dcsimg

Saiba tudo sobre as notas de corte do Enem para Sisu, ProUni e FIES

Descubra que nota você precisa tirar no Enem para passar nos principais programas de acesso ao ensino superior do Governo Federal: Sisu, ProUni e FIES!

Sisu, ProUni, FIES

Pelo menos duas vezes por ano, no início de cada semestre, três palavrinhas se transformam no pesadelo de todo estudante que fez o Enem e agora tenta entrar na faculdade: nota de corte!

Seja no Sisu, no ProUni ou no FIES, a nota de corte é o que define se você vai conseguir uma vaga na universidade pública, uma bolsa em faculdade privada ou um financiamento a juros baixos.

Dos três, o Sisu é o mais disputado e o que apresenta as notas de corte mais altas. Nos últimos anos, porém, tanto o ProUni quanto o FIES têm ficado cada vez mais competitivos e difíceis de conseguir.

A seguir, saiba tudo sobre que nota você precisa tirar no Enem para se dar bem nos processos seletivos do Sisu, ProUni e FIES!

Como funciona a nota de corte

Nota de corte é a menor pontuação necessária para passar em determinado processo seletivo. Nesses três programas do Governo, o valor é calculado a partir da nota do Enem de todos os concorrentes a uma vaga no mesmo curso, turno e instituição. No caso do Sisu e do ProUni, a nota de corte também leva em consideração a modalidade de concorrência (cotas ou não).

Por isso, quando você ouve, por exemplo, que a nota de corte de Medicina na Universidade Federal do Ceará no Sisu foi de 791, já sabe que esse foi o mínimo exigido para conseguir uma vaga naquela graduação. Quem tinha nota acima disso, certamente entrou no curso. Quem não alcançou essa pontuação, ficou de fora.

Durante os períodos de seleção do Sisu, ProUni ou FIES, a nota de corte é calculada e divulgada uma vez por dia. Assim, os participantes podem verificar se têm chances de entrar na primeira opção e mudar de curso se for preciso.

Nota de corte do Enem para Sisu

O Sistema de Seleção Unificada escolhe candidatos para ocupar vagas em universidades públicas de todo o País. Para participar, é obrigatório ter feito a edição mais recente do Enem e ter tirado nota acima de zero na redação.

O Sisu é bastante concorrido e as notas de corte necessárias para entrar nos cursos mais disputados chegam a superar os 800 pontos!

Na primeira edição de 2016 do Sisu, Medicina, Engenharia Química e Ciências Econômicas ficaram no topo da lista com as maiores notas de corte. Confira:

  1. Medicina (Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ): 824,74 pontos
  2. Engenharia Química (Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ): 811,94 pontos
  3. Medicina (Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP): 809,36 pontos
  4. Ciências Econômicas (Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ): 807,3 pontos
  5. Medicina (Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG): 805,74 pontos
  6. Medicina (Universidade Federal Fluminense – UFF): 804,87 pontos
  7. Medicina (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS): 804,83 pontos
  8. Medicina (Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ): 804,57 pontos
  9. Engenharia de Computação (Universidade Federal de São Carlos – UFSCAR): 802,44 pontos
  10. Medicina (Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM): 802 pontos

Mas calma! Essas notas nas alturas não se aplicam a todos os cursos. Embora o Sisu seja, sim, um processo disputado, em algumas graduações é possível entrar com notas mais baixas, entre 500 e 600 pontos.

Nota de corte do Enem para ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) concede bolsas de estudos para que pessoas de baixa renda possam fazer um curso superior em faculdades particulares.

Para concorrer a uma bolsa, o candidato precisa ter feito o Enem mais recente, com desempenho mínimo de 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

Ou seja: a nota mínima para se inscrever no ProUni é de 450 pontos, o que não garante uma vaga. Em cursos mais concorridos, a nota de corte pode ser bem similar à do Sisu.

Para conseguir bolsa de estudos em Medicina e Direito em algumas faculdades particulares, por exemplo, as notas de corte têm chegado a 790 pontos em edições recentes. Já nos cursos de licenciatura e alguns superiores de tecnologia, a média tem sido de 600 pontos.

Nota de corte do Enem para FIES

Desde que se tornou um processo seletivo, em 2015, o FIES também passou a exigir nota mínima no Enem aos interessados em um financiamento estudantil a juros baixos.

Hoje, quem quiser concorrer ao benefício precisa ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2010, com pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

As notas de corte para os cursos mais concorridos também são altas, embora um pouco mais baixas que no Sisu e no ProUni.

Para conseguir o FIES para Medicina em 2016, por exemplo, o estudante teve que apresentar uma pontuação mínima entre 662 e 788 pontos.

Claro que, assim como acontece no Sisu e no ProUni, também existem cursos que permitem ingresso com notas menores, entre 500 e 600 pontos.

Nota de corte das Cotas

Ao contrário do que muita gente pensa, as notas de corte dos cursos que têm vagas por cotas (ou ações afirmativas) não são muito mais baixas que as da ampla concorrência.

Na maioria das vezes, a diferença entre uma e outra é muito pequena. Em muitos casos, inclusive, as notas das cotas superam as da ampla concorrência.

Veja algumas diferenças entre notas de ampla concorrência e cotas em processos seletivos recentes:

Administração:

  • Ampla concorrência: 770,20
  • Cotas: 750,54

Arquitetura e Urbanismo:

  • Ampla concorrência: 767,48
  • Cotas: 781,20

Comunicação Social – Jornalismo:

  • Ampla concorrência: 720,02
  • Cotas: 713,86

Engenharia Mecânica:

  • Ampla concorrência: 781,28
  • Cotas: 791,96

Medicina:

  • Ampla concorrência: 814,88
  • Cotas: 805,34

Veja também:

Descubra por quanto tempo vale o Enem

Fez o Enem e participou de algum desses processos seletivos? Conte para a gente nos comentários o que achou das notas de corte!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin