dcsimg

Veja 6 dicas pro Enem 2016

Conheça algumas ações simples que podem ajudar a melhorar seu desempenho nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio deste ano!

EnemO Enem 2016 acontece em novembro e muita gente ainda está perdida, sem saber muito bem por onde começar os estudos ou o que precisa fazer até os dias de prova.

A ansiedade está presente em tudo: na expectativa pela chegada do Exame, no tema da redação, se a nota obtida este ano vai permitir entrar em algum curso no ano que vem, as datas, os procedimentos, o acesso aos sistemas, enfim, vida de enemzeiro não é nada fácil!

Se você também está batendo cabeça, não se preocupe. Acontece até com os mais experientes. Mas a gente vai ajudar a aliviar um pouco essa ansiedade toda!

Confira as dicas que preparamos para facilitar seus estudos e melhorar seu desempenho nas provas do Enem 2016.

1. Dica mais importante: fique atento às datas do Enem!

É preciso ficar muito ligado nesse detalhe, pois o Enem tem muitas datas importantes e o Ministério da Educação (MEC) não mexe no calendário do Exame depois de fazer a divulgação. Quem perder qualquer prazo, independentemente do motivo, vai ficar de fora da prova.

Como temos certeza de que você não quer que isso aconteça, anote as principais datas na sua agenda para não deixar escapar nada!

  • 9 a 20 de maio de 2016 – abertura das inscrições para o Enem. Também é o período para quem pretende solicitar isenção na taxa de inscrição.
  • 9 a 25 de maio – prazo para pagar o boleto da taxa de inscrição. Quem teve o pedido de isenção negado também deve pagar a taxa até essa data, caso ainda queira participar do Exame. O boleto fica disponível na Página do Participante do Enem. O candidato pode efetuar o pagamento em qualquer agência bancária, em casas lotéricas ou nos Correios. Atenção: O prazo não será prorrogado. Quem não pagar até a data-limite não vai conseguir fazer as provas esse ano.
  • Segunda quinzena de outubro – provável liberação do acesso aos cartões de confirmação da inscrição, aquele que traz informações sobre o candidato, local das provas, opção de língua estrangeira e solicitações de serviços especiais (para pessoas com deficiência, grávidas, lactantes, etc.). A data exata de liberação dos cartões só será definida mais adiante. De qualquer forma, fique ligado que divulgaremos assim que sair! O candidato deve baixar e imprimir seu cartão na Página do Participante do Enem. O MEC não envia o cartão pelo correio.
  • 5 de novembro – é dia de frio na barriga. Começa o Enem 2016! Os candidatos vão encarar 45 questões objetivas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e 45 de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Os portões dos locais de prova abrem ao meio-dia, fecham às 13 horas, o exame começa pontualmente às 13h30 (horário de Brasília) e haverá um tempo de 4 horas e 30 minutos para fazer toda a prova.
  • 6 de novembro – segundo dia do Enem, com provas de Redação, Matemática e suas Tecnologias e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Os horários de abertura e fechamento dos portões, bem como de início da prova, são os mesmos do dia anterior. O candidato terá 5 horas e 30 minutos para terminar tudo.
  • 19 de janeiro de 2017 – sai o resultado do Enem 2016. Poucos dias depois, o MEC abre os processos seletivos que usam a nota do Exame, como o Sisu, o ProUni e o FIES.

2. Uma rotina de estudos vai te fazer bem!

Pode parecer uma chatice, mas criar uma rotina de estudos ajuda o cérebro a trabalhar melhor. Além disso, você pode controlar de perto o que já foi estudado e o que falta revisar. O Enem pede muito conteúdo (são três anos reunidos em 180 questões!) e o risco de você deixar passar alguma matéria é grande.

É bem simples: defina quantas matérias você vai estudar por dia e quantas horas são necessárias para cada uma delas. Dê prioridade àquelas que lhe parecem mais difíceis. É importante tentar cumprir sua cota diária de estudos para não perder o ritmo.

3. Não se esqueça de estudar para a redação

Um dos erros mais comuns dos candidatos do Enem é deixar a redação em segundo plano. Muitos confiam naquele conhecimento raso ou no fato de terem lido algo sobre o tema em alguma rede social.

Pois isso pode render uma nota final baixa e a consequente desclassificação para a vaga tão sonhada. Os avaliadores desta prova estão interessados em saber se você consegue argumentar sobre o tema e ainda propor uma solução para a questão que respeite os Direitos Humanos, tudo isso com um bom embasamento e respeito às normas cultas da Língua Portuguesa.

Estudar para a redação envolve ficar por dentro dos temas de relevância política, econômica, social e cultural em pauta no Brasil. É preciso analisar todos os lados da questão e assumir uma postura analítica séria. Treine o modelo pedido e aproveite para tirar suas dúvidas com o professor!

4. Exercite as provas antigas!

Pense no Enem como uma maratona física, em que seu cérebro terá que enfrentar uma corrida com obstáculos e um tempo determinado para fazer todo o percurso. Quem não conseguir completar a prova vai perder pontos na nota final.

A dica é pegar as provas antigas e exercitá-las em casa, com um relógio do lado. Com o tempo da prova e a quantidade de perguntas, você terá uma média de 3 minutos para responder cada uma delas! Quem chegar ao Exame em boa forma já entra na disputa com uma bela vantagem.

O site do Inep (instituto que organiza o Enem) disponibiliza todas as provas desde 1998, inclusive com gabaritos!

O ideal é fazer as provas do Enem a partir da edição de 2010, quando o Exame tomou a forma que tem hoje.

5. A internet também serve para estudar

A internet tem muito conteúdo legal sobre o Enem. E o melhor: há boas opções disponíveis gratuitamente.

Com uma busca rápida é possível encontrar aulas, dicas e correções de provas – tudo em vídeo, animações ou com algum tipo de interatividade. É um alívio para quem não aguenta mais estudar somente com livros e apostilas.

6. O edital é leitura obrigatória!

Sim, a gente sabe que o edital é longo, detalhado e chato de ler. Mas ali tem todas as dicas para quem realmente quer fazer bonito no Enem. Se você for até o final do documento, vai encontrar uma lista com todos os conteúdos que podem cair nas provas. Use como um guia de estudos.

O edital também traz datas e procedimentos importantes pra você garantir a sua inscrição sem problemas.

O documento está disponível no site oficial do Enem.

Veja também:

Descubra como você pode usar a nota do Enem 2016

Como está seu ritmo de estudos para o Enem? Tem alguma dica para compartilhar? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin