dcsimg

Descubra qual é a taxa de juros do FIES atualmente

O FIES tem três diferentes tipos de contrato, com taxas de juros distintas. Saiba mais!

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) já ajudou centenas de milhares de estudantes a conseguir o tão sonhado diploma universitário.

Com o FIES, o estudante recebe uma ajuda para pagar a faculdade e só começa a quitar a dívida depois de se formar, com prazo a perder de vista. O grande diferencial do programa é que os juros são mais baixos do que os praticados pelos bancos em financiamentos privados.

Veja o guia que preparamos sobre os juros do FIES. Saiba mais sobre os três tipos de contrato que o programa trabalha atualmente, suas respectivas taxas de juros e como proceder para quitar a dívida. Vamos lá?

Como funciona o FIES?

O FIES exige passar em um processo seletivo que leva em consideração o desempenho no Enem. Para se inscrever, é necessário apresentar pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero em qualquer edição do Enem a partir de 2010.

Além da questão da nota do Enem, o inscrito deverá comprovar renda familiar bruta mensal de até cinco salários mínimos por pessoa.

Qual é a taxa de juros do FIES atualmente?

Atualmente, o FIES trabalha com três tipos diferentes de contrato – cada tem características e taxas de juros distintas.

Contrato 1: Voltado aos estudantes com renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa. Nessa modalidade, a taxa de juros é zero.

Contrato 2: Atende aos estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos por pessoa, moradores das regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste. A taxa de juros é de 3% ao ano.

Contrato 3: Criado para ajudar estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos por pessoa. A taxa de juros dessa modalidade ainda não foi definida.

Quanto ao juro zero, vale chamar a atenção para o fato de que isso não significa que o contratante pagará exatamente o mesmo valor que tomou emprestado do governo. A dívida será corrigida pela inflação do período.

Quanto vou ter que pagar ao FIES após me formar?

O valor da dívida do FIES varia caso a caso, dependendo da duração do curso, do valor das mensalidades e do percentual financiado, entre outros aspectos. A boa notícia é que nos novos contratos do FIES será possível saber o valor financiado antes de assinar o contrato.

Isso quer dizer que o estudante poderá se planejar melhor (antes, só era possível saber o valor financiado por semestre).

Uma das coisas que devem ser levadas em conta na hora de contratar o financiamento é se o curso dará o retorno esperado. Explicamos: o aluno deve calcular se o salário médio de um recém-formado na profissão escolhida é o suficiente para custear as parcelas da dívida do FIES.

Portanto, nossa dica é: coloque tudo na ponta do lápis. Seu curso deverá lhe possibilitar arranjar um emprego que cubra seus custos de vida e as parcelas mensais do FIES.

Vale lembrar que o governo federal vem fazendo algumas modificações no FIES. Uma das mais recentes é que a parcela da dívida não pode ultrapassar 10% da renda do beneficiado.

Em quanto tempo devo pagar o FIES?

Durante o período em que estiver cursando a faculdade, o estudante paga apenas parcelas trimestrais ao FIES. Após a formatura, inicia-se o prazo para quitar a dívida do FIES. Até 2017, havia um limite para esse prazo de carência: 18 meses. A partir de 2018, esse limite deixa de existir.

Enquanto não se recoloca no mercado, ele precisa pagar as parcelas trimestrais. As parcelas da dívida começarão a ser pagas quando o recém-formado conseguir um emprego. As prestações poderão ser descontadas diretamente do salário.

O período de pagamento pode variar de caso para caso, uma vez que vai depender de fatores como a duração do curso e o valor da mensalidade financiada. Mas não se preocupe! Antes de assinar o contrato do FIES você terá acesso a essa informação.

Faculdades que participam do FIES

Para participar do FIES é necessário que a instituição de ensino seja reconhecida e bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC).

Confira algumas faculdades que costumam participar do FIES:

Veja também:

O que é o aditamento do FIES?

Está pensando em se candidatar ao FIES? Qual graduação pretende cursar? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin