dcsimg

Vale a pena fazer FIES? Descubra

Descubra se vale a pena usar o financiamento do FIES para pagar a faculdade particular!

fies-logo

O FIES é uma linha de crédito criada pelo Governo Federal para ajudar alunos de baixa renda a pagar uma faculdade particular.

Os juros deste financiamento são mais baixos que os praticados pelo mercado e a dívida só começa a ser paga depois de um ano e meio da formatura.

Muitos estudantes que não podem arcar com os custos das mensalidades recorrem a este programa para conquistar um diploma e melhorar suas chances no mercado de trabalho.

Se por um lado a ideia de financiar a faculdade parece muito boa, por outro alguns estudantes ficam inseguros com o fato de começar a vida profissional já com parcelas a pagar.

Para tirar esta dúvida, conheça as principais características do FIES e descubra se é uma opção vantajosa para você!

Entenda como funciona o FIES

Recentemente o FIES passou por diversas mudanças. As regras para conseguir um financiamento estão mais rígidas e o número de vagas agora é limitado.

Veja como funciona o FIES e quem pode solicitar este benefício.

Quem pode pedir um financiamento pelo FIES

Para concorrer a uma vaga pelo FIES o candidato deve atender aos seguintes critérios:

  • Ter renda familiar mensal bruta de até 2,5 salários mínimos por pessoa.
  • Ter feito alguma edição do Enem a partir de 2010 e ter alcançado desempenho de pelo menos 450 pontos na média geral das provas e nota maior que zero na redação.

O FIES não é uma bolsa de estudos

É importante deixar bem claro que o FIES não é uma bolsa de estudo. Enquanto um aluno bolsista ganha o valor das mensalidades (ou parte dele), quem consegue um financiamento pelo FIES está apenas fazendo um empréstimo e terá que pagar este valor de volta ao Governo Federal.

Os candidatos aprovados no FIES assinam um contrato onde fica determinado o valor que está sendo financiado e quais são as condições de pagamento da dívida (prazo, valor das parcelas, etc.).

Taxa de juros e prazos de pagamento do FIES

Atualmente a taxa de juros do FIES é de 6,5% ao ano. O financiamento é dividido em três fases. Confira:

1) Fase de utilização

Começa quando o estudante assina o contrato e vai até o dia em que ele se forma na faculdade. Durante este período ele deve pagar, a cada três meses, apenas o valor referente à taxa de juros.

2) Fase de carência

Começa a valer depois da formatura e tem duração de 18 meses. Este período serve para o estudante recém-formado iniciar sua vida profissional e recompor o orçamento.

Durante esta fase, o único compromisso é pagar as parcelas trimestrais referentes aos juros.

3) Fase de amortização

Inicia logo após a fase de carência e é o momento em que a dívida propriamente dita começa a ser paga.

O beneficiário do financiamento pode parcelar a dívida em até três vezes a duração do curso financiado. Ou seja, quem financiou 4 anos de curso pode parcelar a dívida em até 12 anos.

Vale a pena fazer o FIES?

Se você atende aos requisitos mínimos para se inscrever no FIES, chegou a hora de refletir se vale a pena pedir este financiamento.

Esta é uma decisão muito pessoal e depende de fatores como: orçamento familiar, perspectiva de salário após a faculdade, situação escolar, etc.

Na maior parte dos casos, o FIES é uma boa opção quando:

  • Você não tem condições de frequentar uma universidade pública por algum motivo (distância, vestibular muito concorrido, etc.).
  • O curso escolhido só está disponível em universidades particulares.
  • Você não tem condições de arcar com todos os custos da faculdade, mas consegue pagar a taxa trimestral e os gastos extras com deslocamento, alimentação e material escolar.
  • Não existe possibilidade de conseguir uma bolsa de estudo na faculdade de seu interesse.
  • A profissão escolhida tem boa empregabilidade e existem boas chances de aumentar a renda após a formatura.

Uma boa dica antes de tomar esta decisão é fazer uma simulação do financiamento no site do FIES. Assim você terá uma ideia de qual será o valor das parcelas e os prazos de pagamento.

Universidades que aceitam o FIES

O FIES abre processo seletivo duas vezes ao ano e, em cada edição do programa, a lista de cursos e universidades participantes pode sofrer alterações.

Somente cursos que possuem avaliações positivas junto ao Ministério da Educação (MEC) podem disponibilizar vagas para o FIES.

Confira algumas universidades credenciadas pelo MEC que costumam participar do FIES:

Veja também:

FIES Passo a Passo

Para qual curso você pretende pedir o FIES? Conte para a gente aqui nos comentários!

Compartilhar
Facebook Twitter Google Linkedin