dcsimg

Como criar um título para a redação do ENEM

Descubra agora mesmo se o título da redação do Enem é obrigatório e como criar o seu!

A prova de redação acontece no segundo dia do Enem, domingo, quando os candidatos têm cinco horas para escrever o texto, passar a limpo, resolver 45 questões de Linguagens e Códigos, 45 de Matemática e ainda assinalar o gabarito no cartão-resposta. É uma verdadeira corrida contra o relógio!

Para cumprir essa maratona, é preciso muita atenção, foco e uma boa dose de calma. Embora a redação do Enem tenha um modelo bem específico a ser seguido, o dissertativo-argumentativo, é recomendável desenvolver uma abordagem original, que fuja do lugar-comum. É aí que entra o elemento criatividade.

Mas e o título da redação, como fica em meio a tudo isso? É obrigatório? Como criar um título legal para a redação do Enem?

Confira as respostas a essas dúvidas e veja também como fazer um texto nota mil!

É obrigatório criar um título para a redação do Enem?

Normalmente, não. Em edições recentes do Enem, o título da redação tem sido optativo. Ou seja, se você pensar em um para colocar, ótimo. Se estiver sem criatividade, pode deixar sem.

Para ter certeza de que o título será ou não obrigatório na edição do Enem que você vai fazer (afinal, tudo pode mudar de um ano para outro!), leia com atenção o edital do Exame.

Vale lembrar que o título conta como linha escrita na redação. Por isso, você pode aproveitar esse recurso para contextualizar o leitor e, de quebra, ganhar uma linha a mais na contagem.

Como fazer um título na redação do Enem

O título de uma redação, seja ela para o Enem, Vestibular ou para a escola, deve:

  • Ser curto
  • Comunicar a ideia do texto sem “entregar o jogo”
  • Ser coerente com o texto desenvolvido
  • Instigar a curiosidade do leitor

Procure ser original. Frases feitas, manjadas e clichês, pode deixar de fora. Use a criatividade e, mais importante de tudo: deixe para colocar o título depois de já ter feito o texto.

Atenção: se você copiar o tema ou uma frase dos textos motivadores para usar como título, essa linha será desconsiderada na contagem.

Muita gente se pergunta se deve ou não pular uma linha entre o título e a redação. No caso do Enem, é melhor evitar. A folha de redação tem apenas 30 linhas e se você deixar uma em branco pode perder um espaço valioso na hora de passar o texto a limpo.

Exemplos de títulos de redação do Enem

A ideia aqui é apenas dar uma amostra para você entender a diversidade de caminhos que podem ser seguidos ao dar um título para a sua redação. Lembre-se de que o tema muda a cada ano e copiar o título de alguém é uma péssima ideia!

Vamos mostrar alguns títulos de redação que tiveram nota 1.000 em edições recentes do Enem.

Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil – 2013

“Sucesso absoluto”

Paulo Henrique Caban Stern Matta

“Construindo uma dinâmica mais ética do trânsito no Brasil”

Sarah Christyan de Luna Melo

“Inovações da Legislação: Perspectiva de Mudança Cultural”

Paulo Fagner Melo Silva

Publicidade infantil em questão no Brasil – 2014

“Publicidade Infantil: Um Desafio Ético e Político”

Leandro Henrique Siqueira Molina

“Publicidade infantil: enclave à faixa etária pueril”

Taiane Chechin

“Do VHS ao Blu-Ray”

Douglas Mansur Guerra

A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira – 2015

“Parte desfavorecida”

Anna Beatriz Alvares Simões Wreden

“Violação à dignidade feminina”

Cecília Maria Lima Leite

“Conserva a dor”

Caio Nobuyoshi Koga

O que garante uma redação nota 1.000 no Enem

Você já sabe que o título não interfere na nota da redação do Enem. Mas o que garante pontuação máxima?

A redação do Enem é avaliada de acordo com cinco critérios, as chamadas “competências” que o participante deve demonstrar no texto. De maneira resumida, elas são:

  1. Domínio da escrita formal da língua portuguesa
  2. Respeito ao modelo dissertativo-argumentativo
  3. Organização de informações para defender um ponto de vista
  4. Capacidade argumentativa usando bem o português
  5. Proposta de intervenção que respeite os direitos humanos

Cada uma das competências vale de 0 a 200 pontos. Quando uma redação é muito boa, os avaliadores podem até deixar passar pequenos erros de ortografia, uma vírgula fora do lugar ou uma concordância errada. Por isso, você vai ver que algumas redações nota 1.000 apresentam um errinho aqui, outro ali.

Há situações, no entanto, em que os avaliadores não dão mole. O participante do Enem vai tirar zero na redação se:

  • Fugir do tema
  • Não respeitar o modelo dissertativo-argumentativo
  • Desrespeitar os direitos humanos
  • Escrever até 7 linhas
  • Usar xingamentos ou outras formas propositais de anulação
  • Entregar a folha de redação em branco
  • Colocar trechos deliberadamente desconectados do tema

Um zero na redação do Enem significa, para muita gente, o fim do sonho de cursar uma faculdade naquele ano. É que vários processos seletivos usam a nota do Exame para classificar candidatos a vagas em universidades públicas, bolsas de estudos e financiamento estudantil do Governo Federal. Não ter zerado na redação é critério para todos eles!

Faculdades que usam a nota do Enem

Você pode usar a nota do Enem para entrar em uma universidade pública pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), obter bolsa de estudos pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), conseguir financiamento estudantil pelo FIES ou entrar direto em faculdades privadas, sem precisar fazer outra prova.

Confira algumas faculdades reconhecidas e bem avaliadas pelo MEC que aceitam a nota do Enem para ingresso direto, além de participarem do ProUni e do FIES:

Veja também:

Quantos pontos vale a redação do ENEM

E aí? Vai tentar fazer um título para sua redação do Enem ou vai deixar sem mesmo? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin