquise soluções.

Como é a redação do Enem 2017

A redação do Enem 2017 deve seguir o mesmo formato dos anos anteriores. Ou seja: o tal modelo dissertativo-argumentativo continua firme e forte.

Nele, o candidato precisa discorrer sobre o tema proposto e ainda apresentar uma solução para o problema que respeite os direitos humanos.

Os avaliadores vão dar até 200 pontos para cada um destes cinco quesitos:

  1. Conhecimento da Língua Portuguesa formal.
  2. Adequação do texto ao formato solicitado.
  3. Coerência na hora de defender seus pontos de vista.
  4. Encadeamento lógico das ideias.
  5. Coerência da solução apresentada.

O texto é corrigido anonimamente por dois professores diferentes. A redação vale até 1.000 pontos no Enem.

Dicas para não passar sufoco na redação do Enem 2017

No Enem você está por conta própria. O edital não faz qualquer menção aos temas que podem aparecer na redação. O jeito é mergulhar de cabeça nas principais atualidades do Brasil e do mundo, estudando-as com profundidade.

Aqui a gente separou algumas dicas bem simples que você pode adotar para melhorar seus estudos e não passar perrengue no dia da redação.

  • Escolha alguns sites confiáveis de jornais e revistas do Brasil e do mundo para ler todos os dias. Separe os temas mais relevantes, contextualizando-os em cenários históricos, políticos e econômicos.
  • Deixe de lado sites obscuros e notícias de redes sociais – eles têm grande chances de serem falsos.
  • Analise os diversos pontos de vista possíveis para o tema em questão. Assuma o que mais combina com você, mas cuidado para não optar por um posicionamento muito radical e distanciado da realidade.
  • Pratique, pratique e pratique: essa é a única forma de dominar o tema com maestria e ainda, de quebra, conseguir escrever bem, com ideias bem encadeadas e clareza de raciocínio.

Quando você terá que encarar a redação do Enem 2017?

A prova de redação do Enem 2017 será aplicada logo no primeiro dia do exame, no dia 5 de novembro – um domingo.

Junto à redação, você terá que encarar mais 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e outras 45 de Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Para fazer tudo isso você terá um tempo total de cinco horas e meia. Parece muito, mas não se engane: isso dá uma hora para fazer a redação, considerando dois minutos e meio para responder a cada uma das 90 questões e meia hora preencher o cartão-resposta!

Veja onde estudar com a nota do Enem 2017

Com a nota do Enem você pode participar de diversos processos seletivos que garantem vaga no ensino superior.

Três deles facilitam o acesso a faculdades privadas bem avaliadas pelo MEC:

  • ProUni – programa do Governo Federal que concede bolsa de estudos parciais e integrais em instituições de qualidade a alunos de baixa renda que tiverem boa pontuação no Enem mais recente.
  • FIES – programa de financiamento estudantil a juros baixos e prazo longo para pagamento, também voltado à população de menor renda.
  • Ingresso direto – modalidade utilizada por diversas faculdades privadas que permitem a entrada facilitada de candidatos que fizeram o Enem e obtiveram pontuação suficiente para ocupar a vaga.

Conheça algumas faculdades onde você pode usar sua nota do Enem para entrar por ingresso direto, ganhar bolsa do ProUni ou financiamento do FIES:

Veja também:

O que fazer com a nota do Enem 2017?

Algum desses temas já estava no seu radar? Qual? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin