dcsimg

Saiba como é possível mudar de curso com o FIES

Veja como fazer para pedir a transferência de curso sem perder seu financiamento do FIES!

À vezes a gente faz algumas escolhas e depois se arrepende. Isso também se aplica à profissão que desejamos seguir. E não tem nada de errado em querer mudar de curso – muito pelo contrário, pode ajudar a evitar frustrações lá na frente.

Mas como fica quem tem o FIES? O estudante que assinou contrato para um curso e faculdade precisa cumpri-lo até o fim na mesma graduação e local de estudo? Dá para transferir o financiamento para outro curso? Quem tem o FIES pode mudar de graduação sem perder o benefício?

Para acabar com sua agonia, já antecipamos que para tudo isso tem jeito. Leia o nosso guia sobre como mudar de curso e manter o seu financiamento do FIES, quais são as regras de transferência, como pedir a mudança e outras dúvidas relacionadas ao tema. Vamos lá?

Dá para mudar de curso utilizando o FIES?

Sim. Caso você não esteja satisfeito com a sua graduação, por qualquer que seja o motivo, é possível mudar. No entanto, algumas regras devem ser observadas para poder fazer a transferência.

Quais são as regras para mudar de curso com o FIES?

Como dissemos acima, é possível fazer a mudança de curso sem perder o FIES, mas há algumas condições:

O estudante contemplado com o FIES só poderá mudar de curso uma única vez e a mudança deve ser feita para um curso na mesma instituição de ensino. Há um prazo máximo para pedir a transferência de graduação, que deve ser de até 18 meses (um ano e meio) após o início das aulas.

Já para o bolsista parcial do ProUni que também utiliza o FIES a regra é diferente. Aos estudantes nessa condição é permitido mudar de curso mais de uma vez e não há restrição de tempo transcorrido, ou seja, é possível fazer a mudança após os 18 meses da graduação inicial.

A transferência de curso deve ser solicitada dentro dos prazos estabelecidos pelo MEC. Informe-se em sua faculdade sobre o calendário do semestre em que você pretende se transferir.

Como solicitar a mudança de curso?

Solicitar a mudança de curso não é um bicho de sete cabeças, só é um processo um pouquinho burocrático. Se você se organizar, vai tirar de letra. Faça o seguinte:

  1. Acesse o site do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES).
  2. Faça seu login informando o CPF e a senha.
  3. Clique em “Aditamento FIES” no menu lateral. Vai aparecer uma tela escrita “Aditamento de Contrato de Financiamento”.
  4. Clique em “Aditamentos disponíveis” e depois em “Transferência integral”.
  5. Clique no semestre que você está cursando ou acabou de cursar.
  6. Preencha os dados para solicitar a transferência. Como você deseja apenas mudar de curso, os dados da instituição de ensino são os mesmos. Copie as informações da universidade e informe o curso para o qual deseja se transferir.
  7. Preencha a data do desligamento. Será necessário informar a data em que você será desligado do curso em que está matriculado atualmente. A data deverá ser ou no mês de junho (caso queira ser transferido no segundo semestre) ou no mês de dezembro (caso queira iniciar o novo curso no início do ano).
  8. Preencha o número de semestres a cursar. Como você quer começar um curso novo, terá que inserir o número total de semestres do curso.
  9. Clique em gravar e prosseguir. Todas as informações inseridas serão mostradas em uma tela. Leia tudo com atenção para ver se não deixou passar nada ou inseriu alguma informação incorreta. Os dados devem estar corretos para você não correr o risco de ter sua transferência negada.
  10. Imprima o comprovante do pedido de transferência.

O pedido será avaliado pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da faculdade, que terá um prazo para analisar a transferência. Caso seja aprovado, você deverá comparecer à CPSA para validar o processo.

Posso me transferir para um curso com nota de corte maior?

Não. Isso precisa ficar bem claro: não é possível fazer a transferência para um curso com nota de corte maior que o a que você apresentou para entrar em seu curso atual. Não dá para entrar em um curso com 500 pontos e pedir transferência para outro que exija 650 pontos no Enem, por exemplo.

Preste muita atenção nisso e pesquise a nota de corte aproximada com antecedência para não ter seu pedido negado.

Posso me transferir do FIES para um financiamento privado ao mudar de curso?

Pode. Nada impede o estudante de optar por um financiamento privado ao mudar de curso. Inclusive, é uma boa saída caso o curso que você queira tenha uma nota de corte maior do que aquela que você apresentou para entrar em sua graduação atual.

Lembramos que, de qualquer forma, é necessário prestar o vestibular e ser aprovado no curso. Se você optar pelo financiamento privado, no entanto, não vai precisar ficar amarrado à instituição de ensino atual, pode se transferir para qualquer uma que desejar (e passar).

Não se esqueça de que ao sair do FIES ainda será necessário pagar a dívida correspondente ao período que você estudou com a ajuda desse financiamento. Portanto, coloque tudo na ponta do lápis e veja se é vantajoso optar por outra forma de crédito estudantil e ainda ter que quitar a dívida do programa.

Faculdades que aceitam o FIES

Fazer uma faculdade que aceita o FIES é sinônimo de tranquilidade. Isso porque todas as instituições de ensino participantes do programa são reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC, o que garante a qualidade de ensino e a validade do diploma em todo o território nacional.

Confira a seguir algumas universidades que, além de aceitarem o FIES, também oferecem financiamentos estudantis próprios e outras formas de desconto para facilitar a vida dos estudantes:

Veja também:

ProUni e FIES juntos

Já tem o FIES e deseja se transferir de curso? Para qual? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin