dcsimg

Descubra quantos pontos vale a redação do ENEM

Veja quanto vale a redação do Enem e o que fazer para evitar um zero!

A prova de redação é, para muita gente, o bicho-papão do Enem. É preciso seguir um modelo específico, o tema só é revelado na hora e, para piorar, em apenas uma hora o candidato deve pensar no texto, estruturar as ideias no rascunho e passar tudo a limpo na folha de resposta.

O esforço não é em vão. Essa prova é uma das mais importantes. Além de possibilitar uma boa pontuação (todo ano muita gente alcança a nota máxima), tirar acima de zero é um dos requisitos para concorrer em vários processos seletivos.

Mas quantos pontos ao todo vale a redação do Enem? Como ela é corrigida? O que faz alguém zerar nessa prova?

Confira a seguir o guia que preparamos com tudo o que você precisa saber sobre a pontuação da redação do Enem!

Quantos pontos vale a redação do Enem?

A redação do Enem vale de 0 a 1.000 pontos. A nota é dividida em cinco partes, com 0 a 200 pontos para cada competência avaliada na prova:

  1. Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa
  2. Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa
  3. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista
  4. Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação
  5. Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos

Caso apresente excelente domínio em cada uma das competências avaliadas, o candidato ganha nota máxima, 1.000. A nota zero, por sua vez, acontece quando o participante:

  • Foge totalmente do tema
  • Não desenvolve o texto no modelo solicitado (dissertativo-argumentativo)
  • Desrespeita os direitos humanos
  • Escreve 7 linhas ou menos
  • Copia os textos motivadores
  • Usa xingamentos ou outras formas propositais de anulação
  • Apresenta partes deliberadamente desconectadas do tema (receitas de bolo, letras de música, poesias, etc.)
  • Entrega a folha de redação em branco, mesmo que tenha desenvolvido o texto no rascunho do caderno de prova

Como é corrigida a redação do Enem?

A redação do Enem é corrigida manualmente, uma a uma. Cada texto passa pela mão de pelo menos dois avaliadores, que não têm contato entre si e não sabem quem é o autor.

Os avaliadores são professores certificados, contratados pelo MEC. Eles atribuem uma nota de 0 a 200 a cada uma das cinco competências. A soma dessas notas é a pontuação geral da redação.

Quando a nota geral atribuída pelos dois professores tem uma diferença de 100 pontos ou mais, ou quando a pontuação de alguma competência tiver pelo menos 80 pontos de diferença, acontece o que a organização do Enem chama de discrepância. Nesse caso, a redação passa por uma terceira correção – ou quantas forem necessárias até que haja um consenso na nota.

Por que é importante tirar uma boa nota na redação do Enem?

Antes de falarmos da importância da nota da redação do Enem, vamos entender brevemente como funciona o sistema de pontuação das demais provas.

As quatro objetivas (Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática) são corrigidas a partir da Teoria de Resposta ao Item (TRI), um modelo complexo que envolve cálculos matemáticos, estatística e psicometria. A TRI consegue detectar chutes e leva em consideração o grau de dificuldade das questões e a coerência do participante ao responder perguntas fáceis, médias e difíceis. Com isso, as pontuações mínimas e a máximas das provas objetivas mudam a cada edição do Enem. E dificilmente chega a 1.000 pontos.

Uma das vantagens de caprichar na redação é que ela pode render pontuação acima das provas objetivas, aumentando a média geral.

Outro motivo para você investir na redação é que a nota é o primeiro critério de desempate em processos seletivos que usam a pontuação do Enem, como Sisu, ProUni e FIES. Ou seja, quando dois candidatos têm a mesma quantidade de pontos, tem prioridade aquele que apresentar maior nota na redação.

Por fim, vale lembrar que os participantes que tirarem zero na redação estão automaticamente fora da disputa por vagas em universidades públicas pelo Sisu, bolsas de estudos pelo ProUni e financiamento estudantil pelo FIES.

Como fazer uma boa redação no Enem

A cada edição do Enem, o MEC divulga um material super completo com todas as orientações e dicas para fazer uma boa redação – desde como seguir o formato dissertativo-argumentativo até exemplos de redações nota 1.000 com correção comentada. Vale muito a pena baixar essa cartilha assim que você se inscrever no Enem.

Separamos aqui algumas dicas:

  • Pratique o quanto antes. Pegue os temas de edições anteriores do Enem, para começar.
  • Leia bastante para aumentar seu repertório de ideias, argumentação e vocabulário.
  • Fique atento aos grandes temas da atualidade. O Enem tem preferência por assuntos que impactam a sociedade como um todo. Publicidade infantil, violência contra a mulher e intolerância religiosa são alguns exemplos recentes.
  • Quando estiver confortável com o modelo pedido, comece a treinar velocidade. No dia do Enem, você terá apenas uma hora para ler os textos motivadores, apresentar sua tese, defendê-la com argumentos e pensar numa solução que respeite os direitos humanos, além de passar o texto a limpo antes de entregar.

Faculdades que aceitam a nota do Enem

Você já deve saber que o Enem é a principal porta de entrada para a universidade no Brasil. Além dos programas do Governo Federal de acesso ao ensino superior (Sisu, ProUni e FIES), a nota do Exame pode ser usada para ingresso direto em inúmeras faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC.

Conheça algumas:

Veja também:

8 formas de começar a redação do ENEM

Já começou a treinar para tirar uma boa nota na redação do Enem? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin