dcsimg

Descubra como se inscrever no SISU 2017

Saiba tudo sobre as inscrições do Sisu 2017. Fique por dentro dos requisitos de participação, cronograma e passo a passo para se inscrever!

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) teve sua primeira edição em janeiro de 2010. Desde então, vem preenchendo vagas em universidades públicas de todo o Brasil usando como critério o desempenho dos participantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

É uma mão na roda para quem fez o Enem e quer se livrar do vestibular!

Em 2017, são duas oportunidades de tentar entrar em universidades públicas pelo Sisu: no primeiro e no segundo semestre.

Descubra a seguir quais são os critérios de participação, como funciona a concorrência e como se inscrever no Sisu 2017!

Quem pode se inscrever no Sisu 2017?

Para se inscrever no Sisu 2017, você precisa ter feito o Enem 2016 e não ter zerado na redação.

O Sisu não exige limite de renda familiar para participar e os candidatos podem concorrer a vagas em todo o País.

Qual a taxa de inscrição do Sisu 2017?

Você não precisa pagar para se inscrever no Sisu 2017. O processo é totalmente gratuito!

Existe nota mínima para se inscrever no Sisu 2017?

Se você não tiver zerado na redação do Enem 2016, já pode se inscrever no Sisu 2017. Porém, ao acessar o sistema e escolher uma opção de curso, pode aparecer uma nota mínima para disputar aquela vaga específica.

Isso acontece porque o Ministério da Educação (MEC) permite que cada universidade determine um desempenho mínimo para concorrer. As notas podem variar entre as instituições e cursos.

Como faço para me inscrever no Sisu 2017?

Durante o período determinado pelo MEC você deve:

  1. Acessar o site do Sisu.
  2. Informar o número de inscrição e senha do Enem 2016. Caso não lembre dessas informações, basta entrar no site do Enem e recuperar os dados.
  3. Conferir as informações apresentadas na tela. O sistema do Sisu recupera automaticamente os dados referentes ao Enem 2016, como endereço, documentos de identificação do participante, etc. Se for o caso, você pode alterar ou corrigir essas informações.
  4. Buscar e selecionar, entre as vagas disponíveis, a sua primeira opção de curso, universidade, campus, turno e modalidade de concorrência (cotas ou não).
  5. Repetir o processo para a segunda opção.
  6. Conferir as informações e confirmar a inscrição.

Importante! Durante todo o período de inscrições, você poderá alterar suas opções de curso quantas vezes quiser. O Sisu vai considerar sempre a última informação gravada no sistema para fazer a seleção final.

Quando acontecem as inscrições do Sisu 2017?

O Sisu abre inscrições no primeiro e no segundo semestre. Os processos seletivos são independentes, ou seja, se você não passar no primeiro e quiser participar do segundo, vai precisar se inscrever novamente.

A primeira edição do Sisu 2017 abre inscrições no dia 24 de janeiro (terça-feira) e encerra no dia 27 de janeiro (sexta-feira). O resultado já sai na segunda-feira seguinte, dia 30 de janeiro. Serão oferecidas 238.397 vagas, em 131 instituições.

A segunda edição do Sisu 2017 deve acontecer no meio do ano e vai selecionar candidatos que começarão a estudar no segundo semestre letivo. Assim que o MEC divulgar o cronograma, você ficará sabendo por aqui.

Que nota preciso tirar no Enem para passar no Sisu 2017?

Dentre os processos seletivos que usam a nota do Enem, o Sisu é o mais concorrido, com notas de corte mais altas. Por isso, quanto melhor seu desempenho no Enem 2016, maiores as chances de passar no Sisu 2017.

A nota exata, infelizmente, não dá para saber com antecedência. A pontuação necessária para passar muda em virtude da edição do Sisu e do desempenho dos candidatos que escolheram a mesma opção de curso, turno, modalidade de concorrência, universidade e campus.

No ano anterior, mais de 80% dos cursos exigiram 600 ou mais pontos no Enem. Nos mais disputados, só entraram candidatos com mais de 800 pontos.

Antes que você desista de concorrer por achar que não tem pontuação suficiente, saiba que durante as inscrições o Sisu divulga as notas de corte parciais. Com essa informação, os inscritos podem avaliar se sua pontuação permite entrar na vaga desejada e, se for o caso, modificar a opção de curso para ter mais chances de passar.

Não passei no Sisu. E agora?

O Sisu atrai milhões e milhões de inscritos a cada edição, que disputam cerca de 200 mil vagas. Isso significa que fatalmente a maioria ficará de fora. Se esse for o seu caso, não se preocupe.

Você ainda pode conseguir entrar em uma universidade em 2017, seja pelo vestibular tradicional, agendado ou apresentando sua nota do Enem. Várias faculdades oferecem essa vantagem e os critérios podem variar entre as instituições. Consulte o edital do ingresso via Enem no site da universidade onde você pretende estudar.

Além disso, após o Sisu abrem as inscrições para dois programas do Governo Federal que ajudam o estudante de baixa renda a cursar o ensino superior:

Programa Universidade para Todos (ProUni): oferece bolsas parciais e integrais em faculdades particulares bem avaliadas pelo MEC. Para concorrer ao benefício, é preciso ter feito o Enem 2016, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação. O candidato não pode ter diploma de nível superior e deve se encaixar nos critérios de renda familiar e formação escolar definidos pelo Programa.

Fundo de Financiamento Estudantil (FIES): concede empréstimos a juros baixos para ajudar a pagar a faculdade. A dívida só começa a ser quitada após a formatura. Para se inscrever no processo seletivo é preciso atender ao critério de renda familiar máxima, além de ter obtido pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero em qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Veja algumas faculdades reconhecidas pelo MEC que aceitam a nota do Enem para ingresso direto, além de participarem do ProUni e do FIES:

Veja também:

Saiba que nota você precisa tirar no Enem para passar no Sisu

Vai participar do Sisu 2017? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin