dcsimg

Conheça as novas regras do FIES 2018

A partir de 2018 o FIES ganha cara nova. Confira agora mesmo o que mudou e como fazer para conseguir o financiamento!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) foi criado pelo governo federal para democratizar o acesso dos estudantes brasileiros ao ensino superior. Para isso, financia as mensalidades da graduação e o aluno só começa a quitar a dívida depois de formado.

A cada ano o programa passa por reformulações e vai se adaptando às mudanças sociais e econômicas do país. Para 2018, o FIES preparou um grande pacote de novidades.

As regras mudam em quesitos como os tipos de contrato, renda familiar máxima para concorrer a uma vaga e a taxa de juros aplicada ao valor financiado. Em muitos casos, você vai ver que as facilidades e vantagens agora serão ainda maiores.

Confira a seguir todos os detalhes sobre o novo FIES, veja os cursos que você pode financiar e também algumas faculdades que fazem parte do programa!

Taxa de juros do FIES 2018

Até a última edição do FIES de 2017, os juros aplicados eram de 6,5% ao ano.

A partir de 2018 as taxas de juros aplicadas à dívida podem ser de 0% ao ano, 3% ao ano ou 6,5% ao ano, dependendo do tipo de contrato.

Renda familiar para concorrer ao FIES 2018

A renda familiar é um dos requisitos de inscrição no FIES. Como o FIES tem um caráter social, procurando ampliar o acesso dos estudantes de baixa renda ao ensino superior, a prioridade são os alunos que, sem o financiamento, não teriam condições de ir à universidade.

A boa notícia é que o limite de renda para participar do processo seletivo do FIES aumenta em 2018: o que antes era um teto de até três salários mínimos de renda familiar bruta mensal por pessoa passará a ser, em alguns casos, de até cinco salários mínimos por pessoa. Isso vai depender do tipo de contrato em que o estudante se encaixa, como veremos a seguir.

Novos tipos de contrato do FIES 2018

Uma das principais mudanças do FIES é que, a partir de 2018, o programa oferece três tipos de contrato diferentes, e não apenas um, como ocorria até a última edição de 2017.

Um dos tipos foi pensado para estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa. A grande vantagem aqui é que a dívida do financiamento será paga sem juros, apenas com a correção monetária.

A segunda modalidade está voltada a estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país com renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa. O objetivo é aumentar a quantidade de profissionais de nível superior nessas regiões. A taxa de juros será de 3% ao ano.

Por fim, há um tipo de contrato que ainda está em fase de elaboração. O que foi divulgado até agora é que a renda familiar solicitada também será de até cinco salários mínimos por pessoa. Quanto à taxa de juros, não há por enquanto um número concreto, mas deve ficar ao redor de 6,5% ao ano.

Valor das parcelas

A partir de 2018, o valor das parcelas da dívida do financiamento não poderá exceder os 10% da renda mensal do profissional.

Carência

Outra grande mudança acontece quanto ao prazo de carência (o período que o estudante tem depois de formado para começar a pagar a dívida). Antes, esse tempo era fixo, de 18 meses após a formatura. A partir de 2018, a dívida começa a ser paga quando o profissional recém-formado começa a trabalhar.

Quais cursos posso financiar pelo FIES em 2018?

O número de cursos de graduação que o estudante pode financiar pelo FIES é muito grande. Eles podem ser de bacharelado, licenciatura ou tecnológicos, em todas as áreas do conhecimento. É importante saber que só valem cursos presenciais de instituições privadas.

A lista completa dos cursos disponíveis é publicada quando são abertas as inscrições e pode ser consultada na página oficial do FIES Seleção.

Veja a seguir algumas opções de cursos que costumam estar disponíveis:

  • Administração
  • Ciências Contábeis
  • Comércio Exterior
  • Design Gráfico
  • Direito
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Engenharia Civil
  • Engenharia da Computação
  • Fisioterapia
  • Gestão Financeira
  • Jornalismo
  • Marketing
  • Medicina
  • Nutrição
  • Odontologia
  • Pedagogia
  • Psicologia
  • Serviço Social
  • Turismo

Faculdades que aceitam o FIES 2018

Muitas faculdades em todo o Brasil aderiram ao FIES, e todas têm algo em comum: já passaram pela avaliação do Ministério da Educação (MEC) e receberam boas notas quanto à sua qualidade educacional.

Isso significa mais tranquilidade ao candidato e a certeza de que estará estudando em uma instituição de bom nível. Veja algumas opções que selecionamos para você:

Veja também:

Confira o calendário com as principais datas do FIES 2018

E aí, está preparado para encarar o FIES 2018? Qual curso você quer financiar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin