dcsimg

Entenda se é necessário prestar Enem para conseguir o FIES

O FIES é o programa de financiamento estudantil do governo federal. Descubra se você precisa ter feito o Enem para tentar o benefício!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) foi criado em 1999 para ampliar o acesso ao ensino superior. No início, os requisitos de participação eram bem mais fáceis de cumprir: bastava atender ao critério de renda familiar total, preencher alguns documentos e pedir o financiamento em qualquer época do ano. Quem fizesse o processo corretamente ganhava o benefício.

Com o tempo, o programa foi passando por uma série de mudanças. A utilização do desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está entre elas. Houve um período em o FIES não tinha nada a ver com o Exame, depois o Enem passou a ser exigido em alguns casos. E hoje já é diferente.

Quer saber se você precisa ter feito o Enem para tentar um financiamento do FIES? Fique aqui com a gente. Vamos resolver esse mistério e responder a várias outras dúvidas sobre o programa.

Precisa de Enem para participar do FIES?

Sim, é obrigatório ter feito o Enem para pedir o FIES. Desde 2015, quando se tornou um processo seletivo, o FIES passou a exigir que o candidato tenha feito o Enem, com desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

Além disso, é necessário se encaixar em critérios de renda familiar, que podem variar de acordo com a edição.

Posso usar o Enem de qualquer ano para pedir o FIES?

O FIES permite apresentar a nota de qualquer edição do Enem a partir de 2010.

No entanto, lembramos que o Enem não acumula pontos, ou seja, se você fez duas edições do Enem, não pode somá-las para conseguir a pontuação necessária. Não dá para combinar as notas de dois anos diferentes.

O sistema do FIES está ligado com o do Enem. Quando você digitar seu CPF ao se inscrever, o programa já descobre se você fez o Enem, de quais edições participou e em qual delas tirou a melhor nota. Caso você tenha feito mais de um Enem, será considerada aquela em que você teve a média mais alta.

A nota do Enem influencia no FIES?

Sim, e muito! Desde que o FIES se tornou um processo seletivo, a nota do Enem passou a ser o critério adotado para a classificação dos candidatos.

Assim, quanto maior for a sua nota no exame, maior as chances de obter um financiamento do FIES.

Que nota preciso tirar no Enem para conseguir o FIES?

Para participar do processo seletivo do FIES, é obrigatório apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas do Enem, sem ter zerado na redação. Mas atenção: essa é a pontuação mínima para se inscrever.

Na prática, a nota que você precisa tirar no Enem para conseguir uma vaga no FIES pode chegar a ser bem mais alta.

Isso vai depender de alguns fatores, como a faculdade que você pretende cursar (instituições de ensino mais tradicionais e conceituadas podem exigir notas mais altas), o curso (geralmente Medicina, Engenharias e Direito podem ser mais difíceis de entrar), a unidade, o turno e, obviamente, o desempenho dos candidatos que estiverem disputando a mesma vaga.

Confira abaixo algumas notas de corte em diversos cursos, de acordo com edições recentes do FIES:

Design

Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM): 621 pontos

Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR): 701 pontos

Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE): 677 pontos

Direito

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 742 pontos

Universidade Regional de Blumenau (FURB): 718 pontos

Universidade de Fortaleza (UNIFOR): 718 pontos

Engenharia Civil

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP): 721 pontos

Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI): 692 pontos

Universidade de Taubaté (UNITAU): 682 pontos

Engenharia Mecânica

Universidade Fumec (FUMEC): 694 pontos

Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE): 682 pontos

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG): 731 pontos

Medicina

Faculdade Barão do Rio Branco (FAB): 702 pontos

Universidade Estácio de Sá (UNESA): 715 pontos

Universidade Anhembi Morumbi (UAM): 719 pontos

Pontifícia Universidade do Paraná (PUC-PR): 786 pontos

Moda

Faculdade Santa Marcelina (FASM): 647 pontos

Centro Universitário Senac (SENAC): 629 pontos

Centro Universitário Belas Artes (FEBASP): 625 pontos

É possível conseguir o FIES com a nota mínima?

O FIES pode ser bem disputado nos cursos mais tradicionais. No entanto, há cursos mais tranquilos de entrar, com notas de corte mais baixas, se aproximando bastante aos 450 pontos exigidos para a inscrição.

Outra coisa que deve ser levada em conta é a instituição de ensino: há faculdades mais concorridas para determinadas graduações. Se a sua nota for insuficiente para determinado curso de uma instituição tradicional e você não quiser escolher outra graduação, a dica é procurar um local menos disputado.

Dê uma olhada em exemplos com notas de corte mais baixas:

Enfermagem

Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU): 458 pontos

Universidade Paulista (UNIP): 454 pontos

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA): 455 pontos

Engenharia Mecânica

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA): 451 pontos

Universidade de Franca (UNIFRAN): 481 pontos

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS): 483 pontos

Fisioterapia

Pontifícia Universidade Católica SP (PUC-SP): 566 pontos

Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS): 451 pontos

Universidade Paulista (UNIP): 453 pontos

Pedagogia

Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE): 556 pontos

União das Faculdades dos Grandes Lagos (UNILAGO): 450 pontos

Centro Universitário Montserrat (UNIMONTE): 452 pontos

Secretariado

Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU): 520 pontos

Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA): 456 pontos

Universidade Estácio de Sá (UNESA): 466 pontos

Teologia

Pontifícia Universidade Católica SP (PUC-SP): 543 pontos

Pontifícia Universidade Católica MG (PUC-MG): 500 pontos

Centro Universitário Filadélfia (UNIFIL): 466 pontos

Como participar do FIES?

Se você preenche os requisitos de renda familiar e desempenho no Enem exigidos pelo FIES, pode se inscrever tranquilamente. São duas edições por ano, no primeiro e no segundo semestre.

No período determinado pelo MEC, acesse o site do FIES Seleção e preencha as informações solicitadas. As inscrições ficam abertas por apenas quatro dias e o resultado sai logo na semana seguinte.

Fique bem ligado: o FIES não avisa o candidato que ele foi selecionado. É necessário acompanhar o sistema e ficar de olho nas convocações.

Se você for pré-aprovado, deverá apresentar a documentação exigida tanto na instituição de ensino escolhida quanto no banco onde irá fazer o financiamento. O prazo é bem curto e não tem prorrogação. Quem não conseguir levar os documentos dentro da data estabelecida perde a vaga e cede o financiamento ao próximo da lista.

Faculdades que aceitam o FIES

Para participar do FIES, as faculdades devem ser reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC. Você pode conferir quais são as faculdades participantes e os cursos oferecidos quando a nova edição do FIES abrir inscrições. Destacamos algumas que costumam participar. Dê uma olhada:

Veja também:

Documentos para o FIES

Está pensando em se inscrever no FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin